Homepage

  • FPS “contente” com regresso do surf, mas quer alargamento também às escolas
    30 abril 2020
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    FPS
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Com uma estimativa de 150 mil surfistas a nível nacional, FPS, ANS e WSL apelam que o regresso ao mar se faça de forma ordeira e com bom senso.
  • O presidente da Federação Portuguesa de Surf, João Aranha, já veio a público congratular a decisão do governo em permitir o regresso do surf a partir da próxima segunda-feira, 4 de maio. O líder federativo mostrou-se “contente” por esta decisão, mas defendeu um alargamento da mesma para o ensino de surf.

    “Estamos muito contentes com esta decisão, é sinal de que o Governo nos ouviu e foi sensível ao nosso esforço e à nossa campanha nesse sentido, juntamente com Associação Nacional de Surfistas e a Liga Mundial de Surf [WSL]”, disse João Aranha, em declarações à agência Lusa, após uma proposta levada a cabo pelas três identidades e que faz algumas recomendações importantes para o regresso à água em segurança.  

    Contudo, o presidente da FPS levanta algumas questões sobre o plano elaborado pelo governo. “Não se percebe ainda deste plano se a retoma engloba o ensino do surf, mas, com regras, como é óbvio. Espero que as aulas de surf possam voltar. Há várias formas de respeitar as regras, por exemplo com apenas três ou quatro alunos, no máximo, por professor”, frisou.

    De acordo com o plano revelado esta sexta-feira, a prática de desportos individuais ao ar livre, sem a utilização de balneários ou piscinas, vai ser permitida já a partir de segunda-feira. João Aranha desejou, assim, que esta decisão seja estendida ao ensino do surf, mostrando “preocupação” com as “centenas de escolas de surf que estão à beira da ruína”.

    Com uma estimativa de 150 mil surfistas a nível nacional, FPS, ANS e WSL apelam que o regresso ao mar se faça de forma ordeira e com bom senso, cumprindo com as regras do distanciamento social, mantendo as distâncias no mar e fazendo apenas o essencial em terra, numa lógica de “surf & go”. Dessa forma, é preciso que a partir de segunda-feira todos mantenham o civismo e se respeitem.

    Após mais de um mês com as praias interditas e em estado de emergência, devido à pandemia do Covid-19, os portugueses preparam-se agora para regressar aos poucos à normalidade, estando já autorizados à prática do exercício físico de forma individual. Em Portugal, morreram já 989 pessoas das 25.045 confirmadas como infetadas, e há 1.519 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • João Aranha
  • FPS
  • Surf
  • Coronavírus
  • Escolas de Surf
  • Fotografia
    FPS
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
janeiro 26
Cidade chinesa regista temperatura recorde de -53ºC
janeiro 26
Produção diária de energia eólica atingiu novo recorde em Portugal
janeiro 26
Frio fica para o fim de semana: todo o continente vai estar sob aviso amarelo
janeiro 26
Surf Clube de Viana e a UTAD promovem novo webinar relativo ao projeto 'INCLUSEA'
janeiro 26
FUEL TV lança programa de estágios
janeiro 25
Comunicado da AESP sobre o projeto 'Gestão Nacional de Escolas de Surf'
janeiro 25
Frio: prolongado até à madrugada de sábado o aviso amarelo em dois distritos