Homepage

  • Glenn Hall faz pausa na reforma para dar show em Avoca Beach
    02 março 2021
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    wsl
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Micro venceu três heats de uma vez e vai marcar encontro com um dos seus pupilos.
  • Fez parte do WCT em 2013, 2014 e 2015, mas desde a sua saída da elite mundial que decidiu focar-se na carreira de treinador. Desde então, tem conduzido vários surfistas australianos a grandes performances, tendo sido o responsável direto pela transformação de Matt Willkinson em candidato ao título mundial ou mesmo ajudado Tyler Wright a chegar por duas vezes ao título feminino.

    Com um trajeto invejável a nível de treino, “Micro”, como é conhecido o surfista australiano que representa a Irlanda, decidiu retirar o pó às pranchas durante esta semana e inscreveu-se no QS3000 de Avoca Beach, que começou esta terça-feira e onde tem vários pupilos em prova. E a verdade é que o primeiro dia de ação deste Central Coast Pro foi dominado pelo veterano surfista, atualmente com 39 anos.

    Sem seeding, uma vez que já não competia há cinco anos, Glenn Hall, cuja última prova tinha sido o Pipe Masters 2015, foi obrigado a começar a sua prestação na ronda inaugural, onde somou 13,40 pontos para vencer a primeira bateria do campeonato. E se pensavam que se ficava por aí, Micro repetiu a graça na ronda 2, com um score de 12,25, e também na ronda 3, com um score de 10,85, já com vários jovens valores do surf australiano em prova.

    Depois deste arranque fulgurante, Hall já está na ronda 4, onde estão em prova os 64 melhores surfistas e onde já entram em ação os tops seeds, incluindo cinco tops do WCT. E, por coincidência do destino, o surfista de origem irlandesa vai medir forças no heat 1 com um dos seus pupilos, Ace Buchan. “Não vão existir favores para ninguém”, atirou Glenn Hall após um dia pleno de ação.

    Mas Glenn Hall não foi o único veterano a dar nas vistas, uma vez que o ex-top do WCT Nathan Hedge também esteve em destaque desde a ronda inaugural. Hedge passou dois heats no segundo posto e já está na ronda 3, que foi interrompida a meio e que será retomada esta quarta-feira.

    Já Shane Holmes, surfista que é mais famoso pelas performances nos Mundiais ISA, onde já foi medalhado, do que propriamente pelos resultados nas provas da WSL, onde nunca foi top 100 mundial, foi outro dos grandes destaques do dia, imitando o feito de Hall, ao vencer os três heats em que entrou, estando também já na ronda 4.

    Com uma promissora previsão de ondas a caminho, para o segundo dia de ação esperam-se altas ondas em Avoca Beach. Além da possibilidade da entrada em ação dos tops mundiais na prova masculina, que conta com nomes como Julian Wilson ou Owen Wright, também deverá haver lugar ao arranque da prova feminina, que conta com quatro caras do WWT, incluindo Sally Fitzgibbons.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • WQS
  • Avoca Beach
  • Glenn Hall
  • Fotografia
    wsl
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
outubro 19
Joel Rodrigues, o bodyboarder português que enfrenta o Frontón em busca do título mundial júnior
outubro 19
Embarcação fica com leme destruído após interação com orcas a sul de Troia
outubro 19
Seleção Nacional de Surf Adaptado prepara Mundial com dois estágios
outubro 19
Praia do Cabo do Mundo apadrinhou estreia da Matosinhos Surf School Cup
outubro 19
Título nacional de Surf Esperanças Sub-18 discute-se em Ribeira d'Ilhas
outubro 18
Praia da Arriba coroou os campeões nacionais de skimboard de 2021
outubro 18
Os números do evento principal do Ericeira WSR+10