Homepage

  • Jovens causam várias surpresas no regresso da Liga MEO Surf
    19 junho 2020
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANSurfistas
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Para este sábado a chamada está marcada para as 9 horas, na praia da Murtinheira, em Quiaios.
  • A Praia do Cabedelo recebeu esta sexta-feira o regresso do surf a nível nacional e também mundial, oferecendo um dia longo de competição no arranque do Allianz Figueira Pro, a etapa inaugural da Liga MEO Surf, a principal competição de Surf em Portugal e aquela que define os campeões nacionais da modalidade. 

    Foram várias horas de ação, que terminou já quase de noite, com os surfistas mais jovens a destacarem-se em ondas pequenas e a proporcionarem algumas surpresas. Além das derrotas precoces de vários favoritos, destaque para o triunfo do jovem Guilherme Ribeiro no penúltimo heat do dia, onde venceu Frederico Morais, que também garantiu vaga na 2.ª ronda.  

    No final da disputa o jovem Guilherme Ribeiro mostrou-se bastante feliz com o resultado “Estavam condições muito difíceis e quando assim é tudo é possível. Ganhar ao Kikas é muito bom, mas sabia que neste mar havia mais possibilidades de isso acontecer. Estou com expectativas altas para o que resta, mas, acima de tudo, quero muito mostrar o meu surf”, frisou o jovem da Caparica, que está a fazer o primeiro campeonato do ano.

    Por sua vez, Frederico Morais ficou contente por ter regressado à ação, mesmo que a vitória lhe tenha escapado. “Foi uma boa sensação ter regressado à competição, embora pudesse ter sido melhor, caso as ondas tivessem colaborado. Mas é aquilo que a natureza nos dá e temos de aproveitar ao máximo. Foi bom ter de voltar a gerir o tempo, a ouvir notas, a ter de gerir o heat. Parecendo que não, três meses sem competir faz diferença e neste momento é preciso voltar a ganhar ritmo e rotinas. É isso que procuro nesta prova. Qualquer oportunidade é boa para treinar”, afirmou o único surfista português a pertencer à elite mundial.

    A prova iniciou-se depois das 10 horas com os trials masculinos, onde surfistas mais jovens tentaram a entrada no quadro principal. De seguida deu-se início à ronda inaugural com a juventude a ser novamente protagonista, conseguindo causar várias eliminações surpreendentes entre os top seeds, antes de Guilherme ter conseguido a cereja no topo do bolo.

    Os experientes Marlon Lipke, Gony Zubizarreta e Eduardo Fernandes foram mesmo eliminados de primeira, perante as complicadas condições do mar no Cabedelo. Em sentido inverso, os juniores Daniel Nóbrega e Lourenço Sousa foram algumas das agradáveis surpresas do dia, sendo mesmo os responsáveis diretos pelas eliminações de Marlon e Gony, respetivamente.

    Apesar das dificuldades que os surfistas sentiam na água, Filipe Jervis conseguiu encontrar uma onda com potencial, que lhe rendeu a melhor pontuação da manhã, com 7,75 pontos, e um triunfo tranquilo no heat 6, com um score de 13 pontos – o melhor do dia, a par do conseguido por Martim Magalhães logo no heat 1.

    A prova foi interrompida após cinco heats da ronda inaugural masculina, ao início da tarde, e só foi retomada perto das 17 horas, para a realização dos restantes heats desta fase. Aqui, os favoritos já não deram azo a surpresas. O bicampeão nacional em título Miguel Blanco entrou em cena no heat 8 e cumpriu com as expectativas, vencendo a bateria com 12,75 pontos.

    Seguiu-se a resposta do vice-campeão nacional em título Tomás Fernandes, com um triunfo no heat 9. Depois disso, a competição a prolongou-se mesmo até ao pôr-do-sol. Pelo meio mais algumas eliminações inesperadas, como foi o caso dos top seeds Francisco Alves e Jácome Correia. A par de Frederico Morais, também o tetracampeão nacional Vasco Ribeiro conseguiu a qualificação para a 2.ª ronda depois de ter ficado no 2.º posto do último heat do dia, que foi vencido por Henrique Pyrrait. Vasco e Kikas vão mesmo competir no mesmo heat na 2.ª ronda.

    Para este sábado a chamada está marcada para as 9 horas, na praia da Murtinheira, em Quiaios. Com as previsões para o Cabedelo a preverem uma descida do mar, a organização optou por procurar uma onda alternativa de forma a tentar avançar mais rondas neste Allianz Figueira Pro.

    Agenda para sábado, 20 de Junho:
    9h00 – Call para o segundo dia do Allianz Figueira Pro

    A nível televisivo, tendo presente a proibição de público nos termos legais, o Allianz Figueira Pro poderá ser acompanhadas a partir de casa em direto na Sport TV, assim como nos restantes meios oficiais: facebook do MEO, na posição 810 da grelha de canais MEO, em ligameosurf.pt e redes sociais em @ansurfistas.

    A Liga MEO Surf 2020 é uma organização da Associação Nacional de Surfistas e da Fire!, com o patrocínio do MEO, Allianz Seguros, Renault, Bom Petisco, Somersby, Banco Santander, Rip Curl, os parceiros de/da sustentabilidade Fundação Altice e Jerónimo Martins, o apoio local do Município da Figueira da Foz e o apoio técnico da Associação de Surf da Figueira da Foz e da Federação Portuguesa de Surf.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Liga MEO Surf 2020
  • Allianz Figueira Pro
  • frederico morais
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANSurfistas
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
julho 30
Praia de Albarquel e Troia já têm Live Cams
julho 30
David Raimundo: “2021 foi o ano que mais me marcou”
julho 29
Yolanda Hopkins: “Se alguém me apoiar a sério, não vou desiludir”
julho 29
Frederico Morais já regressou aos treinos no mar
julho 29
Teresa Bonvalot: 'Estar nos Jogos Olímpicos não está ao alcance de qualquer atleta'
julho 29
A Cinderela que quebrou os estigmas do surf (e do desporto) nacional!
julho 28
Seleção Nacional de Surf regressa a casa esta quinta-feira