Homepage

  • Lenda californiana do shape morre aos 81 anos
    03 março 2021
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • É considerado o shaper que mais pranchas produziu ao longo da vida. Sempre de forma manual.
  • Discreto e pouco mediático, mas uma das maiores lendas do shape nos Estados Unidos, sobretudo em South Bay, na região de Los Angeles, Califórnia, onde teve uma enorme influência sobre a cena do surf local. Phil Becker deixou-nos esta semana, aos 81 anos, vítima de cancro.

    Conhecido pela enorme quantidade de pranchas que fez usando o processo manual de shape, Becker foi protagonista de uma edição da revista “Surfer”, em 1993, onde se dava conta que Becker tinha já feito 85 mil pranchas neste processo manual. De lá para cá, há quem diga que esse número ascendeu as 130 mil pranchas, nunca largando a forma tradicional. É, por isso, natural que digam que foi o shaper que fez mais pranchas em todo o Mundo.

    Quem conhecia as suas pranchas, garante que estas eram destinadas apenas àqueles que se queriam divertir nas ondas, optando muitas vezes pelo shape de longboards ou pranchas com formatos mais peculiares e divertidos. A performance não era, de todo, a sua principal causa. “Estou nesta indústria para manter as pessoas felizes em cima de uma prancha e não para fazer determinados tipos de pranchas”, disse em 1993 ao famoso “La Times”.

    Nasceu em Palos Verdes, na Califórnia, onde aos 18 anos já exercia a profissão de shapper. Mais tarde, em 1980 aventurou-se com a sua própria empresa e foi aí que nasceu a primeira loja em nome próprio, a Becker Surfboards Shop, em Hermosa Beach. Apesar do sucesso do negócio, nunca deixou de fazer ele próprio as pranchas.

    Sempre arredado dos escaparates da fama, Becker é descrito pelo historiador Matt Warshaw como alguém que não gostava de ser fotografado ou que raramente dava entrevistas, além de nunca ter tido um team de surf, pois a competição não era o seu propósito.

    Em 2006 decidiu mudar-se para o Havai, onde passaria os seus últimos dias a fazer pranchas, enquanto lojas em seu nome continuavam a existir em vários pontos icónicos da Califórnia – foram vendidas em 2010 à Billabong. E foi no Havai que acabaria por morrer, esta semana, não resistindo a um cancro na bexiga.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Phil Becker
  • Shaper
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
outubro 05
Marta Paço: 'Para mim, o surf significa independência e alegria' (Entrevista)
outubro 05
Millennium BCP é o novo patrocinador de Marta Paço
outubro 04
Costa Nova coroou campeões de Kneeboard e Masters de Bodyboard
outubro 03
Portugal arrecada 30 prémios nos Oscares Europeus dos Turismo
outubro 03
Curso de Treinadores de Surf Grau I de regresso ao Dr. Bernard Surf Center
outubro 03
Joel Rodrigues e Filipa Broeiro vice-campeões europeu de bodyboard
outubro 03
Surf Clube de Viana em destaque no Euro’Meet 2022 na Dinamarca