Homepage

  • Justine Dupont, da estreia no tow-in em Jaws ao tubo XXL numa só sessão
    27 janeiro 2021
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • A big rider gaulesa surfou aquele que poderá ter sido o maior tubo já feito por uma surfista.
  • Dia 16 de janeiro de 2021. Data na qual chegou ao Pacífico Norte aquele que até ao momento é o maior swell da temporada naquela latitude, sendo mesmo considerado para muitos um dos maiores de sempre.

    Como tal, Jaws esteve em altas e proporcionou grandes momentos aqueles que ousaram desafiar a onda localizada na ilha havaiana de Maui.

    Uma das protagonistas da jornada acabou por ser a francesa Justine Dupont, que foi a autora de um tubo incrível, que poderá mesmo ter sido o maior tubo jamais feito por uma surfista.

    Ao site da 'Surfline', a simpática big rider francesa concedeu uma entrevista onde falou abertamente sobre este inesquecível dia.

    Desde logo, pelo facto de pela primeira vez na sua vida ter feito tow-in em Jaws. "Depois de todo o tempo que já passei na Nazaré, tenho confiança no meu surf de tow-in. Em Jaws, onde nunca tinha experimentado essa prática, tudo acabou por ser divertido. Depois da primeira onda, que tinha o tamanho semelhante a uma que apanhei em Jaws há dois anos, estava-me a sentir muito bem. Sentia muita confiança no Michel Larronde (ndr: piloto do jet-ski). Aguardámos bastante tempo e foi então que chegou um novo set, não havia ninguém, pelo que decidi surfar a tal onda".

    Em plena surfada épica, Justine Dupont lembrou-se de um conselho do havaiano Tyler Larronde. "Se observares que a onda originará um closeout, isso signfica que conseguirás fazer um tubo." E eis que tudo aconteceu.

    A gaulesa não tem dúvidas de que "por causa do tubo" esta foi a sua melhor onda de sempre em todas as incursões que já fez pela temida bancada de Jaws. "Há dois anos, durante o evento de ondas grandes, também apanhei uma onda muito grande. O swell era semelhante, mas aí surfei a onda na remada, numa linha direita e sem tubo."

    Realizado este momento histórico, a atleta de 29 anos estava ávida "por mais" em pleno lineup, mas como estava "muito cansada das últimas semanas" acabou por seguir o conselho do seu séquito e dar por terminada a sessão. "Disseram-me: poderás vir a apanhar uma onda maior, mas não tão boa como a anterior."

    Com a temporada de ondas grandes em pleno curso, Justine, que também faz longboard, aponta agora novamente as suas baterias para o Canhão da Nazaré. "Vejo que o Oceano Pacífico está ativo, enquanto o Atlântico acalmou. No entanto, sinto que este vai reativar em breve. Para além disso também preciso de descansar e treinar, por isso vou voltar para a Nazaré, onde espero praticar manobras novas nas ondas". 

    Mas a originária de Seignosse deixa a promessa. "Se o Oceano Atlântico não reativar, estarei de regresso."

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Mar
  • Maui
  • Tow-in
  • Jaws
  • tubo
  • swell
  • Justine Dupont
  • havai
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
março 04
Criados dispositivos que geram energia elétrica a partir das ondas
março 04
Previsão de chuva deixa 6 distritos sob aviso amarelo
março 03
Chuva regressa esta quinta-feira: 3 distritos sob aviso amarelo
março 04
Wave by Wave de Zé Ferreira em organização mundial de Surf Terapia
março 04
FPS e AESDP pedem regresso à atividade do ensino do surfing
março 04
Surfista em dificuldades auxiliada no Guincho
março 04
Forte sismo sentido na Nova Zelândia: aviso de tsunami já foi levantado