Homepage

  • Cidades costeiras ameaçadas: nível do mar pode subir 60 centímetros até ao final do século
    23 junho 2021
    arrow
    arrow
  • A atual crise climática corre o risco de redesenhar os mapas dos continentes, antevê o relatório provisório de 4000 páginas agora divulgado.
  • A informação é avançada pelo relatório provisório do Painel Intergovernamental de Especialistas sobre a Evolução do Clima.

    A subida do nível do mar, as inundações e a intensificação das ondas de calor estão a ameaçar as cidades costeiras de todo mundo. E a situação para o futuro não deixa antever grandes melhorias. Segundo os peritos climáticos, o nível do mar pode subir 60 centímetros até ao final do século.

    De Bombaim a Miami, passando por Daca ou Veneza, estas cidades e os seus milhões de habitantes que vivem na foz dos estuários ou nas linhas sinuosas da costa estão "na linha da frente" da crise climática que corre o risco de redesenhar os mapas dos continentes, aponta o relatório provisório do Painel Intergovernamental de Especialistas sobre a Evolução do Clima (IPCC, na sigla em inglês), citado pela agência de notícias France-Presse (AFP).

    "O nível do mar continua a subir, as inundações e as ondas de calor são cada vez mais frequentes e intensas e o aquecimento aumenta a acidez do oceano", referem os cientistas neste relatório de 4000 páginas sobre os impactos das mudanças climáticas.

    De acordo com os especialistas, é preciso "fazer escolhas difíceis". Sob o efeito combinado da expansão dos oceanos e do degelo causado pelo aquecimento gobal, a subida do nível do mar também ameaça contaminar os solos agrícolas com água salgada e engolir infraestruturas estratégicas, como portos ou aeroportos.

    Um "perigo para as sociedades e para a economia mundial em geral", alerta o IPCC, sublinhando que cerca de 10% da população mundial e dos trabalhadores estão a menos de 10 metros acima do nível do mar. 

    O relatório de avaliação global dos impactos do aquecimento, criado para apoiar decisões políticas, é muito mais alarmante do que o antecessor, divulgado em 2018.

    O documento deverá ser publicado em fevereiro de 2022, após a aprovação pelos 195 estados-membros da Organização das Nações Unidas (ONU) e depois da conferência climática COP26, marcada para novembro, em Glasgow, na Escócia.

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • praia
  • mar
  • Relatório
  • Aquecimento global
  • Alterações climáticas
  • Subida do nível do mar
  • Onda de calor
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
julho 31
Porque motivo este verão está a ser tão ventoso? Pedro 'Pecas' explica
julho 28
Em Tóquio'2020, regressou o bom e velho Owen Wright: 'Muitos pensavam que não ia chegar às medalhas'
julho 28
Japão foi o país mais medalhado na prova olímpica de surf
julho 30
Projeto Ericeira WSR+10 discutiu o Turismo de Surf em nova conferência
julho 30
David Raimundo: “2021 foi o ano que mais me marcou”
julho 29
Yolanda Hopkins: “Se alguém me apoiar a sério, não vou desiludir”
julho 29
Frederico Morais já regressou aos treinos no mar