Homepage

  • Sofia Mulanovich vence guerra com federação e vai ao Mundial ISA
    09 março 2021
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    ISA
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • A situação originou uma corrente de apoio que envolveu várias figuras públicas peruanas e a Federação do país sul-americano acabou por aceder às intenções da veterana surfista.
  • A campeã mundial em título da ISA vai poder defender o seu título na próxima edição dos ISA World Surfing Games, que se disputam em maio em El Salvador. Depois de muita polémica à mistura, a federação peruana de surf, acedeu a dar uma vaga direta a Sofia Mulanovich, de 39 anos, que assim poderá defender o título conquistado em 2019, no Japão, mas também tentar garantir uma vaga olímpica em Tóquio.

    Sofia Mulanovich desencadeou uma “guerra” com a Federação do seu país, depois de ter sido notificada que teria de participar num torneio de qualificação pré-mundial, onde a equipa técnica peruana iria determinar as vagas femininas e masculinas para o próximo mundial. Algo que deixou a antiga campeã mundial da WSL bastante frustrada.

    Depois de ter vencido o Mundial ISA pela terceira vez na carreira em 2019 e de ter sido a primeira surfista sul-americana da história a vencer o título mundial da WSL, Sofia Mulanovich considerava que deveria ter uma vaga direta para a prova, onde poderia assim lutar pelo sonho de ir aos Jogos Olímpicos. Até porque no Japão venceu uma prova que contou com as melhores surfistas do Mundo, incluindo a campeã mundial da WSL Carissa Moore, que Sofia venceu na final.

    A situação originou uma corrente de apoio que envolveu várias figuras públicas peruanas e a Federação do país sul-americano acabou por aceder às intenções da veterana surfista, que vai mesmo fazer parte da equipa peruana que irá competir em El Salvador. As outras vagas serão, assim, decididas nesse torneio qualificativo.

    Agora, Sofia Mulanovich vai preparar-se para tentar a última vaga em disputa para os Jogos Olímpicos para surfistas sul-americanas. Isto porque nem o facto de ter sido campeã mundial em 2019 lhe garantiu a presença em Tóquio. O facto de os Jogos Pan-Americanos terem atribuídos as duas primeiras vagas olímpicas, onde o Peru conseguiu qualificar Lucca Mesinas e Daniella Rosas, fez com que não existisse vagas em disputa para as Américas em 2019. Algo que já será diferente em El Salvador.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Sofia Mulanovich
  • Peru
  • Mundial ISA
  • Fotografia
    ISA
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
julho 27
Comité Olímpico de Portugal nega comunicação tardia do positivo de Kikas
julho 27
Que orgulho Yolanda, Teresa e David!
julho 27
Ítalo Ferreira sobre o ouro olímpico: 'É a vitória com maior significado da minha carreira porque fui o primeiro a conseguir'
julho 26
Projeto 'Surf & Rescue' visitou pela primeira vez a Madeira
julho 26
Como podemos ver o dia das finais olímpicas do surf em Tóquio'2020?
julho 26
Ouro olímpico do surf vai ser discutido esta madrugada!
julho 26
David Raimundo: 'Acreditamos que é possível conquistar uma medalha olímpica. Temos competência para lá chegar'