Homepage

  • Fortes sismos em vários continentes marcam fim do ano     
    30 dezembro 2020
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Pelo menos sete pessoas morreram e vinte ficaram feridas na sequência de um forte sismo sentido na Croácia.
  • O ano de 2020 foi marcado por vários desastres, com a pandemia em ponto de destaque. Mas a última semana do ano não deixou de ser marcada pela tragédia, com o registo de vários sismos fortes em diversos pontos do planeta. O mais significativo aconteceu esta terça-feira na Croácia, mas já na véspera a terra tinha tremido e bem em dois pontos da América do Sul. Esta quarta-feira foi a vez de o Japão também sofrer um forte abalo.

    Segundo as autoridades croatas, pelo menos sete pessoas morreram e vinte ficaram feridas na sequência deste sismo, considerado o mais intenso dos últimos trinta anos no país. O abalo atingiu a magnitude de 6.3 na escala de Richter, com o epicentro a situar-se a cerca de 50 quilómetros da capital Zagreb. Este foi o abalo que mais danos causou de todos os que se fizeram sentir na derradeira semana do trágico 2020.

    No domingo tinha sido o Chile a sofrer um abalo de magnitude 6,7 na escala de Richter, que acabou por não causar vítimas ou danos materiais, segundo os meios locais. O sismo teve o epicentro a 144 quilómetros a oeste do município costeiro de Toltén, na zona centro sul do país.

    Antes disso, também na América do Sul, tinha sido o Peru a sentir um sismo de magnitude 6. O epicentro foi localizado no Oceano Pacífico, 36 quilómetros a sudoeste do município de Chala e registaram-se alguns danos materiais. Esta atividade sísmica na América do Sul chegou a lançar um alerta para possível tsunami, que posteriormente não se verificou.  

    Por fim, já esta quarta-feira, um terramoto de 5,1 graus na escala de Ritcher atingiu o Japão e foi fortemente sentido em Tóquio, sem que as autoridades tenham emitido qualquer aviso de tsunami ou comunicado danos materiais ou pessoais. O sismo ocorreu às 09:35 (00:35 em Lisboa) com o epicentro localizado em Ibaraki, a nordeste de Tóquio, a cerca de 60 quilómetros de profundidade, informou a Agência Meteorológica do Japão.

    O terramoto atingiu o nível 4 na escala japonesa de 7, mais concentrado nas áreas afetadas (Ibaraki, Tochigi e Chiba), mas foi também sentido e registado como nível 3 na capital. O Japão está situado no chamado Anel de Fogo, uma das zonas sísmicas mais ativas do mundo, com as infraestruturas nacionais a serem concebidas para resistir aos terramotos.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Sismo
  • Croácia
  • América do Sul
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
janeiro 26
Produção diária de energia eólica atingiu novo recorde em Portugal
janeiro 27
Revelado calendário dos circuitos regionais de surf para 2023
janeiro 27
Tempo frio vai continuar pelo menos até quinta-feira
janeiro 27
FPS anuncia 'grande mudança' no acesso aos circuitos em 2023
janeiro 26
Cidade chinesa regista temperatura recorde de -53ºC
janeiro 26
Frio fica para o fim de semana: todo o continente vai estar sob aviso amarelo
janeiro 26
FUEL TV lança programa de estágios