Homepage

  • Revelados os limites de lotação das praias do Algarve, Tejo e Oeste
    27 maio 2020
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • A capacidade das restantes praias será anunciada em breve, garante a Agência Portuguesa do Ambiente.
  • Em comunicado oficial, a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) revelou desde já qual a capacidade máxima que as praias do Algarve, Tejo e Oeste têm para receber banhistas durante a época balnear - arranca a 6 de junho - no contexto da pandemia de Covid-19.

    Um trabalho que a APA não esconde ser um "exercício complexo" e que pode ainda "implicar a redução da capacidade de ocupação do areal em determinadas praias". 

    A Agência Portuguesa do Ambiente apurou a capacidade das praias partindo de um "conjunto de critérios que conjugam a dimensão do areal, a influência de marés, as regras de distanciamento e de segregação de acessos, a capacidade de estacionamento, e ainda alguns fatores específicos associados ao risco costeiro (p. ex. existência de arribas)".

    Entre os critérios utilizados para determinar a capacidade das praias a APA analisou a área de areal utilizável, as condições morfológicas e oceanográficas das praias ou o cálculo da utilização de uma área de 8,5 m2 por pessoa, considerando o distanciamento físico necessário por razões sanitárias.

    Entrando nas lotações máximas definidas, a Praia da Marinha, em Lagoa, é para já aquela que menos banhistas poderá receber. Entre 15 a 20 cidadãos, estando dependente da variação da maré.

    As praias de Arrifes, entre 30 a 40 banhistas, Albandeira, entre 70 a 80 cidadãos, e Camilo, 40 a 60 pessoas, são igualmente das mais pequenas.

    Já no sentido oposto temos a Praia da Nazaré (Vila) que poderá receber 17 100 banhistas, enquanto os areais da Fonte da Telha (subdividida em 3 praias) e Carcavelos podem albergar 14 500 e 12 100 banhistas, respetivamente.

    No comunicado apresentado, a APA sublinha que os limites de lotação definidos são um "importante auxiliar para a gestão e utilização segura das praias, pois é a partir destes valores que pode ser dada informação - ao cidadão e às autoridades - de modo a direcionar os devidos comportamentos". Informação essa que estará disponibilizada, por exemplo, através da sinalética tipo semáforo que em cada praia indicará o estado de ocupação das mesmas. 

    A APA explicou ainda que as listagens apresentadas "podem ser enriquecidas com a opinião de todos", podendo ser os contributos divulgados em: rp@apambiente.pt.

    Quanto às praias que ficaram fora desta primeira listagem, a Agência Portuguesa do Ambiente esclarece que tudo será publicado em breve, considerando a data de abertura da época balnear das praias dessas mesmas regiões.

    Para além da definição da lotação máxima de cada praia, recorde-se que devido à atual situação pandémica existirão determinadas regras a cumprir no acesso, utilização e ocupação dos areais. Uma legislação que entrou em vigor no passado dia 26 de maio.

    Listagem de lotação máxima das praias: 

    https://bit.ly/tejooeste

    https://bit.ly/barlaventoalgarve

    https://bit.ly/sotaventoalgarve

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

     

     

Tags
  • Praia
  • Mar
  • Portugal
  • APA
  • Época Balnear
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
julho 09
Leo Fioravanti e Gucci lançam um novo jogo de surf
julho 09
Os banhos estão interditos na Praia da Parede
julho 09
Jovens em campanha de sensibilização vão distribuir máscaras nas praias
julho 09
Câmara de Lagos vai reabilitar cordão dunar da Meia Praia
julho 09
Mais de mil infrações registadas nas praias portuguesas em duas semanas
julho 09
Incêndio destrói viaturas no parque de caravanas da Praia da Barra
julho 08
Empresa tecnológica investe 16 milhões de euros para produção de energia das ondas no Minho
pub