Homepage

  • Espanha conquista ouro histórico no Mundial de Para Surfing
    16 março 2020
    arrow
    arrow
  • Pela primeira vez a equipa espanhola venceu a prova por equipas.
  • Chegou ontem ao fim a edição de 2020 do Mundial de Para Surfing, o denominado AmpSurf ISA World Para Surfing Championship.

    Prova que decorreu entre os dias 11 e 15 de março, em La Jolla (Califórnia), e contou com um número recorde de atletas. 131!

    Este foi um dos últimos eventos desportivos a terminar em todo o mundo, numa fase em que estamos em plena pandemia do coronavírus, situação que tem paralisado o planeta Terra.

    A reunião dos melhores atletas do mundo de surf adaptado terminou com o histórico triunfo da Espanha na competição por equipas. Foi a primeira vez que o país vizinho cantou vitória em termos coletivos no evento. 

    Para este resultado contribuíram de forma decisiva as medalhas de ouro alcançadas por Aitor Francesena e Carmen Lopez nas provas individuais de PSV1 masculino e feminino, respetivamente.

    A seleção campeã do mundo em 2018, os Estados Unidos da América, teve desta vez de contentar-se com a medalha de prata, apesar de ter jogado em casa. Nas posições seguintes ficaram o Brasil e o Havai.

    O Mundial de Para Surfing de 2020 ficou ainda marcado pela quinta medalha de ouro consecutiva do dinamarquês Bruno Hansen, figura que é já uma lenda dos Mundiais de Para Surfing. Em La Jolla, Bruno venceu a categoria Prone 1.

    No balanço global do medalheiro tivemos nove antigos campeões do mundo a ganharem novamente a medalha de ouro, enquanto sete atletas tiveram a oportunidade de saborear pela primeira vez o metal mais precioso.

    Já a Seleção Nacional sofreu na pele os constrangimentos provocados pelas medidas de contenção face à propagação do coronavírus.

    A comitiva nacional, composta pelos atletas Marta Paço, Camilo Abdula e Nuno Vitorino, foi forçada a sair de cena no primeiro dia de competição na sequência do fecho de fronteiras dos Estados Unidos da América, uma medida imposta pelo presidente norte-americano Donald Trump.

    Ainda que tenha sido por um motivo de força maior, este não deixa de ser um desfecho amargo para uma comitiva que tinha excelentes hipóteses de regressar a Portugal com medalhas na bagagem. 

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Mundial de Para Surfing
  • AmpSurf ISA World Para Surfing Championship 2020
  • Espanha
  • La Jolla
  • Estados Unidos da América
  • Açores
  • Surf Adaptado
  • Mundial de Surf Adaptado
  • Califórnia
  • Competição
  • Seleção Nacional
  • Fotografia
    ISA/Sean Evans
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
novembro 25
Steph, Parko e outros tops avançam com primeiro resort de surf australiano
novembro 25
Praia de Albarquel conquista prémio 'Praia + Acessível 2020'
novembro 24
Irmã de Medina arrasa concorrência pelo Brasil
novembro 25
Zmar promove campanha Black Friday
novembro 25
Mais 82 autos levantados por campismo e autocaravanismo ilegais em Vila do Bispo
novembro 25
The Base Surf Store celebra Black Friday com campanha especial
novembro 25
Odeceixe Surf School anuncia aulas aos fins de semana para crianças
pub