Homepage

  • Derrame de petróleo provoca desastre ambiental na ilha Maurícia
    10 agosto 2020
    arrow
    arrow
  • Imagens de satélite mostram uma mancha escura a espalhar-se nas paradisíacas águas turquesas da conhecida ilha.
  • É na ilha Maurícia, que tem localização em pleno Oceano Índico, que se vive por estes dias uma autêntica catástrofe ambiental.

    Isto porque, segundo as autoridades locais, estima-se que já tenha escapado para o mar quase uma tonelada de petróleo da carga de um navio japonês encalhado.

    A embarcação, que transportava quase 4000 toneladas de gasóleo e petróleo, encalhou depois de bater num recife de coral no passado dia 25 de julho no sudeste da ilha Maurícia, a maior da República da Maurícia. 

    Esta é uma situação que já obrigou o primeiro-ministro, Pravind Jugnauth, a declarar o estado de emergência ao mesmo tempo que apelou à ajuda internacional.

    O responsável político afirmou que o derrame "representa um perigo" para o país de 1,3 milhões de pessoas. País esse que depende fortemente do turismo, pelo que tem sido fortemente prejudicado pelas restrições de viagens causadas pela pandemia de Covid-19.

    Imagens de satélite mostram uma mancha escura a alastrar-se na água turquesa perto de zonas húmidas classificadas de "muito sensíveis" do ponto de vista ambiental.

    Defensores da vida selvagem e voluntários transportaram, entretanto, dezenas de tartarugas bebé e plantas raras de uma ilha perto do derrame para a ilha Maurícia.

    "Isto já não é uma ameaça para o nosso ambiente, é um desastre ecológico completo que afetou uma das partes mais importantes da ilha Maurícia, a Lagoa de Mahebourg", disse Sunil Dowarkasing, um consultor ambiental e antigo membro do parlamento.

    A lagoa é uma área protegida, criada há vários anos para preservar uma zona da ilha Maurícia. "Os recifes de coral tinham começado a regenerar-se e a lagoa estava a recuperar os seus jardins de coral", disse Dowarkasing. "Agora tudo isto pode ser novamente morto pelo derrame de petróleo", acrescentou.

    "Estamos a trabalhar a todo o vapor. É um grande desafio, porque o petróleo não está apenas a flutuar na lagoa, está já a espalhar-se para a margem", disse Dowarkasing, adiantando que os ventos constantes e as ondas espalharam o combustível pelo lado oriental da ilha. "Nunca vimos nada assim no país, acrescentou.

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

     

Tags
  • Mundo
  • Ilhas Maurícias
  • Desastre ambiental
  • Derrame
  • Petróleo
  • Natureza
  • Ecossistema
  • Mar
  • Meio Ambiente
  • Oceano Indíco
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
setembro 24
A nova Reserva Mundial de Surf fica na Costa Rica
setembro 22
Água imprópria proíbe banhos na Praia do Camilo
setembro 23
Banhos novamente autorizados na Praia do Camilo
setembro 23
Pelo menos 380 das 500 baleias-piloto encalhadas na Tasmânia já faleceram
setembro 23
Títulos nacionais de SUP vão ser decididos no Norte
setembro 15
Miguel Blanco e uma surf trip épica às Maldivas em tempo de pandemia
setembro 23
MEO Portugal Cup of Surfing está a chegar (TEASER)
pub