Homepage

  • Vendedores de rua em Nairobi arriscam prisão por utilizarem sacos de plástico
    19 fevereiro 2020
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • As detenções geraram muitas críticas na comunidade local.
  • Desde 2017 que o Quénia proibiu a utilização de sacos de plástico, seja qual for a circunstância. É um dos países do mundo com maior restrição neste capítulo.

    No entanto, apesar desta realidade, na passada terça-feira três vendedores de rua, na capital Nairobi, foram detidos por comercializarem ameixas, maracujás e canas-de-açúcar em sacos de plástico.

    Segundo a polícia local, os homens foram apanhados na posse de 500 sacos de plástico. Perante tal infracção, os infractores podem apanhar entre um a quatro anos de prisão e multas que poderão chegar até aos 37 mil euros. 

    Estas detenções causaram muita celeuma nas redes sociais, onde foram muitos aqueles que se queixaram da mão dura das autoridades sobre os mais pobres. As vozes mais críticas argumentam que o plástico continua a ser usado no Quénia, mas através de outras formas. 

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • África
  • Quénia
  • Sacos de Plástico
  • Plástico
  • Restrições
  • Sustentabilidade
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
março 31
Kelly Slater aproveita isolamento para cantar (Vídeo)
março 31
Campeão mundial espanhol de surf adaptado está infetado com coronavírus
março 31
Em quarentena, campeã olímpica treina em piscina insuflável (Vídeo)
março 31
Escola de Surf da Figueira contorna quarentena com aulas online
março 30
Erupção do vulcão Merapi lança cinzas a 5 mil metros de altura
março 31
ISA World Surfing Games adiados por tempo indeterminado
março 31
Multas para surfistas chegaram a J-Bay