Homepage

  • Estrelas da atualidade podem sonhar com recorde de Slater? Matemática diz que não…
    14 julho 2020
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    wsl
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Aos 26 anos KS já contava com 21 etapas conquistadas e 6 títulos mundiais...
  • Kelly Slater é uma figura unânime no surf mundial. Detém inúmeros recordes em competição e é considerado em larga escala o melhor surfista de sempre. Aos 48 anos Kelly já não acumula os triunfos de outrora, mas o surfista norte-americano ainda atrai a atenção de milhares de fãs. Falamos de um legado inestimável e praticamente sem comparação em todo o desporto mundial. Mas estará o surf preparado para a sucessão? Algumas das atuais estrelas podem sequer ousar em sonhar atingir, pelo menos, os números do Rei?

    Com 11 títulos mundiais no bolso, sendo o campeão mundial mais jovem e mais velho da história, e 55 vitórias em etapas, poucos conseguiram fazer frente a este registo. Pelo menos num futuro a breve prazo. Se a lógica já impede em que os adeptos acreditem ser possível igualar Slater, então a matemática é letal quanto a essa possibilidade. Pegamos nos dois surfistas mais triunfadores do momento, ainda em atividade, e fomos perceber as diferenças de números para o rei.

    Para se ter um termo apenas de comparação, os exemplos utilizados são o de Italo Ferreira, que, apesar de parecer ter despertado tarde, é o atual campeão mundial e nos últimos dois anos venceu seis eventos, e também o de Gabriel Medina, que já conta com dois títulos mundiais no currículo e, excetuando KS, é o surfista em atividade com maior número de triunfos em etapas (13), sendo ainda considerado por muitos o melhor surfista da atualidade – John John também poderia ser considerado, mas, apesar de também ter dois títulos mundiais, tem um ano a mais que Medina e praticamente metade das vitórias em etapas…

    Em primeiro lugar, vamos contextualizar os registos de Slater aos 26 anos, que é precisamente a idade atual de Italo e Medina, embora tenham nascido em anos diferentes. Em 1998, com 26 anos, Slater conquistava o sexto título mundial da carreira, sendo esse o quinto de forma consecutiva, o que ainda hoje é um recorde. No ano seguinte iria entrar num período de pausa, que o levou a fazer apenas alguns eventos nas três temporadas que se seguiram – e, mesmo assim, somou vitórias em etapas nesse período.

    Por esta altura, Slater já contava com 21 etapas ganhas, o que dá uma média de 3 etapas por ano, num circuito que não era assim tão maior que o atual. Reparem que a média de KS já era praticamente o dobro da atual média de vitórias de Medina. O sucesso de Kelly começou em 1992, com apenas 20 anos, quando venceu a etapa de França, no ano em que também conquistou o primeiro título mundial. Mas a temporada que mais contribuiu para esse registo foi a de 1996 quando ganhou 7 etapas em 14, ou seja, ganhou metade dos eventos do WCT desse ano. Algo também é um recorde.

    Vejamos agora as duas grandes estrelas da atualidade. Italo tem apenas um título mundial e conta com seis vitórias em etapas. Apesar de já levar cinco anos de WCT, a primeira vitória aconteceu apenas no ano passado. Desde então tem feito três triunfos por época. No entanto, contando com os primeiros anos de circuito, a média de vitórias por ano é de 1,2. Por sua vez, Medina leva oito temporadas e meia no Tour, isto porque entrou na rotação do meio do ano de 2011. E logo nesses primeiros eventos conquistou as duas primeiras vitórias, com apenas 17 anos. Fê-lo bem antes de Slater, mas depois desacelerou um pouco. Ainda assim, são já 13 triunfos, o que dá uma média de 1,56 triunfos por temporada.

    Tanto Italo como Medina têm um máximo de três vitórias por temporada (temporadas a 11 etapas), algo que conseguiram em duas ocasiões distintas: Medina em 2014 e 2018, nas temporadas em que foi campeão mundial, e Italo em 2018 e 2019. A grande diferença de ambos para Slater é que o norte-americano pode não ter começado a vencer tão cedo como Medina, mas tornou-se rapidamente dominador do circuito. Até podemos dizer que a concorrência não era tão forte como agora, mas a verdade é que a década de 90 foi um grande balanço para a supremacia de KS.

    Pegando na calculadora pela melhor média, que é a de Medina, a matemática diz-nos que ou a super estrela brasileira melhora muito esta média de vitórias nos próximos anos ou, com este registo, demoraria 27 anos até chegar aos 55 triunfos de Kelly. Ou seja, só o conseguiria igualar aos… 53 anos. Algo impensável, até porque é muito difícil alguém conseguir imitar a longevidade de Slater ao mais alto nível.

    Italo, com uma média de 1,2, demoraria ainda mais. Mas tiremos os anos sem triunfos do atual campeão mundial e utilizemos a média de três vitórias por época conseguida desde 2018. O surfista da Baía Formosa ainda precisaria de mais de 16 anos para chegar aos 55 triunfos, o que significa que o conseguiria com 42 anos. Algo, também, altamente improvável de acontecer. Até porque não é para todos ganhar etapas com 44 anos, tal como Slater fez em 2016, sendo o surfista mais velho a vencer um evento.

    O 11 vezes campeão mundial tem 55 etapas no seu longo pecúlio, com uma média de 2,2 vitórias por ano. Uma média muito prejudicada pelas últimas temporadas. Ainda assim, são números dignos de um extraterrestre. E nunca sabemos se esse extraterrestre não estará disposto a melhorar ainda mais um registo já de si único. Para alguém um dia ousar sequer pensar em batê-lo terá de começar bem cedo a dominar o surf mundial e, mesmo assumindo uma média de quatro vitórias por ano, teria de se apresentar ao mais alto nível e com esse registo durante cerca de... 14 anos - dos 18 aos 32, por exemplo. Utilizando uma célebre expressão de outro desporto, o substituto do Rei ainda terá de "nascer 10 vezes".

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Kelly Slater
  • gabriel medina
  • italo ferreira
  • wct
  • vitórias
  • Fotografia
    wsl
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
agosto 14
Ir à praia em Copacabana passará a exigir reserva do lugar
agosto 13
John John Florence cria marca de roupa com a família Hurley
agosto 14
Temperatura vai sofrer pequena descida no fim de semana
agosto 12
Praias de Carcavelos e São Pedro do Estoril reabertas a banhos, proibição no Magoito
agosto 13
O que fazer em caso de contacto com a medusa velella? Autoridade Marítima esclarece
agosto 13
Interdição de banhos levantada na Praia do Magoito
agosto 13
Joana Schenker ajudou a recolher 100 kg de lixo na Praia da Cordoama
pub