Homepage

  • Aquecimento global pode originar colapso de mais de um terço da plataforma de gelo da Antártida
    08 abril 2021
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • As plataformas de gelo são importantes amortecedores que impedem os glaciares de fluir livremente para o oceano e de provocarem a subida do nível do mar quando colapsam.
  • Quem o diz é um estudo realizado pela Universidade de Reading, em Inglaterra. Se as temperaturas subirem quatro graus Celsius acima dos níveis pré-industriais, mais de um terço da área da plataforma de gelo da Antártida está em risco de colapso.

    A investigação publicada nesta quinta-feira, na revista 'Geophysical Research Letters', indica que limitar o aumento da temperatura a 2ºC em vez de 4°C reduziria para metade a área em risco e evitaria potencialmente uma subida significativa do nível do mar.

    Em comunicado, a Universidade de Reading sublinha que o estudo conclui que 34% da área de todas as plataformas de gelo da Antártida, o equivalente a cerca de meio milhão de quilómetros quadrados, incluindo 67% da área das plataformas de gelo na Península Antártica, estariam em risco de desestabilização abaixo de um aquecimento de 4ºC.

    Segundo a mesma investigação, a vulnerabilidade da plataforma de gelo a este processo de fratura foi calculada para subidas da temperatura global de 1,5°C, 2°C e 4°C, cenários tidos como “todos possíveis neste século”, realça a Universidade de Reading.

    A instituição adianta que os investigadores identificaram as plataformas de Larsen C, Shackleton, Pine Island e Wilkins como as que correm maior risco com temperaturas abaixo dos 4°C de aquecimento, devido à sua geografia e ao escoamento significativo de água de glaciares previsto nessas áreas.

    “Os resultados destacam a importância de limitar o aumento da temperatura global, tal como estabelecido no Acordo de Paris, se quisermos evitar as piores consequências das alterações climáticas, incluindo a subida do nível do mar”, alerta a cientista do Departamento de Meteorologia da Universidade de Reading, Ella Gilbert, citada na nota divulgada.

    A investigadora explica que as plataformas de gelo são importantes amortecedores que impedem os glaciares de fluir livremente para o oceano e de provocarem a subida do nível do mar quando colapsam. 

    Ella Gilbert acentua que se as temperaturas continuarem a subir ao ritmo atual, podem perder-se, “nas próximas décadas”, mais plataformas de gelo na Antártida, com consequências para todo o planeta.

    “Limitar o aquecimento não será apenas bom para a Antártida. Preservar as plataformas de gelo significa menor subida global do nível do mar, e isso é bom para todos nós”, acrescenta a investigadora.

     

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Natureza
  • Meio Ambiente
  • Antártida
  • Gelo
  • Alterações climáticas
  • Aquecimento global
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
abril 22
Teresa Bonvalot vai estar ausente do Allianz Figueira Pro
abril 22
Adiado o arranque do Campeoanto Nacional de Bodysurf 2021
abril 22
Europa viveu em 2020 o ano mais quente desde que existem registos
abril 22
GNR registou 1100 crimes ambientais em 2020
abril 22
Numa década quase duplicou o número de 'zonas mortas' nos oceanos
abril 22
Rebocada para zona segura a baleia encalhada na Praia de Santo António
abril 22
Allianz Figueira Pro tem chamada para as 9 horas de sexta-feira