Homepage

  • Praias de Hong Kong invadidas por dezenas de máscaras de proteção do coronavírus
    13 março 2020
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Uma situação que pode representar uma grande ameaça à vida marinha e aos habitats selvagens.
  • Há semanas que a maioria da população de 7,4 milhões de pessoas de Hong Kong anda a utilizar máscaras de proteção descartáveis, na esperança de evitar a contração do novo coronavírus, que já infectou 126 pessoas na cidade e tirou a vida a outras três. 

    Porém, muitas destas máscaras não estão a ser descartadas correctamente, pelo que estas têm ficado amontoadas nas praias e trilhos de Hong Kong.

    As máscaras descartáveis acabam por ir parar a terrenos baldios ou ao mar, onde a vida marinha pode confundi-las com alimento, acumulando-se nas praias, juntamente com os habituais sacos de plástico e outro lixo.

    Este cenário já levou os grupos ambientalistas a alertar que tudo isto pode representar uma grande ameaça à vida marinha e aos habitats selvagens.

    “Só temos visto máscaras, nas últimas seis a oito semanas, numa quantidade massiva. Estamos agora a observar o impacto no ambiente”, diz Gary Stokes, fundador do grupo ambientalista Oceans Asia.

    Stokes cita o exemplo das ilhas isoladas e desabitadas Soko, a sul do aeroporto internacional de Hong Kong. Lá, em 100 metros de praia, encontrou 70 máscaras descartadas, enquanto uma semana depois, mais de 30 tinham dado à costa. “Alarmou-nos bastante”, confessa. Outras praias nos arredores na cidade contam uma história semelhante revela Gary Stokes.

    Perante esta situação, grupos de ambientalistas têm organizado limpezas nas praias, para apanhar o lixo. As máscaras são feitas de polipropileno, um tipo de plástico que não se desfaz com facilidade.

    “As pessoas pensam que se estão a proteger, mas não é só uma questão de se protegerem a si mesmas. É preciso proteger toda a gente. Não se desfazer da máscara em condições é muito egoísta", analisa Tracey Read, fundadora do grupo Plastic Free Seas.

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Praia
  • Mar
  • Lixo
  • Máscaras de proteção
  • Coronavírus
  • Covid-19
  • Ásia
  • Hong Kong
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
novembro 26
Já há nova data para a etapa inaugural do circuito Billabong Ericeira 2021 para as categorias Open, Masters e Feminino
novembro 26
Ítalo quer competir até aos 38 anos: 'Vou durar bastante tempo'
novembro 26
Último fim de semana de novembro vai ter um pouco de tudo: frio, sol, nuvens, vento e aguaceiros
novembro 25
Desde o início do século XX que o Oceano Ártico está a aquecer
novembro 25
Adiada etapa inaugural do circuito Billabong Ericeira 2021 para as categorias Open, Masters e Feminino
novembro 24
O Maracaña do Surf voltou a rugir! Houve festival em Saquarema
novembro 24
Avenida Marginal vai ter túnel junto à Praia de Santo Amaro de Oeiras