Homepage

  • FPS aponta 18 de maio para a retoma do ensino de surfing, Guia de Boas Práticas lançado
    08 maio 2020
    arrow
    arrow
  • A FPS, em parceria com a ONG Médicos do Mundo e apoio técnico da comissão médica do IPDJ, redigiu um Guia de Boas Práticas dirigido aos clubes e escolas associados.
  • É já a partir do próximo dia 18 de maio, momento para o qual está previsto a entrada em cena da segunda fase do plano de desconfinamento do país no contexto da pandemia de Covid-19, que a Federação Portuguesa de Surf (FPS) perspetiva o regresso do ensino de surfing às praias nacionais.

    Isto apesar de existirem algumas interpretações na atual lei que poderiam permitir o regresso imediato e altamente condicionado à atividade.

    “Não é seguro e é até contraproducente permitir o regresso ao ensino de surfing nestas circunstâncias. É por isso que a FPS se mantém inabalável ao recomendar, para já, o cumprimento do estabelecido no recente Decreto-Lei, nas praias abertas aos nossos desportos, esperando que dia 18 se possam retomar as atividades", disse o presidente da Federação Portuguesa de Surf, João Aranha, em comunicado.

    Já a preparar esse regresso, a FPS, em parceria com a ONG Médicos do Mundo e apoio técnico da comissão médica do Instituto Português do Desporto e Juventude, redigiu um Guia de Boas Práticas dirigido aos clubes e escolas associados com vista a um regresso seguro à plena atividade, em contexto de pandemia de Covid-19.

    “Com o regresso do surfing às nossas praias, impõe-se agora o regresso da atividade das entidades que ensinam e divulgam de forma profissional as disciplinas tuteladas pela FPS, pelo que nos preocupámos, face a alguma natural ansiedade por parte dos agentes económicos, em orientar um processo que se quer o mais ordeiro e seguro possível”, afirmou João Aranha.

    Diz a FPS que a "redação do documento divulgado só foi possível pela associação com a ONG Médicos do Mundo mais a participação ativa do responsável clínico da FPS, Alberto Prata e de António Pedro Sá Leal da Associação Surf Social Wave".

    No Guia de Boas Práticas estão regulamentados todos os aspetos práticos da atividade das escolas, sejam elas de clubes ou privadas, e que compreende todos os procedimentos envolvidos, desde o transporte para a praia, o equipamento (utilização e desinfeção), e a própria presença na água e o regresso.

    Estão previstas ações de formação online, ministradas pelos Médicos do Mundo para os associados da FPS onde os inscritos terão direito a um certificado e um selo de participação.

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

     

Tags
  • Praia
  • Mar
  • Surf
  • Portugal
  • FPS
  • Federação Portuguesa de Surf
  • Ensino
  • Ensino do surf
  • Escolas de Surf
  • Clubes
  • João Aranha
  • Associação Surf Social Wave
  • Guia de Boas Práticas
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
outubro 23
A hora vai mudar: relógios atrasam 60 minutos na madrugada de domingo
outubro 25
Rodrigo Carrajola e Jaime Bonito renovam os títulos nacionais de bodysurf
outubro 24
Do susto ao título: Joana Schenker é heptacampeã nacional de bodyboard
outubro 21
Costa da Morte, na Galiza, quer ser Reserva Mundial de Surf
outubro 24
Guincho recebe etapa única do Nacional de Bodysurf
outubro 23
Fim de semana chega com sábado soalheiro e chuva no domingo
outubro 23
Três surfistas resgatados na Praia da Barra
pub