Homepage

  • Jovens causam várias surpresas no regresso da Liga MEO Surf
    19 junho 2020
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANSurfistas
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Para este sábado a chamada está marcada para as 9 horas, na praia da Murtinheira, em Quiaios.
  • A Praia do Cabedelo recebeu esta sexta-feira o regresso do surf a nível nacional e também mundial, oferecendo um dia longo de competição no arranque do Allianz Figueira Pro, a etapa inaugural da Liga MEO Surf, a principal competição de Surf em Portugal e aquela que define os campeões nacionais da modalidade. 

    Foram várias horas de ação, que terminou já quase de noite, com os surfistas mais jovens a destacarem-se em ondas pequenas e a proporcionarem algumas surpresas. Além das derrotas precoces de vários favoritos, destaque para o triunfo do jovem Guilherme Ribeiro no penúltimo heat do dia, onde venceu Frederico Morais, que também garantiu vaga na 2.ª ronda.  

    No final da disputa o jovem Guilherme Ribeiro mostrou-se bastante feliz com o resultado “Estavam condições muito difíceis e quando assim é tudo é possível. Ganhar ao Kikas é muito bom, mas sabia que neste mar havia mais possibilidades de isso acontecer. Estou com expectativas altas para o que resta, mas, acima de tudo, quero muito mostrar o meu surf”, frisou o jovem da Caparica, que está a fazer o primeiro campeonato do ano.

    Por sua vez, Frederico Morais ficou contente por ter regressado à ação, mesmo que a vitória lhe tenha escapado. “Foi uma boa sensação ter regressado à competição, embora pudesse ter sido melhor, caso as ondas tivessem colaborado. Mas é aquilo que a natureza nos dá e temos de aproveitar ao máximo. Foi bom ter de voltar a gerir o tempo, a ouvir notas, a ter de gerir o heat. Parecendo que não, três meses sem competir faz diferença e neste momento é preciso voltar a ganhar ritmo e rotinas. É isso que procuro nesta prova. Qualquer oportunidade é boa para treinar”, afirmou o único surfista português a pertencer à elite mundial.

    A prova iniciou-se depois das 10 horas com os trials masculinos, onde surfistas mais jovens tentaram a entrada no quadro principal. De seguida deu-se início à ronda inaugural com a juventude a ser novamente protagonista, conseguindo causar várias eliminações surpreendentes entre os top seeds, antes de Guilherme ter conseguido a cereja no topo do bolo.

    Os experientes Marlon Lipke, Gony Zubizarreta e Eduardo Fernandes foram mesmo eliminados de primeira, perante as complicadas condições do mar no Cabedelo. Em sentido inverso, os juniores Daniel Nóbrega e Lourenço Sousa foram algumas das agradáveis surpresas do dia, sendo mesmo os responsáveis diretos pelas eliminações de Marlon e Gony, respetivamente.

    Apesar das dificuldades que os surfistas sentiam na água, Filipe Jervis conseguiu encontrar uma onda com potencial, que lhe rendeu a melhor pontuação da manhã, com 7,75 pontos, e um triunfo tranquilo no heat 6, com um score de 13 pontos – o melhor do dia, a par do conseguido por Martim Magalhães logo no heat 1.

    A prova foi interrompida após cinco heats da ronda inaugural masculina, ao início da tarde, e só foi retomada perto das 17 horas, para a realização dos restantes heats desta fase. Aqui, os favoritos já não deram azo a surpresas. O bicampeão nacional em título Miguel Blanco entrou em cena no heat 8 e cumpriu com as expectativas, vencendo a bateria com 12,75 pontos.

    Seguiu-se a resposta do vice-campeão nacional em título Tomás Fernandes, com um triunfo no heat 9. Depois disso, a competição a prolongou-se mesmo até ao pôr-do-sol. Pelo meio mais algumas eliminações inesperadas, como foi o caso dos top seeds Francisco Alves e Jácome Correia. A par de Frederico Morais, também o tetracampeão nacional Vasco Ribeiro conseguiu a qualificação para a 2.ª ronda depois de ter ficado no 2.º posto do último heat do dia, que foi vencido por Henrique Pyrrait. Vasco e Kikas vão mesmo competir no mesmo heat na 2.ª ronda.

    Para este sábado a chamada está marcada para as 9 horas, na praia da Murtinheira, em Quiaios. Com as previsões para o Cabedelo a preverem uma descida do mar, a organização optou por procurar uma onda alternativa de forma a tentar avançar mais rondas neste Allianz Figueira Pro.

    Agenda para sábado, 20 de Junho:
    9h00 – Call para o segundo dia do Allianz Figueira Pro

    A nível televisivo, tendo presente a proibição de público nos termos legais, o Allianz Figueira Pro poderá ser acompanhadas a partir de casa em direto na Sport TV, assim como nos restantes meios oficiais: facebook do MEO, na posição 810 da grelha de canais MEO, em ligameosurf.pt e redes sociais em @ansurfistas.

    A Liga MEO Surf 2020 é uma organização da Associação Nacional de Surfistas e da Fire!, com o patrocínio do MEO, Allianz Seguros, Renault, Bom Petisco, Somersby, Banco Santander, Rip Curl, os parceiros de/da sustentabilidade Fundação Altice e Jerónimo Martins, o apoio local do Município da Figueira da Foz e o apoio técnico da Associação de Surf da Figueira da Foz e da Federação Portuguesa de Surf.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Liga MEO Surf 2020
  • Allianz Figueira Pro
  • frederico morais
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANSurfistas
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
abril 16
Praia da Tocha vai ter novos passadiços no verão
abril 16
Estrada é encerrada em Tallinn durante a noite para salvar milhares de sapos e rãs
abril 16
Chuva dá tréguas no fim de semana
abril 16
Tiago Pires vai ser “padrinho” de festival francês
abril 15
Associação Portuguesa de Bodyboard convoca Assembleia Geral extraordinária
abril 15
Quatro distritos ainda sob aviso amarelo por causa da chuva
abril 14
Portugal é o 3º país da Europa que mais pesca tubarão e raia