Homepage

  • Locais de Teahupoo preocupados com impacto dos Jogos Olímpicos
    21 outubro 2020
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    wsl
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Dessa forma, os locais de Teahupoo decidiram criar agora uma organização sem fins lucrativos chamada MATA ARA IA TEAHUPOO 2024.
  • A escolha de Teahupoo para palco da prova de surf dos Jogos Olímpicos de Paris’2024 deu muito que falar no início do ano, por vários motivos. Desde a distância a que fica da cidade que vai acolher os Jogos, ao perigo que a onda representa, sobretudo para as mulheres que também ali vão competir. Agora, é a comunidade local da pequena vila taitiana que se mostra preocupada com o impacto que os Jogos possam vir a ter.

    Felizes pela receção de uma prova tão importantes, a comunidade local não deixa de se mostrar preocupada com o impacto que uma estrutura tão grande possa vir a ter no local. Isto porque não terão sido ouvidos em relação a todas essas questões logísticas. E uma estrutura olímpica tem sempre o seu impacto, mesmo que seja apenas para uma prova de surf.

    Dessa forma, os locais de Teahupoo decidiram criar agora uma organização sem fins lucrativos chamada MATA ARA IA TEAHUPOO 2024, que visa proteger o ecossistema local de eventuais agressões que poderão vir a acontecer com a chegada dos Jogos Olímpicos a Teahupoo.

    No início do ano, o presidente da Polinésia Francesa garantiu que o projeto olímpico de Teahupoo iria ser ecológico e sustentável, sobretudo por estarmos a falar de uma onda assente numa barreira de coral e situada num local de uma beleza única. Só que os locais acreditam que o discurso do presidente não foi verdadeiro.

    “Não queremos que o nosso pequeno paraíso seja destruído. Queremos continuar a viver em harmonia com a mãe natureza”, começou por dizer Tahurai Henry, um nativo de Teahupoo, que deu voz ao medo dos locais em que a vontade dos dirigentes seja tornar a mais famosa esquerda do Mundo num produto económico.

    Esta é uma realidade que Teahupoo já enfrenta com a etapa do WCT que ali acontece anualmente, embora a comunidade local já se tenha habituado. “Parte de mim fica orgulhosa ao ouvir que vamos receber os Jogos Olímpicos. Mas fico triste por perceber a infraestrutura que um evento destes implica”, frisou o local.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Teahupoo
  • Paris'2024
  • Jogos Olímpicos
  • Fotografia
    wsl
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
novembro 25
Steph, Parko e outros tops avançam com primeiro resort de surf australiano
novembro 25
Praia de Albarquel conquista prémio 'Praia + Acessível 2020'
novembro 24
Irmã de Medina arrasa concorrência pelo Brasil
novembro 25
Zmar promove campanha Black Friday
novembro 25
Mais 82 autos levantados por campismo e autocaravanismo ilegais em Vila do Bispo
novembro 25
The Base Surf Store celebra Black Friday com campanha especial
novembro 25
Odeceixe Surf School anuncia aulas aos fins de semana para crianças
pub