Homepage

  • Liga MEO Surf a caminho do Norte do país!
    10 setembro 2020
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANSurfistas
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Esta é uma paragem tradicional da Liga MEO Surf, tendo habitualmente uma importância decisiva para as contas do título.
  • O Porto e Matosinhos preparam-se para receber os melhores surfistas nacionais dentro de 10 dias, designadamente a quarta e antepenúltima etapa da Liga MEO Surf 2020, principal prova de surf em Portugal e que define os títulos de campeões nacionais. O Renault Porto Pro irá realizar-se de 18 a 20 de Setembro na Praia de Matosinhos, e será a 15.ª edição consecutiva da etapa nortenha, uma das mais históricas da Liga MEO Surf.

    Após a retoma das competições de Surf no passado mês de Junho (a primeira a nível global) e consequentemente com a realização das três primeiras etapas da Liga MEO Surf durante o passado verão, a principal competição de Surf em Portugal mantém-se como a única competição oficial em todo o mundo a atribuir um título open de surf, pelo que o Renault Porto Pro abre assim a hostilidades da 2ª e decisiva fase na corrente temporada desportiva.

    Liga MEO Surf – Calendário 2ª Fase:
    Liga#4 – Renault Porto Pro: 18 a 20 de Setembro
    Liga#5 – Bom Petisco Cascais Pro: 15 a 17 de Outubro

    Catarina Araújo, Vereadora do Pelouro da Juventude e Desporto da Câmara do Porto

    “Num ano excecional, marcado por condicionantes inéditas, o surf tem sido um exemplo na forma como se readaptou a esta nova realidade. O facto de ter sido a primeira Liga de surf no mundo a conseguir arrancar após o desconfinamento prova não só a sua capacidade organizativa, como transmite um importante sinal de esperança a todos os atletas e agentes desportivos. Nesse contexto, só podemos desejar que esta próxima etapa no Porto seja um sucesso e que todos possam desfrutar de boas ondas e em segurança.”

    O Renault Porto Pro surge também por um trabalho conjunto dos Municípios do Porto e Matosinhos, permitindo assim uma versatilidade entre a Praia Internacional no Porto (palco principal) e a Praia de Leça da Palmeira (palco alternativo).

    Luísa Salgueiro, Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos

    “Matosinhos é um Município que está intrinsecamente ligado com o mar. O franco crescimento do Surf no nosso concelho, na sua vertente desportiva e económica, resultante da qualidade das nossas águas balneares, do investimento na segurança aquática através de uma equipa permanente de salvamento balnear e da colaboração com as várias escolas de surf matosinhenses na promoção e desenvolvimento da modalidade, são fatores que motivam a participação do Município de Matosinhos na realização de eventos desportivos de relevo e interesse que se relacionam com o mar. A receção de uma etapa da mais importante competição nacional de surf constitui, assim, o reconhecimento das excelentes condições que apresentamos para a prática do surf e do investimento que a Câmara Municipal de Matosinhos tem vindo a fazer nas modalidades náuticas. Estamos comprometidos com este importante evento desportivo, e certos de que a sua realização será um  enorme sucesso.”

    Esta é uma paragem tradicional da Liga MEO Surf, tendo habitualmente uma importância decisiva para as contas do título, onde a estatística dos anos 2012 a 2017, indica que o vencedor do quadro masculino do Renault Porto Pro acabou sempre por se sagrar campeão nacional.  

    Histórico de vencedores no Porto/Mastosinhos:
    2019 – Tomás Fernandes e Yolanda Hopkins
    2018 – Marlon Lipke e Teresa Bonvalot
    2017 – Vasco Ribeiro e Teresa Bonvalot
    2016 – Pedro Henrique e Carol Henrique
    2015 – Frederico Morais e Carina Duarte
    2014 – Vasco Ribeiro e Teresa Bonvalot
    2013 – Frederico Morais e Teresa Bonvalot
    2012 – Vasco Ribeiro e Maria Abecasis

    Números que dão responsabilidade extra aos atuais lideres do ranking, Afonso Antunes, no caso masculino, e Teresa Bonvalot, no caso feminino. E se Afonso é, aos 17 anos, um estreante nas andanças da luta pelo título nacional, Teresa, por sua vez, já conta com quatro triunfos na etapa nortenha, um deles o primeiro da carreira, em 2013, com apenas 13 anos.

     

    Afonso Antunes, líder do ranking masculino da Liga MEO Surf

    “Vai ser uma etapa interessante para mim, pois tenho de tentar manter o foco que tive durante o início da temporada e que me colocou nesta posição. Neste momento, tento não pensar muito nas contas da luta pelo título e do ranking. O mais importante é conseguir manter a consistência que tenho estado a ter. Penso que se conseguir fazer isso o resto acaba por aparecer.”

    Teresa Bonvalot, líder do ranking feminino da Liga MEO Surf

    “Adoro o Porto. Embora goste de todos os sítios em que temos etapas, tenho um carinho especial por esta etapa. Tenho ótimas memórias, sobretudo porque foi ali que venci a minha primeira etapa da carreira. O objetivo nesta etapa passa por dar tudo o que tenho e aproveitar ao máximo o facto de podermos estar a competir. Este ano competimos menos, por isso sempre que o podemos fazer acaba por ser um privilégio. Mal posso esperar pelo início do Renault Porto Pro.”

    Renault Porto Pro 2019 em números:
    – Campeões da Etapa: Tomás Fernandes e Yolanda Hopkins;
    – 886 ondas surfadas por 78 surfistas inscritos;
    – Melhor onda (máximo 10 pontos): 8,75 de Yolanda Hopkins (meias-finais);
    – Melhor pontuação (máximo 20 pontos): 15,25 de Yolanda Hopkins (meias-finais)

    Susana Doutor, Marketing Communication Manager Groupe Renault

    “Continuamos naming sponsor da etapa Renault Porto Pro. Para a Renault, é a melhor etapa em termos de localização e adesão do público. Além de ser uma região crucial e estratégica, para nós. Mais, este ano, nesta etapa, vamos lançar o novo Captur Hibrido Plug In. Se a ligação do Renault Captur ao surf já era evidente, - um SUV off-road do segmento B, que facilita o acesso mais difícil às praias, tem o Easy Link 9.3 que permite estar sempre ligado, sistemas de ajuda à condução -, a versão Híbrida Plug In sê-lo-á mais ainda pela inovação tecnológica (um híbrido que permite percorrer até 65km em modo 100% elétrico, a uma velocidade máxima de 130km/h), e claro, um menor impacto ambiental, devido às reduzidas emissões poluentes. Em perfeita sintonia com a natureza, com o mar e com o Surf, que mais do que um desporto é um estilo de vida”.

    Em termos de troféus laterais, acrescem a luta pela melhor manobra na Renault Expression Session e pela Somersby Onda do Outro mundo (ambos com 2.500€ anuais), e a disputa do Santander Award, a definir no final do ano com ponderação entre a performance desportiva e aproveitamento escolar. Destaque ainda para o Bom Petisco Girls Score, o primeiro prémio exclusivamente dedicado às senhoras, com 2.500€ anuais para a melhor pontuação combinada no quadro de competição feminino.

    Rip Curl Fantasy
    Prémio vencedor etapa: Fato Rip Curl E-Bomb 3.2
    Prazo de constituição das equipas: hora do Call do primeiro dia de prova
    Mais informações em fantasy.ansurfistas.com

    O Renault Porto Pro poderá ser acompanhado a partir de casa com transmissão integral em direto na Sport TV, assim como nos restantes meios oficiais: facebook do MEO, na posição 810 da grelha de canais MEO, em ligameosurf.pt e redes sociais em @ansurfistas.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Renault Porto Pro
  • Teresa Bonlavot
  • Porto
  • Matosinhos
  • liga meo surf
  • Afonso Antunes
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANSurfistas
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
outubro 26
Princesa da Noruega sagra-se campeã nacional júnior de surf
outubro 25
Rodrigo Carrajola e Jaime Bonito renovam os títulos nacionais de bodysurf
outubro 26
Nacional de Bodyboard: Miguel Adão fecha época com estreia a vencer na categoria Open
outubro 23
A hora vai mudar: relógios atrasam 60 minutos na madrugada de domingo
outubro 24
Do susto ao título: Joana Schenker é heptacampeã nacional de bodyboard
outubro 21
Costa da Morte, na Galiza, quer ser Reserva Mundial de Surf
outubro 24
Guincho recebe etapa única do Nacional de Bodysurf
pub