Homepage

  • RIP! Icónica revista Surfer lançou… última edição
    05 outubro 2020
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Para a história da Surfer Magazine e do surf nacional fica uma incrível capa conseguida por Miguel Blanco há precisamente dois anos.
  • O passado sábado foi um dia triste para o Mundo do Surf e para todos aqueles que ao longo dos últimos 60 anos fizeram da histórica e icónica Surfer Magazine a verdadeira bíblia do surf. O atual diretor da Surfer, Todd Prodanovich, anunciou que a revista que saiu este mês foi a última edição a ir para as bancas, o que significa o fim de mais uma publicação histórica do surf mundial. Neste caso, a principal!

    Fundada em 1962 pelo não menos icónico e multifacetado John Severson, a Surfer preencheu o imaginário dos surfistas de todo o Mundo ao longo das últimas décadas, tornando-se na maior referência escrita da comunidade do surf. A triste notícia chegou este sábado, depois de o diretor confirmar que toda a redação foi despedida.

    A publicação mensal chega assim ao fim quase 60 anos depois da primeira edição ter ido para as bancas, com os responsáveis pela mesma a culparem as dificuldades económicas causadas pelo impacto da chegada da pandemia da Covid-19 para o fecho de portas. No ar ficam dúvidas se a Surfer irá continuar como publicação Online.

    Prodanovich garantiu ainda que o fim da revista em nada esteve relacionado com o apoio comunicado à candidatura de Joe Biden. Embora o diretor da revista tenha mostrado agrado pelo facto de esse apoio ter criado tanto ruído nos últimos dias, o que para ele ajuda a Surfer a sair de cena “por cima”.

    Para a história da Surfer Magazine e do surf nacional fica uma incrível capa conseguida por Miguel Blanco há precisamente dois anos, em outubro de 2018. Blanco ficou emoldurado como o primeiro e único português e ser capa da Surfer Magazine, graças a um tubo surreal em Nias, na Indonésia. Ainda assim, houve outras capas com fotos tiradas em Portugal.

    O fim da revista mais histórica do surf mundial é a machada final numa indústria que tem vindo a perder as suas referências escritas ao longo da última década. Em 2017 tinha sido a “irmã” Surfing a fechar portas. Por cá, o mesmo aconteceu com a Surf Portugal cerca de um ano antes, seguindo-se, mais tarde, a Onfire, o que deixou o mercado nacional sem oferta em termos de revista de surf em papel.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • surfer magazine
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
junho 21
O verão já chegou, mas o calor só regressa quarta-feira: temperatura vai subir 10ºC
junho 21
Deslizamento de carga de navio mercante encerrou barra da Figueira da Foz toda a manhã
junho 19
Viva o Dia Internacional do Surf!
junho 18
Praia para cães chega a Vila Nova de Milfontes
junho 18
Mau tempo coloca 13 distritos sob aviso amarelo
junho 18
Vigilância regressa este sábado à Praia do Osso da Baleia
junho 18
Portugal tem 42 praias interiores com Bandeira Azul, apenas a França tem mais