Homepage

  • Carol e Afonso Antunes vencem na Ericeira e sobem ao topo do ranking
    05 julho 2020
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANsurfistas
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Agora, a Liga MEO Surf segue para a Praia Grande. É lá que de 1 a 3 de Agosto se vai disputar o Allianz Sintra Pro.
  • Afonso Antunes e Carolina Mendes sagraram-se, este domingo, campeões do Allianz Ericeira Pro, a segunda etapa da Liga MEO Surf 2020, a principal competição de surf em Portugal e aquela que define os campeões nacionais da modalidade. Após um dia final muito emotivo em Ribeira d’Ilhas, o jovem Afonso, de apenas 16 anos, conseguiu a primeira vitória da carreira na Liga MEO Surf, enquanto Carolina Mendes, campeã nacional de 2016 e 2017, regressou aos triunfos mais de um ano após o último. Com estas vitórias, ambos alcançaram a liderança do ranking nacional, embora no caso masculino haja uma igualdade na liderança entre Frederico Morais, que perdeu nas meias-finais desta etapa, e Afonso.

    A manhã arrancou com muitas surpresas e foi assim que o dia avançou rumos às finais, ao início da tarde numa Ribeira d’Ilhas solarenga. A eliminação de Vasco Ribeiro no primeiro heat do dia, perante Francisco Almeida e Eduardo Fernandes foi o claro sinal da revolução imposta pelos outsiders e pelos jovens surfistas esta temporada na Liga MEO Surf 2020. O surfista local e campeão em título desta etapa, Tomás Fernandes, foi outro dos surfista a falhar a passagem aos quartos-de-final, após ser eliminado na 3.ª ronda por Luís Perloiro e Henrique Pyrrait.

    Nos quartos-de-final Frederico Morais impôs o seu natural favoritismo frente a Francisco Almeida, enquanto o campeão nacional Miguel Blanco fez o mesmo frente a Eduardo Fernandes. Nos outros dois heats, Henrique Pyrrait continuou a mostrar o conhecimento local da onda ao eliminar João Moreira, enquanto Afonso Antunes bateu Luís Perloiro num duelo muito equilibrado. Afonso ganhou aí embalagem e nas meias-finais elevou o nível, acabando por vencer com relativo à vontade Henrique Pyrrait. Antes disso, Blanco havia quebrado o favoritismo de Frederico Morais, num heat em que Kikas não encontrou muitas ondas.

    Na final Afonso teve pela frente o campeão nacional Miguel Blanco, que estava a recuperar terreno perdido, depois do 5.º lugar na Figueira. Só que o jovem surfista, que compete pelo Ericeira Surf Clube, começou a final a todo o gás e nos primeiros minutos conseguiu logo uma nota de 6,50 e outra de 7 pontos. Com o andar do cronómetro, Afonso foi melhorando a situação e o triunfo acabou por nunca ser comprometido, terminando o heat decisivo com 14,35 pontos, contra 11,10 de Blanco.

    “É dos dias mais felizes da minha vida. É um resultado merecido depois de tudo o que passei no início do ano, quando parti a perna. Trabalhei muito para estar aqui. Quero agradecer ao meu pai e treinador, mas também ao meu fisioterapeuta. Penso que ter chegado muito forte fisicamente a esta etapa acabou por ser um fator determinante. Agora vou dar tudo para vencer a próxima etapa”, afirmou Afonso Antunes, que fraturou a perna no início do ano, estando a fazer na Liga MEO Surf as primeiras etapas em 2020.

    Depois de ter chegado às meias-finais na Figueira da Foz, naquele que à data era o melhor resultado da carreira na Liga MEO Surf, o júnior Afonso Antunes, elevou ainda mais a fasquia na Ericeira, conseguindo a primeira final e a primeira vitória em etapas da Liga. Dessa forma, Afonso igualou Frederico Morais na liderança do ranking. Contudo, será o jovem surfista, filho do antigo campeão nacional João Antunes, a vestir de amarelo em Sintra, uma vez que tem melhor seeding em relação ao ano anterior – Kikas só entrou numa etapa em 2019.

    Na prova feminina, com Yolanda Hopkins a dominar o espetáculo na 3.ª ronda, Carolina Mendes e Teresa Bonvalot também estiveram em bom plano rumo às meias-finais. A grande surpresa acabou por ser a jovem Carolina Santos, que também chegou às meias-finais, depois de deixar pelo caminho as colegas de geração Mafalda Lopes e Kika Veselko. Nessas meias-finais o suspense aumentou, com Teresa e Yolanda a proporcionarem um heat super renhido, onde a liderança do ranking esteve em jogo. Após uma troca final de ondas muito emocionante, Teresa acabou por ficar a apenas 0,20 pontos de virar a bateria. Na outra meia-final, Carolina Mendes ganhou balanço e venceu a homónima com o melhor score de todo o evento: 18,25 pontos, com uma nota de 9,50 pontos pelo meio.

    Foi com a moral elevada que Carol chegou à final, mas Yolanda não parecia querer vacilar e começou melhor a disputa. Mais uma vez, o equilíbrio manteve-se até aos últimos segundos, com uma troca de ondas que acabou por permitir a Carolina Mendes passar para a frente da pontuação por apenas 0,30 pontos. Foi já na areia que as surfistas ouviram os resultados finais, com Carol a somar 12,60 pontos, contra 12,30 da campeã nacional Yolanda Hopkins.

    “O meu batimento cardíaco ainda está muito forte. Estou muito feliz de ter vencido. Esta é uma onda que adoro e onde já tinha vencido. Na final foi muito difícil de encontrar ondas com potencial. Tive um erro no começo do heat, que me acabou por complicar a vida durante a bateria. Mas surgiu aquela onda a 10 segundos do final e consegui felizmente. Foi um bom heat, a Yolanda também está a surfar muito bom. Vou trabalhar para voltar a tentar vencer na próxima etapa”, afirmou Carolina Mendes, logo após o triunfo.

    Esta foi a nona vitória de Carolina Mendes na Liga MEO Surf, ela que já não ganhava desde 2018, quando o fez em Sintra. Foi a segunda vez que venceu na Ericeira, depois de já o ter feito em 2017, curiosamente frente a Yolanda Hopkins, que hoje fez a quarta final consecutiva nesta etapa, mas sem nunca ter vencido em Ribeira d’Ilhas. Carol junta, assim, este triunfo ao 2.º posto alcançado na Figueira da Foz e assume a liderança do ranking e da corrida ao título nacional, superando Teresa Bonvalot, com Yolanda a estar no 3.º posto.

    Depois das finais realizou-se ainda a Renault Expression Session, com o triunfo a sorrir ao jovem Martim Paulino, que voou mais alto que toda a concorrência. Foi o segundo vencedor do ano, depois do triunfo de Guilherme Ribeiro na Figueira da Foz neste mesmo troféu.

    Resultados finais do Allianz Ericeira Pro:
    Final masculina: Afonso Antunes 14,35 x Miguel Blanco 11,10
    Final feminina: Carolina Mendes, 12,60 x Yolanda Hopkins 12,30
    Ericeira Best Surfer: Afonso Antunes e Francisca Veselko
    Somersby Onda do Outro Mundo: Teresa Bonvalot 9,60 pontos na 1.ª ronda
    Renault Expression Session: Martim Paulino
    Sumatra Surf Trip (Melhor Júnior): Afonso Antunes e Francisca Veselko
    Bom Petisco Girls Score: Carolina Mendes, 18,25 nas meias-finais

    O Allianz Ericeira Pro também contou com as habituais iniciativas de sustentabilidade da Fundação Altice e as dinâmicas associadas à proteção da biodiversidade e promoção da alimentação saudável do Grupo Jerónimo Martins.

    Agora, a Liga MEO Surf segue para a Praia Grande. É lá que de 1 a 3 de Agosto se vai disputar o Allianz Sintra Pro, a terceira etapa do circuito e também a última de três provas a contar para a Allianz Triple Crown. Afonso Antunes e Carolina Mendes vão chegar a Sintra na liderança do ranking nacional, mas também luta por este sub-troféu, embora no caso masculino Afonso esteja empatado com Frederico Morais em ambos os rankings.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Allianz Ericeira Pro
  • Ribeira d'Ilhas
  • Afonso Antunes
  • Carolina Mendes
  • Liga MEO Surf 2020
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANsurfistas
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
janeiro 24
Inscrições disponíveis para os primeiros cursos de Treinadores de Surfing Grau I da ASI Portugal em 2022
janeiro 24
Primeiro curso de Treinadores de Nível 1 realizado exclusivamente na Caparica começa este sábado
janeiro 23
Documentário sobre o 7º Capítulo Perfeito vai ser transmitido este domingo na TV portuguesa
janeiro 20
Investigação pede fim do 'consumo excessivo' para travar perda da biodiversidade
janeiro 20
Colónia de peixes com 60 milhões de ninhos é descoberta na Antártida
janeiro 20
É CT e Mundial ISA. El Salvador meteu-se no mapa das grandes competições internacionais de surf
janeiro 20
O tempo vai arrefecer. Temperaturas descem nos próximos dias