Homepage

  • Autoridade Marítima garante 'robusto dispositivo' em ação na época balnear
    18 maio 2020
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Autoridade Marítima Nacional
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Uma medida que terá como objetivo garantir que os cidadãos não adotem comportamentos de risco.
  • Foi na passada sexta-feira, em conferência de imprensa, que o primeiro-ministro António Costa anunciou que será a partir do dia 6 de junho que as praias vão reabrir para a prática balnear ao mesmo tempo que foram divulgadas as regras que vão nortear a ida à praia dos cidadãos em contexto de pandemia de Covid-19.

    Mediante este quadro, a Autoridade Marítima Nacional (ANM) garantiu, no passado sábado, que vai estar nas praias “com um robusto dispositivo” constituído por elementos das capitanias, Polícia Marítima e estações salva-vidas para garantir que as pessoas “não adotem comportamentos de risco”.

    Numa resposta enviada à agência noticiosa Lusa, a ANM refere que as regras de distanciamento físico já estão em vigor noutros setores da sociedade e os portugueses têm sabido respeitá-las, esperando que a mesma atitude seja adotada nas praias.

    Segundo a Autoridade Marítima Nacional, cabe “em primeiro lugar a utentes e banhistas” assegurar que esta atitude aconteça.

    “Não obstante, e à semelhança do que já fazemos há mais de 10 anos, a Autoridade Marítima vai estar no terreno com um robusto dispositivo, constituído por elementos das capitanias – que incluem militares da Marinha nos programas SEAWATCH (vigilância motorizada) e Praia Segura (vigilância apeada) –, Polícia Marítima e das estações salva-vidas, através do qual asseguraremos a vigilância, a assistência e o socorro, garantindo que as pessoas não adotam comportamentos de risco”, salienta.

    Sobre existência de “sinalética tipo semáforo” para informar sobre o estado de ocupação das praias, a ANM considera que “será um indicador importante” para todas as autoridades empenhadas no processo de acompanhamento e de aconselhamento a utentes e banhistas, sendo um contributo “para auxiliar as pessoas a decidir para onde ir quando elas preparam a sua deslocação para os espaços balneares”.

    A Autoridade Marítima Nacional sublinha ainda que as regras definidas sobre a época balnear, no contexto da pandemia de Covid-19, serão mais bem “conhecidas quando for publicado o decreto-lei do Governo, mas os princípios enunciados constituem já uma definição clara para orientar o trabalho de detalhe que tem estado a ser desenvolvido ao nível das estruturas que estão no terreno”.

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

     

Tags
  • Praia
  • Mar
  • Portugal
  • Verão
  • Época Balnear
  • Vigilância Balnear
  • Vigilância
  • Autoridade Marítima Nacional
  • Fotografia
    Autoridade Marítima Nacional
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
janeiro 17
Interdito o acesso ao paredão de Cascais
janeiro 17
Massive Saturday! Jaws recebeu sessão do ano (e talvez da história!)
janeiro 15
Confinamento: AESDP esclarece posição tomada sobre atividade das escolas de surf
janeiro 15
Jaws prepara-se para receber maior ondulação dos últimos anos
janeiro 15
Confinamento: Escolas de surf proibidas de exercer atividade
janeiro 15
'Twiggy' Baker: 'A onda de Mavericks deu-me uma bofetada e mostrou quem manda'
janeiro 15
Frio mantém 8 distritos sob aviso amarelo até sábado