Homepage

  • Porque razão os avistamentos de golfinhos têm sido frequentes no Tejo?
    14 julho 2020
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • As opiniões dividem-se, mas a verdade é que os golfinhos continuam, por estes dias, a dar um brilho ainda mais especial ao rio Tejo.
  • Nas últimas semanas temos assistido a avistamentos quase diários de grupos de golfinhos-comuns no rio Tejo. Muitos têm sido os vídeos a proliferarem nas redes sociais de momentos de extrema beleza e que não deixam ninguém indiferente.

    Ao mesmo tempo que nos deliciamos com as imagens dos mamíferos a nadarem em pleno rio Tejo, certamente que muitos já se questionaram porque razão tem sido tão frequente, nas últimas semanas, a aparição de golfinhos no rio que banha a cidade de Lisboa.

    Ao 'Público', o biólogo marinho Francisco Martinho explica que em tantos anos nunca havia visto nada assim. No seu entender, o facto de existir mais peixe é a razão para o constante avistamento de golfinhos no Tejo. 

    Há mais cardumes de carapaus, cavalas e sardinhas, sendo que isso reflecte-se na maior presença de golfinhos bem junto aos pilares da Ponte 25 de Abril. Isto porque os golfinhos caçam em grupo e apenas atacam cardumes.

    Uma outra opinião tem Marina Sequeira, especialista em cetáceos do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). 

    Ao site do 'Expresso', a especialista considera que os diversos avistamentos de golfinhos no Tejo podem estar "relacionados com a existência de menos ruído subaquático, uma vez que com a pandemia de Covid-19 há menos embarcações no estuário do Tejo". Menos ruído e consequentemente menos poluição sonora fazem aparecer mais animais no rio.

    Já Alexandra Silva, investigadora de recursos pesqueiros do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), alerta em declarações produzidas no 'Expresso' para a possibilidade da "maior ocorrência de golfinhos no Tejo" ser um "reflexo da sua maior abundância na nossa costa". Tese que é confirmada pela monitorização quinzenal da arte xávega que detectou "maior ocorrência de golfinhos este ano na zona da Costa de Caparica". 

    Quanto à Câmara Municipal de Lisboa, esta situação corresponde à melhoria da qualidade das águas do estuário de Tejo.

    As opiniões dividem-se, mas a verdade é que os golfinhos continuam, por estes dias, a dar um brilho ainda mais especial ao rio Tejo. Veremos se este é um fenómeno que veio para ficar ou se irá regressar à normalidade com o passar do tempo, assim como a nossa vida.

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Avistamento
  • Rio Tejo
  • Câmara Municipal de Lisboa
  • Lisboa
  • Golfinhos
  • Portugal
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
julho 21
Este sábado há recolha de lixo marinho no Porto da Nazaré
julho 24
O Turismo de Surf vai a debate em nova Digital Talk do projeto Ericeira WSR+10
julho 23
Quatros surfistas foram porta-estandarte na Cerimónia de Abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio'2020
julho 23
O surf é imprevisível e ainda mais numas Olimpíadas em plena pandemia
julho 23
Fernando Aguerre e a estreia do surf nos Jogos: 'Estamos finalmente a surfar a onda olímpica'
julho 23
De Medina a John John, passando por Carissa e Johanne, os treinos prosseguem no ainda mar pequeno de Tsurigasaki Beach
julho 23
David Raimundo presta tributo a Kikas: 'Foste o primeiro surfista português qualificado para uns Jogos Olímpicos'