Homepage

  • Surf deu o exemplo e a versatilidade da Figueira fez o resto (FOTOS)
    22 junho 2020
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANSurfistas
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O verdadeiro espetáculo estava guardado para um local pouco provável, com a chegada tardia, mas a tempo, do tão aguardado swell.
  • A Liga MEO Surf regressou este fim-de-semana à água, com aquele que foi o regresso das provas de surf a nível mundial na era pós Covid-19. Uma ocasião marcante que culminou com um evento histórico, difícil mas recompensador. Foi muita a espera por ondas durante os três dias do Allianz Figueira Pro, mas no final tudo compensou graças à versatilidade da Figueira da Foz e a um diamante que poucos conheciam.

    Desde todas as medidas de segurança estritamente impostas desde o primeiro dia, que passaram, entre várias outras coisas, pela redução da estrutura e desaparecimento dos espaços sociais, à medição de temperatura à entrada do que restou da estrutura, assim como o uso obrigatório de máscara no perímetro da mesma, a todo o cuidado com os surfistas, que incluiu, por exemplo, a desinfeção das licras sempre que um surfista saía da água.

    Depois, o resto ficou a cargo dos surfistas, que não se limitaram a dar o exemplo fora de água, mas também dentro de água, elevando o nível a um patamar poucas vezes visto. Mesmo sem ondas com potencial nos primeiros dias e com muitas surpresas em virtude disso, houve quem conseguiu mostrar bom ritmo em mar pequeno. Uma tarefa difícil, mas possível.

    Contudo, o verdadeiro espetáculo estava guardado para um local pouco provável, com a chegada tardia, mas a tempo, do tão aguardado swell. Foram duas a três horas, antes da maré encher e dificultar a vida aos surfistas, de surf de nível internacional. Os tops nacionais não tiveram medo de atacar as pesadas junções, brilharam várias vezes em picos duplos e pincelaram a competição com alto nível de execução técnica.

    É certo que muitos já ouviram o nome do spot alternativo que acolheu durante largas horas uma ainda mais reduzida estrutura de prova, mas por respeito aos locais não o vamos repetir mais vezes. É que poucas vezes vimos provas do WQS, por exemplo, com ondas de tanta qualidade. Claro que os surfistas também têm a sua quota de responsabilidade no espetáculo, mas há que agradecer a simpatia de um spot com uma beleza única e mágica.

    À parte disso, vimos os melhores surfistas a surfar melhor que nunca, muito por culta da presença de um inexcedível Frederico Morais, que só ajuda a elevar o nível dos restantes. Nas mulheres Teresa voltou a mostrar todo o seu potencial. E vimos ainda os mais jovens a darem um sinal de afirmação perante os mais experientes. Afonso Antunes, Joaquim Chaves, Kika Veselko, Guilherme Ribeiro e seus pares disseram presente e mostraram que estão prontos para atacar os pódios.

    De resto, foi pena apenas que durante esse período em que o surf foi exemplarmente representado, sobretudo durante a ronda 3 masculina, a transmissão tenha sido feito com algumas limitações, fruto da indecisão provocada pela falta de ondas e de um swell que tardava em entrar no Cabedelo, ou que nem sequer tenha existido. É que, the last but not the least, atrás do ecrã o Allianz Figueira Pro também foi histórico, pois assistiu ao regresso do decano do surf Nuno Jonet às transmissões do melhor surf nacional.

    Foram três dias bem longos, com muita espera e indecisão às mistura, com momentos que podem ter sido frustrantes para os atletas, mas que no final – e é sempre o fim que conta para memória futura – se traduziu numa verdadeira festa do surf nacional. Um verdadeiro exemplo para o regresso, aos poucos, à normalidade.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

     

Tags
  • Allianz Figueira Pro
  • Liga MEO Surf 2020
  • frederico morais
  • Teresa Bonlavot
  • Praia do Cabedelo
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANSurfistas
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
agosto 06
Água do mar bem quente está a marcar o início de agosto no Algarve
agosto 06
Resultado das análises à água da Praia da Nazaré conhecido amanhã
agosto 06
Nic von Rupp reforça team do shaper de John John Florence
agosto 05
Praia da Nazaré está interdita a banhos
agosto 06
Miss Costa Nova Cup 2020 já tem data marcada
agosto 06
Estação Salva-vidas de Cascais resgata dois praticantes de SUP na Praia da Parede
agosto 05
FPS concentra calendário competitivo até outubro para fugir a hipotético confinamento
pub