Homepage

  • Equipas de resgate já salvaram 88 baleias-piloto encalhadas na Tasmânia
    24 setembro 2020
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Marine Conservation Program
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Quase 400 cetáceos já perderam a vida, numa fase em que estima-se que apenas entre 20 a 25 animais continuem vivos.
  • Continua a corrida contra o tempo por parte das equipas de resgate para salvar o maior número de baleias-piloto que ficaram encalhadas em bancos de areia na baía de Macquarie, localizada a oeste da ilha australiana da Tasmânia. 

    De acordo com os últimos dados das autoridades, um total de 88 baleias-piloto foram resgatadas, sendo que 380 animais já perderam a vida. Nesta fase, estima-se que apenas entre 20 a 25 baleias-piloto continuem vivas.

    Após dias de intenso trabalho, funcionários e voluntários continuam a manter os cetáceos hidratados na areia para que depois possam ser rebocados com barcos para águas mais profundas da baía de Macquarie.

    Em comunicado oficial, o diretor do Serviço de Controlo de Incidentes nos Parques Naturais da Tasmânia, Nic Deka, explicou que a contagem de cetáceos varia à medida que novos espécimes são descobertos e que, na sexta-feira, as equipas continuarão com o resgate de animais em melhores condições.

    Entretanto, as autoridades locais indicaram que hoje tiveram de sacrificar quatro cetáceos para evitar mais sofrimento.

    As equipas de resgate continuam otimistas e garantem que enquanto as restantes baleias-piloto estiverem vivas e na água, há esperança, embora com o passar do tempo fiquem esgotadas e a oportunidade de sobrevivência diminua.

    Esses cetáceos são animais com forte vínculo familiar, portanto, muitos morrem durante o encalhe devido ao stress causado pela separação do grupo, enquanto outros o fazem por fadiga ou falta de oxigénio porque não se podem mover.

    Outro problema é a necessidade de se desfazer das carcaças dos animais mortos, devido aos inconvenientes sanitários e ecológicos que tal situação acarreta.

    As autoridades estão a considerar vários planos, embora a opção mais viável, por enquanto, seja levar os cadáveres para o alto mar de modo a evitar problemas de navegação perto da costa.

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Praia
  • Austrália
  • Tasmânia
  • Oceânia
  • Mundo
  • Baleias-piloto
  • Resgate
  • Salvamento
  • Operação
  • Fotografia
    Marine Conservation Program
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
outubro 23
A hora vai mudar: relógios atrasam 60 minutos na madrugada de domingo
outubro 25
Rodrigo Carrajola e Jaime Bonito renovam os títulos nacionais de bodysurf
outubro 24
Do susto ao título: Joana Schenker é heptacampeã nacional de bodyboard
outubro 21
Costa da Morte, na Galiza, quer ser Reserva Mundial de Surf
outubro 24
Guincho recebe etapa única do Nacional de Bodysurf
outubro 23
Fim de semana chega com sábado soalheiro e chuva no domingo
outubro 23
Três surfistas resgatados na Praia da Barra
pub