Homepage

  • Tyler Wright juntou-se ao movimento Black Lives Matter
    14 setembro 2020
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    wsl
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Ficou ajoelhada por 439 segundos – mais de 7 minutos -, em memória das 439 pessoas de origem indígena que perderam a vida desde 1991 às mãos da polícia australiana.
  • Tyler Wright foi a grande vencedora do Tweed Coast Pro, a prova que marcou o regresso das provas da WSL na Austrália, mostrando um surf incrível. Mas não foi só a performance da bicampeã mundial que deu nas vistas, pois no primeiro dos dois dias do evento, Tyler foi notícia por se ajoelhar em jeito de protestos contra o racismo, sendo assim a mais recente personalidade do mundo do desporto a juntar-se ao movimento Black Lives Matter.

    Aliás, a surfista australiana fez questão de pintar na sua prancha essa mesma frase, que começou a ganhar cada vez mais fama depois do assassinato do norte-americano George Floyd e dos muitos protestes que se seguiram pelos Estados Unidos da América e as manifestações ocorridas um pouco por todo o Mundo.

    Tyler Wright utilizou o Instagram para explicar o que a levou a tomar tal decisão, referindo que ficou ajoelhada por 439 segundos – mais de 7 minutos -, em memória das 439 pessoas de origem indígena que perderam a vida desde 1991 às mãos da polícia australiana. “Antes de ser uma atleta, sou um ser humano”, começou por apontar Wright.

    “Vivemos tempo de divisão e estou longe de ser perfeita, mas acredito profundamente no caminho da justiça racial e da igualdade para todos. Percebo que sou uma privilegiada e por isso utilizo esta plataforma e a comunidade do surf para fazer algo e dizer algo. Muitos não têm essa oportunidade”, frisou a irmã de Owen Wright, criticando os sistemas que continuam a descriminar e oprimir pessoas de diferentes contextos sociais.

    Uma atitude que foi amplamente aplaudida pelos seus parceiros surfistas e por outras personalidades e que a WSL não perdeu oportunidade de enaltecer. Antes de ter sido campeã na água, Tyler Wright também mostrou ser uma campeã na vida!

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Tyler Wright
  • Tweed Coast Pro
  • Racismo
  • Black lives matter
  • Austrália
  • Fotografia
    wsl
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
setembro 24
A nova Reserva Mundial de Surf fica na Costa Rica
setembro 22
Água imprópria proíbe banhos na Praia do Camilo
setembro 23
Banhos novamente autorizados na Praia do Camilo
setembro 23
Pelo menos 380 das 500 baleias-piloto encalhadas na Tasmânia já faleceram
setembro 23
Títulos nacionais de SUP vão ser decididos no Norte
setembro 15
Miguel Blanco e uma surf trip épica às Maldivas em tempo de pandemia
setembro 23
MEO Portugal Cup of Surfing está a chegar (TEASER)
pub