Homepage

  • Polícia Marítima tem falta de efetivos para garantir segurança nas praias
    20 abril 2020
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Autoridade Marítima Nacional
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • A Associação Sócio-Profissional da Polícia Marítima lamenta que o Governo desconheça a falta de meios humanos naquela força.
  • Em entrevista recentemente concedida ao semanário 'Expresso', o primeiro-ministro, António Costa, anunciou que no verão necessárias medidas de restrição nas praias, pois não poderão existir aglomerados de pessoas devido à pandemia do novo coronavírus.

    Perante esta revelação do chefe do executivo, a Associação Sócio-Profissional da Polícia Marítima lamentou que o primeiro-ministro desconheça a falta de meios humanos naquela força, afirmando que sobram pouco mais de 300 polícias para garantir a segurança das praias no país.

    “Sobram pouco mais de 300 polícias para garantir a segurança de mais de 800 quilómetros de praias de Portugal”, referiu ontem em comunicado a ASPPM. 

    “Com uma média de idade de 44,5 anos e com a enorme escassez de recursos humanos, (que há mais de duas décadas a ASPPM vem a alertar a tutela para a necessidade do aumento do seu quadro de pessoal), foi com enorme apreensão que os profissionais da Polícia Marítima constataram que o primeiro-ministro António Costa, desconhece a amplitude e a realidade do problema”, indica a associação.

    A ASPPM lembra que no passado dia 7 de abril, em sede de Comissão de Defesa Nacional, o ministro da Defesa Nacional (MDN), confrontado com a falta de meio humanos na Polícia Marítima, afirmou “estar confortável com o modelo atual do duplo uso, uma vez que permite que 90% do efetivo da Polícia Marítima esteja envolvido em serviço operacional porque tem o apoio do ramo militar da Marinha de Guerra Portuguesa”.

    “A ASPPM chamou a atenção publicamente para a falta de rigor dos números apresentados pelo MDN, que demonstram um total desconhecimento e alheamento da realidade do funcionamento e gestão da única polícia que tutela”, refere.

    Segundo a associação, a Polícia Marítima tem neste momento cerca de 545 profissionais ao serviço no continente e ilhas.

    Destes profissionais, refere, 10% estão em situação de pré-aposentação na efetividade e 40% prestam serviço no comando-geral da Polícia Marítima, na Escola da Autoridade Marítima, na Unidade Especial da Polícia Marítima e nos serviços administrativos das Capitanias.

    “As capitanias são simplesmente entidades administrativas e conservadoras, não cabendo a estas as matérias de segurança pública nas praias”, indica.

    Assim, refere, o primeiro-ministro “endossa a resolução do problema das praias para as autarquias e capitanias, faltando agora saber se as autarquias enviam a sua polícia municipal, e as capitanias enviam os militares da marinha, sabendo-se que nem uns nem outros possuem competências de força de segurança, nem manutenção de ordem e tranquilidade públicas”.

    Para a ASPPM, a falta de pessoal na Polícia Marítima é apenas uma questão de vontade política, nomeadamente do Governo, que insiste em manter esta polícia “neste estado de definhamento”.

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Praia
  • Mar
  • Portugal
  • Polícia Marítima
  • Fiscalização
  • Segurança
  • Verão
  • Associação Sócio-Profissional da Polícia Marítima
  • Autoridade Marítima Nacional
  • Fotografia
    Autoridade Marítima Nacional
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
outubro 26
Maya Gabeira sofre lesão na Praia do Norte
outubro 26
Câmara de Oeiras avança com requalificação da Praia da Torre
outubro 25
Orcas danificam leme de veleiro ao largo de Sines
outubro 26
ICNF deteta 46 infrações em fiscalização de autocaravanismo e campismo selvagem
outubro 26
Adeus bom tempo: outubro vai despedir-se com chuva e descida das temperaturas máximas
outubro 25
Voltou! Ítalo Ferreira esteve a dropar as bombas do Canhão da Nazaré (Vídeo)
outubro 25
Novos campeões nacionais de bodyboard Open vão ser encontrados em Peniche