Homepage

  • Equipas de resgate já salvaram 88 baleias-piloto encalhadas na Tasmânia
    24 setembro 2020
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Marine Conservation Program
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Quase 400 cetáceos já perderam a vida, numa fase em que estima-se que apenas entre 20 a 25 animais continuem vivos.
  • Continua a corrida contra o tempo por parte das equipas de resgate para salvar o maior número de baleias-piloto que ficaram encalhadas em bancos de areia na baía de Macquarie, localizada a oeste da ilha australiana da Tasmânia. 

    De acordo com os últimos dados das autoridades, um total de 88 baleias-piloto foram resgatadas, sendo que 380 animais já perderam a vida. Nesta fase, estima-se que apenas entre 20 a 25 baleias-piloto continuem vivas.

    Após dias de intenso trabalho, funcionários e voluntários continuam a manter os cetáceos hidratados na areia para que depois possam ser rebocados com barcos para águas mais profundas da baía de Macquarie.

    Em comunicado oficial, o diretor do Serviço de Controlo de Incidentes nos Parques Naturais da Tasmânia, Nic Deka, explicou que a contagem de cetáceos varia à medida que novos espécimes são descobertos e que, na sexta-feira, as equipas continuarão com o resgate de animais em melhores condições.

    Entretanto, as autoridades locais indicaram que hoje tiveram de sacrificar quatro cetáceos para evitar mais sofrimento.

    As equipas de resgate continuam otimistas e garantem que enquanto as restantes baleias-piloto estiverem vivas e na água, há esperança, embora com o passar do tempo fiquem esgotadas e a oportunidade de sobrevivência diminua.

    Esses cetáceos são animais com forte vínculo familiar, portanto, muitos morrem durante o encalhe devido ao stress causado pela separação do grupo, enquanto outros o fazem por fadiga ou falta de oxigénio porque não se podem mover.

    Outro problema é a necessidade de se desfazer das carcaças dos animais mortos, devido aos inconvenientes sanitários e ecológicos que tal situação acarreta.

    As autoridades estão a considerar vários planos, embora a opção mais viável, por enquanto, seja levar os cadáveres para o alto mar de modo a evitar problemas de navegação perto da costa.

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Praia
  • Austrália
  • Tasmânia
  • Oceânia
  • Mundo
  • Baleias-piloto
  • Resgate
  • Salvamento
  • Operação
  • Fotografia
    Marine Conservation Program
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
julho 29
Liga MEO Surf: Tops dominam cada vez mais as Expression Sessions
julho 28
Seleção Nacional de Surf regressa a casa esta quinta-feira
julho 28
Em Tóquio'2020, regressou o bom e velho Owen Wright: 'Muitos pensavam que não ia chegar às medalhas'
julho 28
Amuro Tsuzuki, um nome destinado a fazer historia pelo Japão
julho 28
Japão foi o país mais medalhado na prova olímpica de surf
julho 27
Que orgulho Yolanda, Teresa e David!
julho 28
Sete pormenores do surf olímpico que não se veem nas provas normais