Homepage

  • O surf é imprevisível e ainda mais numas Olimpíadas em plena pandemia
    23 julho 2021
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    ISA
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • A variável Covid-19 pode influenciar o decurso da primeira prova olímpica de surf da história.
  • O mar da olímpica Tsurigasaki Beach tem andado calmo, enquanto não chega uma ondulação maior vitaminada por um tufão, mas no que toca à Seleção Nacional de Surf esta já foi atingida por um tsunami.

    Frederico Morais testou positivo à Covid-19 e está fora de Tóquio'2020. Um golpe cruel, demasiado cruel para Kikas. "O Covid tirou-me agora a possibilidade de cumprir um sonho de criança, um sonho de atleta e de homem", disse um decepcionado Frederico.

    A pandemia já tinha dado sinais que não estava a dar descanso na Aldeia Olímpica. São dezenas os infetados com o maldito novo coronavírus. Quantos sonhos de uma vida já esfumaram-se?

    Agora, tocou à Seleção Nacional de Surf sofrer na pele os efeitos da pandemia. Ainda que não seja com uma notícia vinda do Japão, sim de Cascais. Frederico nem sequer teve oportunidade de voar até ao país do sol nascente para respirar e sentir as vibrações de um evento desta envergadura.

    Um momento que marca a vida de um desportista. Foi para isso que tanto trabalhou nos últimos anos. Dia após dia. Surfada a surfada. 

    Precisamente, o surf é um desporto que está a fazer a sua estreia no maior evento desportivo do mundo. Piscina de ondas artificiais à parte, depende de certas e determinadas condições para que o mar seja surfável.

    Por vezes as previsões indicam uma coisa e surge outra totalmente oposta. Há sempre uma certa dose de imprevisibilidade aliada à prática da modalidade. 

    Juntar isso à pressão, tensão, emoção e expectativas próprias de uns Jogos Olímpicos, torna tudo ainda mais imprevisível e atrito a surpresas no decurso do evento. É assim a natureza do desporto olímpico.

    No meio de toda essa indispensável e rigorosa preparação física e mental que os atletas tiveram de fazer, há agora uma outra variável que pode ser determinante no desenvolvimento da competição. O malfado novo coronavírus. Uma pressão adicional, que no subconsciente dos surfistas está sempre ali a remoer. E se de repente o inimigo invisível veio ao nosso encontro?

    Não importa se os atletas estão na plenitude da sua forma ou às portas da final, meia-final, quartos-de-final, o quer que seja. Teste positivo, kaput, fim dos Jogos Olímpicos. Todo um ciclo preparatório esfuma-se de forma fria e impiedosa ao primeiro sobressalto sanitário.

    E depois nova oportunidade para pisar estes palcos só daqui a quatro anos, excepcionalmente três para Paris'2024, ou se calhar nunca mais. Nunca sabemos o que o futuro nos traz e o caminho para o apuramento é bem duro, cheio de armadilhas e bastante confuso. Que o digam Shun Murakami e Sofia Mulanovich, dois surfistas com sortes bem distintas.

    Esta nova variável obriga a que neste mundo olímpico tudo seja gerido com pinças. Aos surfistas presentes em Tóquio'2020, esperamos que o novo coronavírus não se atravesse mais no caminho e deixe tudo fluir. As coisas irem ao seu sítio de forma natural, assim como a natureza toma as rédeas do oceano. 

    Já chega o que aconteceu a Frederico Morais, para mal dos nossos pecados.

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • praia
  • mar
  • Surf
  • Competição
  • Jogos Olímpicos de Tóquio
  • Jogos Olímpicos
  • Tóquio'2020
  • Japão
  • Tsurigasaki Beach
  • pandemia
  • Fotografia
    ISA
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
novembro 29
Agitação marítima volta esta quarta-feira com sete distritos sob aviso amarelo
novembro 29
38 anos depois, acordou o maior vulcão ativo do mundo
novembro 29
Governo australiano é contra a inclusão da Grande Barreira de Coral na lista de Património Mundial em perigo
novembro 28
Ondas até 5 metros deixam oito distritos sob aviso amarelo
novembro 28
João Dantas e Frederico Carrilho são campeões nacionais de longboard
novembro 28
Joana Schenker deu palestra sobre o oceano em escola de Faro
novembro 28
Ondas de gala coroaram vencedores do Special Event do circuito ASCC Caparica Power 2022