Homepage

  • Kauli Vaast, o miúdo do 20 perfeito que promete revolucionar o surf francês
    13 outubro 2020
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    wsl
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Em 2019 viveu um ano positivo, que ficou marcado pela estreia no WCT.
  • Nascido e criado nos poderosos reef breaks taitianos, foi recentemente que Kauli Vaast passou a representar a bandeira francesa, em virtude da transformação olímpica que chegou ao surf. Dessa forma, a França garantiu um futuro risonho no surf mundial, como o jovem goofy tem comprovado por onde tem passado. O último dos sítios foi em Espinho, onde fez história ao fazer um score de 20 pontos, mas também ao sair do nosso país com o segundo título europeu júnior da WSL consecutivo e o terceiro da carreira.

    “Estou muito feliz com este título, pois este é o meu último ano como júnior. Na final tive três adversários de peso, mas felizmente consegui descontrair e apanhar duas ondas boas, que me deram a vitória. Este foi um campeonato perfeito, com ondas ótimas do princípio ao fim. Melhor era difícil! Na bateria em que fiz os 20 pontos tive muita sorte e consegui mostrar o melhor que sei fazer... este é um evento que ficará para sempre na minha memória”, garantiu Vaast, após o triunfo em Espinho.

    Foi há cinco anos que Vaast surgiu em eventos da WSL, num Pro Júnior no Taiti. No ano seguinte, em 2016, com apenas 14 anos, estreou-se na Europa, precisamente em Espinho, onde foi 13.º. Mas foi no ano seguinte que o jovem taitiano explodiu tendo vencido de forma surpreende o seu primeiro título europeu júnior, com apenas 15 anos. Depois de um ano menos conseguido em 2018, no ano passado Vaast voltou a dominar o circuito, vencendo inclusivamente a etapa da Caparica. Em 2020, completou o tri, num ano em que apenas houve um evento a decidir o campeão, devido à pandemia da Covid-19.

    Pelo meio já dá cartas no WQS, onde se estreou em 2018 e logo com um 5.º posto em Papara, no Taiti. Vaast só não corre o circuito de qualificação de uma forma mais efetiva, porque tenciona acabar primeiro os estudos no Taiti para em 2021 apostar a sério na qualificação mundial. Não nos admiramos que demore pouco tempo a consegui-lo, uma vez que apresenta um surf incrivelmente maduro e explosivo aos 18 anos.

    Em 2019 viveu um ano positivo, que ficou marcado pela estreia no WCT. Depois de ter sido vice-campeão em Papara e de colecionar mais um Pro Júnior, Vaast recebeu um wildcard para enfrentar a elite mundial na etapa francesa. E a estreia correu de feição, chegando ao 9.º lugar. Depois de superar a primeira fase num heat com Italo Ferreira, o jovem taitiano surpreendeu Kolohe Andino na 3.ª ronda e só foi travado por Jeremy Flores, que viria a vencer a prova, nos oitavos-de-final.

    Depois de uma bela apresentação entre a elite mundial, Kauli Vaast trouxe esse momento para 2020, onde começou a temporada em boa forma. Fez um 2.º lugar no Sunset Open, no Havai, e ainda conseguiu um 9.º posto no QS5000 de Newcastle, antes de a pandemia ter obrigado a interromper a temporada. Vaast encontrava-se, então, no 40.º posto do ranking e é daí que vai partir em 2021. Um ano em que promete dar muito nas vistas, como já fez na prova das Countdown Series em França, onde aproveitou o convite para chegar aos quartos-de-final, sendo apenas travado pelo campeão mundial e vencedor dessa prova, Italo Ferreira. O futuro do surf francês já tem um nome. Diz-se: Kauli Vaast!

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Kauli Vaast
  • Espinho
  • WSL
  • wqs
  • França
  • Taiti
  • Pro Junior Europeu
  • Fotografia
    wsl
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
agosto 18
Praias de Espinho e Gaia interditadas a banhos
agosto 17
Praia de Salgueiros, em Gaia, interditada a Banhos
agosto 17
Teahupoo oficializado como palco das provas de surf de Paris’2024
agosto 17
Anunciada equipa portuguesa para o Mundial ISA
agosto 16
Fim do desaconselhamento de banhos em praias de Matosinhos
agosto 15
Verão tira folga para o surgimento de chuva no início da semana
agosto 16
Ramon Navarro campeão em Punta de Lobos