Homepage

  • Aquecimento global pode originar colapso de mais de um terço da plataforma de gelo da Antártida
    08 abril 2021
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • As plataformas de gelo são importantes amortecedores que impedem os glaciares de fluir livremente para o oceano e de provocarem a subida do nível do mar quando colapsam.
  • Quem o diz é um estudo realizado pela Universidade de Reading, em Inglaterra. Se as temperaturas subirem quatro graus Celsius acima dos níveis pré-industriais, mais de um terço da área da plataforma de gelo da Antártida está em risco de colapso.

    A investigação publicada nesta quinta-feira, na revista 'Geophysical Research Letters', indica que limitar o aumento da temperatura a 2ºC em vez de 4°C reduziria para metade a área em risco e evitaria potencialmente uma subida significativa do nível do mar.

    Em comunicado, a Universidade de Reading sublinha que o estudo conclui que 34% da área de todas as plataformas de gelo da Antártida, o equivalente a cerca de meio milhão de quilómetros quadrados, incluindo 67% da área das plataformas de gelo na Península Antártica, estariam em risco de desestabilização abaixo de um aquecimento de 4ºC.

    Segundo a mesma investigação, a vulnerabilidade da plataforma de gelo a este processo de fratura foi calculada para subidas da temperatura global de 1,5°C, 2°C e 4°C, cenários tidos como “todos possíveis neste século”, realça a Universidade de Reading.

    A instituição adianta que os investigadores identificaram as plataformas de Larsen C, Shackleton, Pine Island e Wilkins como as que correm maior risco com temperaturas abaixo dos 4°C de aquecimento, devido à sua geografia e ao escoamento significativo de água de glaciares previsto nessas áreas.

    “Os resultados destacam a importância de limitar o aumento da temperatura global, tal como estabelecido no Acordo de Paris, se quisermos evitar as piores consequências das alterações climáticas, incluindo a subida do nível do mar”, alerta a cientista do Departamento de Meteorologia da Universidade de Reading, Ella Gilbert, citada na nota divulgada.

    A investigadora explica que as plataformas de gelo são importantes amortecedores que impedem os glaciares de fluir livremente para o oceano e de provocarem a subida do nível do mar quando colapsam. 

    Ella Gilbert acentua que se as temperaturas continuarem a subir ao ritmo atual, podem perder-se, “nas próximas décadas”, mais plataformas de gelo na Antártida, com consequências para todo o planeta.

    “Limitar o aquecimento não será apenas bom para a Antártida. Preservar as plataformas de gelo significa menor subida global do nível do mar, e isso é bom para todos nós”, acrescenta a investigadora.

     

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Natureza
  • Meio Ambiente
  • Antártida
  • Gelo
  • Alterações climáticas
  • Aquecimento global
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
setembro 24
Guilherme Fonseca e Portugal terminam Mundial ISA no 4.º posto
setembro 24
Teresa Bonvalot fora do Mundial ISA por lesão
setembro 24
David Raimundo: 'Portugal tem feito uma prova brilhante a todos os níveis'
setembro 24
João Aranha e a 'meta que está próxima' no Mundial ISA 2022
setembro 22
ISA anuncia datas do Mundial de 2023 em El Salvador
setembro 23
Portugal sofre três baixas mas continua na luta pelo pódio
setembro 23
Trio português garante passagem ao dia final do Mundial ISA