Homepage

  • Campeã olímpica em 2012 quer ir a Tóquio competir na prova de surf
    16 abril 2020
    arrow
    arrow
  • A estreia em provas internacionais aconteceu no Mundial do ano passado e quase por acidente.
  • Chama-se Angelika Timanina e, apesar de ser um nome desconhecido no mundo do surf, é um verdadeiro fenómeno de popularidade na Rússia. Foi campeã olímpica de natação sincronizada em Londres’2016 e é conhecida como a Sharapova da natação no seu país. Depois de retirar-se da sua especialidade em 2016, Timanina dedicou-se ao surf e tem como grande objetivo marcar presença e Tóquio’2021.

    A verdade é que Timanina tem tido uma grande evolução na modalidade, que lhe valeu a chamada à equipa russa que se preparava para competir no Mundial ISA de El Salvador, entretanto adiado para data a anunciar. A antiga nadadora, atualmente com 30 anos, mantém-se focada nesse objetivo e acredita que pode lutar por uma das vagas.

    A verdade é que atleta russa, que na realidade tem mais experiência olímpica do que qualquer surfista, não tem grande registo de ter participado em provas internacionais. A estreia aconteceu no Mundial do ano passado e quase por acidente. “Fui chamada à equipa russa como reserva, mas acabei por ser a primeira escolha, apesar de estar a competir contra pessoas que surfam há 10 ou 20 anos”, afirmou a surfista que acabou eliminada na segunda ronda de repescagem.

    Para chegar a Tóquio terá de disputar a vaga europeia, onde a concorrência é bem forte, incluindo das surfistas portuguesas. Resta lembrar que nos Mundiais do ano passado foi a israelita Anat Lelior a carimbar essa vaga, deixando para trás fortes oponente de França, Espanha, Itália e outros países europeus com bem mais tradição surfista que a Rússia.

    Em 2019 a experiência não foi a melhor, uma vez que após disputar três heats o melhor score que conseguiu foi 2,10 e o heat que superou na ronda inaugural da repescagem tinha apenas duas surfistas na água. Contudo, não esconde que em 2020 quer lutar pelo sonho de regressar aos Jogos. “Claro que gostaria de me qualificar. O surf abriu uma nova janela para mim. A liberdade, o oceano, o sol, a natureza…”, frisa.

    Mas nestes últimos anos não foi só a qualidade surfista que ganhou, uma vez que tem cada vez mais popularidade no Instagram. E é daí que vem o outro sonho da Timanina: ser como Sharapova. O objetivo passa por ganhar seguidores e notoriedade para se tornar modelo de marcas de luxo, tendo até já rejeitado ofertas da Playboy para se despir, pois acredita que isso não se coaduna com os seus planos futuros.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Angelika Timanina
  • Rússia
  • Japão
  • Tóquio'2021
  • Jogos Olímpicos
  • natação
  • Sharapova
  • Natação sincronizada
  • londres'2012
  • Ouro
  • Mundial ISA
  • Fotografia
    ISA
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
maio 24
Joana Schenker apurada diretamente para a ronda 5 no dia da vitória de Tanner McDaniel em Antofagasta
maio 24
Mundial Junior conta com 45 países e muitos nomes sonantes em prova
maio 24
Seleção Nacional Júnior já está a caminho de El Salvador para disputar o Mundial ISA
maio 24
Nem Klopp resistiu a elogiar Sebastian Steudtner: “Absolutamente insano!”
maio 24
Sebastian Steudtner bate recorde mundial para a Maior Onda Surfada na Nazaré
maio 23
Está a chegar o Boogie Chicks'22 e com recorde mundial na mira
maio 23
Santa Cruz Kids 2022 fechou o Circuito Regional de Surf do Centro