Homepage

  • COI confirma surf nos Jogos Olímpicos de Paris'2024
    07 dezembro 2020
    arrow
    arrow
  • O evento será em França, mas a prova olímpica de surf terá lugar na pesada onda de Teahupo'o, no Taiti.
  • Esta segunda-feira, dia 7 de dezembro, ficou marcada pela reunião, via videoconferência, da comissão executiva do Comité Olímpico Internacional (COI).

    Um encontro que ficou marcado, entre outras decisões, pela confirmação de que o surf irá mesmo fazer parte do programa desportivo dos Jogos Olímpicos de Paris'2024.

    Programa esse que foi aprovado para umas olimpíadas cujo o foco estará centrado na paridade entre géneros e em captar a atenção de uma audiência mais jovem.

    Esta é uma decisão que segundo a Associação Internacional de Surf (ISA) é um "feito importante" no caminho que o surf está a trilhar rumo à "inclusão permanente e a longo prazo no programa olímpico".

    Ao mesmo tempo foi também confirmado que a prova olímpica de surf não irá decorrer em França, mas sim no distante Taiti, mais concretamente na pesada onda de Teahupo'o.

    Será na conhecida arena, localizada a mais de 15 mil quilómetros de Paris em pleno Oceano Pacífico, que 44 atletas (22 homens e 22 mulheres) vão lutar pelas medalhas.

    Recorde-se que esta foi uma decisão envolta em polémica, pois inicialmente o COI mostrou relutância em que a prova fosse tão longe do palco dos Jogos, invocando a necessidade de todos os atletas estarem incluídos dentro do espírito do olimpismo e envolvidos no ambiente que rodeia a competição.

    No entanto, em março último, a escolha por Teahupo'o lá acabou por ser validada pelo órgão presidido pelo germânico Thomas Bach.

    Esta será a segunda vez que o surf irá fazer parte do maior evento desportivo do mundo, sendo que a sua estreia está agendada para o próximo verão, altura em que terão lugar os Jogos Olímpicos de Tóquio'2020, adiados para 2021 por causa da pandemia do novo coronavírus.

    Na reação à decisão tomada pelo COI, o presidente da Associação Internacional de Surf, Fernando Aguerre, considera que o "surf é perfeito para a nova era dos Jogos Olímpicos. Esta é uma decisão que está alinhada com o objetivo do COI em aplicar novas e inovadoras abordagens aos Jogos. Teahupo'o é uma onda que vai entusiasmar os atletas e entreter os adeptos".

    "Estamos muito contentes pelo facto do COI ter aprovado oficialmente a inclusão do surf nos Jogos Olímpicos de Paris'2024. Gostaria também de reconhecer o duro trabalho que tem vindo a ser realizado pela ISA e todo o seu compromisso para que o surf seja um desporto global", disse Erik Logan, o CEO da World Surf League.

    Por último, Justine Dupont, presidente da Comissão de Atletas da ISA, não esconde que todos os surfistas "estão ansiosos para mostrar o nosso desporto" em Paris'2024 e que como atleta "não existe maior objetivo do que competir nos Jogos Olímpicos".

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

     

     

     

Tags
  • Praia
  • Mar
  • Surf
  • Competição
  • Portugal
  • WSL
  • World Surf League
  • Taiti
  • Teahupo'o
  • COI
  • Comité Olímpico Internacional
  • ISA
  • International Surfing Association
  • Fernando Aguerre
  • Erik logan
  • Jogos Olímpicos
  • Paris'2024
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
abril 16
Tiago Pires vai ser “padrinho” de festival francês
abril 15
Associação Portuguesa de Bodyboard convoca Assembleia Geral extraordinária
abril 15
Quatro distritos ainda sob aviso amarelo por causa da chuva
abril 14
Portugal é o 3º país da Europa que mais pesca tubarão e raia
abril 14
Portugal integra projeto para mitigar impacto da pesca de cetáceos
abril 14
Tóquio'2020: Participantes vão ser sujeitos a 'quarentena adaptada'
abril 14
Apreendidos cerca de 76 kg de ouriços-do-mar em Vila Praia de Âncora