Homepage

  • Bells Beach cai do WCT e a WSL culpa o governo de Victoria
    07 fevereiro 2021
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    wsl
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Falta de respostas e Open da Austrásia em ténis originaram diferendo.
  • Afinal, a etapa de Newcastle não será a quarta da perna australiana do WCT. Isto porque a opção da WSL em retomar o WCT em Novas Gales do Sul, implica diretamente a troca com o histórico evento de Bells Beach. Uma notícia que está a deixar os australianos chocados, uma vez está em causa a não realização da mais antiga prova do circuito mundial, que se realizou pela primeira em 1961 e que acontece tradicionalmente na altura da Páscoa.

    Os meios australianos confrontaram a própria WSL com a situação e um representante da mesma confirmou que a entidade que rege o surf mundial optou por deixar de lado a etapa de Bells Beach e rumar a Newcastle, em virtude da inaptidão do governo local de Victoria em dar respostas e garantias no tempo desejado.

    A WSL lança ainda algumas críticas ao governo local, considerando que estão “demasiado ocupados” com a organização do Open da Austrália, em ténis. Segundo a mesma não foi dada qualquer resposta de forma atempada aos constantes pedidos que foram feitos para garantir a possibilidade de os surfistas internacionais chegarem de avião e cumprirem ali a quarentena.

    “Entendemos e aceitamos a decisão de ser complicado para o governo de Victoria dar-nos uma garantia numa altura em que têm muitos problemas com o ténis. Mas precisamos de uma solução para que o nosso desporto continue vivo. Tivermos a sorte de Nova Gales do Sul nos ter dado essas garantia num prazo extremamente curto”, garantiu a fonte da WSL ao jornal australiano “The Age”, frisando que se desenrolaram múltiplas discussões com o governo local desde 2020 e já em 2021, mas nunca havendo uma garantia dada.

    Por sua vez, um representante do governo local frisou que, neste momento, a objetivo e plano para os hotéis da região é o de receberem os viajantes retornados, que terão de cumprir os 15 dias de quarentena. “Com a prioridade a ser os australianos que estão a regressar, não nos é possível a garantia de vaga para os surfistas internacionais fazerem quarentena nos nossos hotéis no período de tempo requisitado pela WSL”, explicou, garantindo que as conversações continuam de pé.

    Esta queda de um evento que representa lucros de 8 milhões de dólares australianos para a economia local já está a gerar uma guerra política, com um dos líderes da oposição a vir a público criticar o sucedido. “A hesitação do governo de Victoria permitiu que Nova Gales do Sul nos tirasse o muito cobiçado evento que se realiza na Páscoa. Os grandes eventos são fundamentais para a nossa economia e confiança”, atirou Michael O’Brien nas redes sociais.

    No entanto, a WSL também já terá dado a garantia de querer regressar a Bells Beach em 2022, confirmando assim o cenário de não haver etapa de Bells Beach em 2021. Um rude golpe na história do circuito e também para os surfistas. Não esquecendo que ondas como a de Bells e a de Sunset, evento que também foi cancelado, adaptam-se na perfeição ao surf do nosso Frederico Morais.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Rip Curl Pro Bells Beach
  • Bells Beach
  • WCT
  • Nova Gales do Sul
  • Newcastle
  • Fotografia
    wsl
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
julho 28
Em Tóquio'2020, regressou o bom e velho Owen Wright: 'Muitos pensavam que não ia chegar às medalhas'
julho 28
Japão foi o país mais medalhado na prova olímpica de surf
julho 30
Projeto Ericeira WSR+10 discutiu o Turismo de Surf em nova conferência
julho 30
David Raimundo: “2021 foi o ano que mais me marcou”
julho 29
Yolanda Hopkins: “Se alguém me apoiar a sério, não vou desiludir”
julho 29
Frederico Morais já regressou aos treinos no mar
julho 30
Praia de Albarquel e Troia já têm Live Cams