Homepage

  • FPS aponta 18 de maio para a retoma do ensino de surfing, Guia de Boas Práticas lançado
    08 maio 2020
    arrow
    arrow
  • A FPS, em parceria com a ONG Médicos do Mundo e apoio técnico da comissão médica do IPDJ, redigiu um Guia de Boas Práticas dirigido aos clubes e escolas associados.
  • É já a partir do próximo dia 18 de maio, momento para o qual está previsto a entrada em cena da segunda fase do plano de desconfinamento do país no contexto da pandemia de Covid-19, que a Federação Portuguesa de Surf (FPS) perspetiva o regresso do ensino de surfing às praias nacionais.

    Isto apesar de existirem algumas interpretações na atual lei que poderiam permitir o regresso imediato e altamente condicionado à atividade.

    “Não é seguro e é até contraproducente permitir o regresso ao ensino de surfing nestas circunstâncias. É por isso que a FPS se mantém inabalável ao recomendar, para já, o cumprimento do estabelecido no recente Decreto-Lei, nas praias abertas aos nossos desportos, esperando que dia 18 se possam retomar as atividades", disse o presidente da Federação Portuguesa de Surf, João Aranha, em comunicado.

    Já a preparar esse regresso, a FPS, em parceria com a ONG Médicos do Mundo e apoio técnico da comissão médica do Instituto Português do Desporto e Juventude, redigiu um Guia de Boas Práticas dirigido aos clubes e escolas associados com vista a um regresso seguro à plena atividade, em contexto de pandemia de Covid-19.

    “Com o regresso do surfing às nossas praias, impõe-se agora o regresso da atividade das entidades que ensinam e divulgam de forma profissional as disciplinas tuteladas pela FPS, pelo que nos preocupámos, face a alguma natural ansiedade por parte dos agentes económicos, em orientar um processo que se quer o mais ordeiro e seguro possível”, afirmou João Aranha.

    Diz a FPS que a "redação do documento divulgado só foi possível pela associação com a ONG Médicos do Mundo mais a participação ativa do responsável clínico da FPS, Alberto Prata e de António Pedro Sá Leal da Associação Surf Social Wave".

    No Guia de Boas Práticas estão regulamentados todos os aspetos práticos da atividade das escolas, sejam elas de clubes ou privadas, e que compreende todos os procedimentos envolvidos, desde o transporte para a praia, o equipamento (utilização e desinfeção), e a própria presença na água e o regresso.

    Estão previstas ações de formação online, ministradas pelos Médicos do Mundo para os associados da FPS onde os inscritos terão direito a um certificado e um selo de participação.

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

     

Tags
  • Praia
  • Mar
  • Surf
  • Portugal
  • FPS
  • Federação Portuguesa de Surf
  • Ensino
  • Ensino do surf
  • Escolas de Surf
  • Clubes
  • João Aranha
  • Associação Surf Social Wave
  • Guia de Boas Práticas
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
junho 23
Nestlé Professional instala guarda-sóis que melhoram a qualidade do ar e aumenta percentagens do uso de plástico reciclado
junho 23
Cidades costeiras ameaçadas: nível do mar pode subir 60 centímetros até ao final do século
junho 23
Coroados os novos campeões regionais de Surf Esperanças da Madeira
junho 23
Atenção à radiação UV esta quarta-feira: Portugal Continental em situação de risco muito elevado
junho 23
Slidin’ – Jack McCoy produz o novo clip de Paul McCartney
junho 23
Um mês para os Jogos Olímpicos que marcam a estreia do surf!
junho 22
Dezenas de animais deram à costa no Sri Lanka sem vida após incêndio em navio