Homepage

  • Câmara de Cascais sem meios suficientes para controlar acesso às praias
    25 abril 2020
    arrow
    arrow
  • Autarquia considera 'irrealista' os nadadores-salvadores virem a desempenhar funções da Polícia Marítima.
  • Em resposta enviada à agência noticiosa Lusa, a autarquia liderada por Carlos Carreiras adiantou que, tal como a Capitania do Porto de Cascais, não possui meios humanos ou materiais para assegurar o controlo do acesso e cumprimento das regras de distanciamento social nas praias, durante a época balnear.

    “A Capitania de Cascais tem 18 efectivos [no verão] para vigiar o terreno e, neste caso, o terreno é uma área de jurisdição que abrange 77 quilómetros de costa em quatro municípios. É injusto colocar o ónus de enforcement [execução, em tradução livre] destas novas regras sobre eles”, referiu o Município de Cascais.

    Para a câmara cascalense, é “irrealista” os nadadores-salvadores virem a desempenhar funções da Polícia Marítima, uma vez que não têm competências legais para tal.

    A autarquia observou ainda que o Governo deve garantir ferramentas para assegurar a fiscalização e a implementação da lei relativamente à reabertura das praias, para não colocar em risco a segurança das pessoas, bem como envolver as autarquias nos grupos de trabalho técnicos.

    Segundo a Câmara de Cascais, a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) participa nos grupos de trabalho, mas não tem conseguido reflectir as especificidades da realidade dos diferentes tipos de litoral.

    Ainda com várias dúvidas sobre a reabertura das praias, a autarquia sublinhou que o processo tem de ser feito de forma gradual.

    “Por exemplo, equacionamos, numa primeira fase, permitir o acesso à praia para a prática de desporto ou passeios [caminhada, corrida, surf], porém sem grupos e sem permanência no areal ou parques de estacionamento”, indicou.

    Atendendo à conjuntura económica, a reabertura das praias poderá contemplar soluções diferenciadas para estabelecimentos comerciais, paredão e areal, segundo o município. Pode-se dar o caso de atividades comerciais associadas à praia reabrirem ainda antes da reabertura dos areais.

    O município de Cascais lembrou ainda que tem estado em permanente contacto com os concessionários, as escolas de surf, a Capitania do Porto de Cascais, as associações de nadadores-salvadores, a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e a delegada regional de saúde para “identificar as melhores soluções possíveis tendo em conta o contexto actual”.

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Praia
  • Mar
  • Cascais
  • Câmara Municipal de Cascais
  • Restrições
  • Abertura
  • Polícia Marítima
  • Capitania de Cascais
  • Verão
  • Época Balnear
  • Portugal
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
julho 29
A Cinderela que quebrou os estigmas do surf (e do desporto) nacional!
julho 29
Frederico Morais já regressou aos treinos no mar
julho 29
Teresa Bonvalot: 'Estar nos Jogos Olímpicos não está ao alcance de qualquer atleta'
julho 28
Seleção Nacional de Surf regressa a casa esta quinta-feira
julho 28
Em Tóquio'2020, regressou o bom e velho Owen Wright: 'Muitos pensavam que não ia chegar às medalhas'
julho 28
Amuro Tsuzuki, um nome destinado a fazer historia pelo Japão
julho 27
Italo e Carissa conquistam ouro olímpico; Yolanda no 5.º posto