Homepage

  • Espanha conquista ouro histórico no Mundial de Para Surfing
    16 março 2020
    arrow
    arrow
  • Pela primeira vez a equipa espanhola venceu a prova por equipas.
  • Chegou ontem ao fim a edição de 2020 do Mundial de Para Surfing, o denominado AmpSurf ISA World Para Surfing Championship.

    Prova que decorreu entre os dias 11 e 15 de março, em La Jolla (Califórnia), e contou com um número recorde de atletas. 131!

    Este foi um dos últimos eventos desportivos a terminar em todo o mundo, numa fase em que estamos em plena pandemia do coronavírus, situação que tem paralisado o planeta Terra.

    A reunião dos melhores atletas do mundo de surf adaptado terminou com o histórico triunfo da Espanha na competição por equipas. Foi a primeira vez que o país vizinho cantou vitória em termos coletivos no evento. 

    Para este resultado contribuíram de forma decisiva as medalhas de ouro alcançadas por Aitor Francesena e Carmen Lopez nas provas individuais de PSV1 masculino e feminino, respetivamente.

    A seleção campeã do mundo em 2018, os Estados Unidos da América, teve desta vez de contentar-se com a medalha de prata, apesar de ter jogado em casa. Nas posições seguintes ficaram o Brasil e o Havai.

    O Mundial de Para Surfing de 2020 ficou ainda marcado pela quinta medalha de ouro consecutiva do dinamarquês Bruno Hansen, figura que é já uma lenda dos Mundiais de Para Surfing. Em La Jolla, Bruno venceu a categoria Prone 1.

    No balanço global do medalheiro tivemos nove antigos campeões do mundo a ganharem novamente a medalha de ouro, enquanto sete atletas tiveram a oportunidade de saborear pela primeira vez o metal mais precioso.

    Já a Seleção Nacional sofreu na pele os constrangimentos provocados pelas medidas de contenção face à propagação do coronavírus.

    A comitiva nacional, composta pelos atletas Marta Paço, Camilo Abdula e Nuno Vitorino, foi forçada a sair de cena no primeiro dia de competição na sequência do fecho de fronteiras dos Estados Unidos da América, uma medida imposta pelo presidente norte-americano Donald Trump.

    Ainda que tenha sido por um motivo de força maior, este não deixa de ser um desfecho amargo para uma comitiva que tinha excelentes hipóteses de regressar a Portugal com medalhas na bagagem. 

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Mundial de Para Surfing
  • AmpSurf ISA World Para Surfing Championship 2020
  • Espanha
  • La Jolla
  • Estados Unidos da América
  • Açores
  • Surf Adaptado
  • Mundial de Surf Adaptado
  • Califórnia
  • Competição
  • Seleção Nacional
  • Fotografia
    ISA/Sean Evans
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
outubro 18
Bodyboarders profissionais homenagearam o malogrado Tom Morey
outubro 18
Há mais de 3 mil toneladas de plástico a flutuar no Mar Mediterrâneo
outubro 18
Voluntários recolheram 28 kg na limpeza da duna da Cresmina e áreas envolventes
outubro 15
Fim de semana chega com tempo mais cinzento e regresso da chuva nas regiões Norte e Centro
outubro 15
Recolhidos 10 kg de lixo marinho na Praia do Samouco (Galeria Fotos)
outubro 15
Nasceu a Matosinhos Surf School Cup: a nova competição para as escolas de surf do concelho
outubro 15
Faleceu Tom Morey, o Pai do Bodyboard