Homepage

  • Tyler Wright juntou-se ao movimento Black Lives Matter
    14 setembro 2020
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    wsl
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Ficou ajoelhada por 439 segundos – mais de 7 minutos -, em memória das 439 pessoas de origem indígena que perderam a vida desde 1991 às mãos da polícia australiana.
  • Tyler Wright foi a grande vencedora do Tweed Coast Pro, a prova que marcou o regresso das provas da WSL na Austrália, mostrando um surf incrível. Mas não foi só a performance da bicampeã mundial que deu nas vistas, pois no primeiro dos dois dias do evento, Tyler foi notícia por se ajoelhar em jeito de protestos contra o racismo, sendo assim a mais recente personalidade do mundo do desporto a juntar-se ao movimento Black Lives Matter.

    Aliás, a surfista australiana fez questão de pintar na sua prancha essa mesma frase, que começou a ganhar cada vez mais fama depois do assassinato do norte-americano George Floyd e dos muitos protestes que se seguiram pelos Estados Unidos da América e as manifestações ocorridas um pouco por todo o Mundo.

    Tyler Wright utilizou o Instagram para explicar o que a levou a tomar tal decisão, referindo que ficou ajoelhada por 439 segundos – mais de 7 minutos -, em memória das 439 pessoas de origem indígena que perderam a vida desde 1991 às mãos da polícia australiana. “Antes de ser uma atleta, sou um ser humano”, começou por apontar Wright.

    “Vivemos tempo de divisão e estou longe de ser perfeita, mas acredito profundamente no caminho da justiça racial e da igualdade para todos. Percebo que sou uma privilegiada e por isso utilizo esta plataforma e a comunidade do surf para fazer algo e dizer algo. Muitos não têm essa oportunidade”, frisou a irmã de Owen Wright, criticando os sistemas que continuam a descriminar e oprimir pessoas de diferentes contextos sociais.

    Uma atitude que foi amplamente aplaudida pelos seus parceiros surfistas e por outras personalidades e que a WSL não perdeu oportunidade de enaltecer. Antes de ter sido campeã na água, Tyler Wright também mostrou ser uma campeã na vida!

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Tyler Wright
  • Tweed Coast Pro
  • Racismo
  • Black lives matter
  • Austrália
  • Fotografia
    wsl
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
abril 22
Teresa Bonvalot vai estar ausente do Allianz Figueira Pro
abril 22
Adiado o arranque do Campeoanto Nacional de Bodysurf 2021
abril 22
Europa viveu em 2020 o ano mais quente desde que existem registos
abril 22
GNR registou 1100 crimes ambientais em 2020
abril 22
Numa década quase duplicou o número de 'zonas mortas' nos oceanos
abril 22
Rebocada para zona segura a baleia encalhada na Praia de Santo António
abril 22
Allianz Figueira Pro tem chamada para as 9 horas de sexta-feira