Homepage

  • Tomás Fernandes aposta novamente na Liga MEO Surf em detrimento do QS
    21 fevereiro 2020
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANS
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Apesar do foco estar apontado à competição interna, o surfista da Ericeira garante que não desistiu do circuito de qualificação mundial.
  • Nas últimas duas temporadas da Liga MEO Surf, Tomás Fernandes foi um dos principais animadores da competição que atribui os títulos máximos do surf nacional.

    Por duas ocasiões, Tomás acariciou o tão desejado ceptro, mas nessa luta acabou por ser superado por Miguel Blanco, atual bicampeão nacional de surf.

    Com o contador novamente a zeros, Fernandes parte para a nova temporada com a ambição de conseguir atingir o topo daquele que, no seu entender, é o "melhor circuito nacional do mundo". 

    "É verdade que não consegui vencer o título nos últimos dois anos, mas sinto que o meu surf está a melhorar a cada ano que passa. Isso sim é uma vitória. Qualquer surfista pretende melhorar o seu surf", começou por dizer Tomás Fernandes durante a apresentação da Liga MEO Surf de 2020.

    "Com isto, não quero dizer que não pretendo vencer o título nacional. Tenho essa vontade e se calhar até mais do que qualquer outro atleta. Porém ao mesmo tempo também quero mostrar todo o meu valor como surfista. Quero chegar aos campeonatos, dar o meu melhor e soltar todo o meu surf", explicou o surfista português.

    Fora da equação, nesta época de 2020, irá estar novamente a aposta no circuito da World Qualifying Series. "Tanto em 2019 como agora em 2020, serão dois anos em que vou estar mais dedicado à Liga MEO Surf. Vou estar presente nas cinco etapas do calendário. É o meu foco principal."

    Apesar deste cenário, o atleta da Ericeira deixa uma garantia. "Não desisti dos QS. Não tenho nenhuma data estipulada, mas se calhar no futuro vou voltar e mais forte do que nunca. O tempo assim o dirá. Nesta fase, estou apenas a fazer um interregno".

    Olhando para trás e analisando aquilo que foi a sua passagem a full-time pelo circuito QS, Tomás Fernandes não escondeu que os "últimos cinco/seis anos foram especialmente duros para mim. Como tal, preferi dar um tempo não só aos campeonatos, mas também em termos pessoais. Quis reencontrar o meu surf e acho que estou a conseguir. O ano que passou foi um dos melhores da minha vida. Não só em termos desportivos, mas também ao nível pessoal. Em 2020 quero que as coisas assim continuem". 

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Praia
  • Mar
  • Surf
  • Competição
  • Liga MEO Surf
  • Tomás Fernandes
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANS
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
março 31
Campeão mundial espanhol de surf adaptado está infetado com coronavírus
março 31
Kelly Slater mostra dotes musicais em composição própria (Vídeo)
março 31
Em quarentena, campeã olímpica treina em piscina insuflável (Vídeo)
março 31
Escola de Surf da Figueira contorna quarentena com aulas online
março 30
Erupção do vulcão Merapi lança cinzas a 5 mil metros de altura
março 31
ISA World Surfing Games adiados por tempo indeterminado
março 31
Multas para surfistas chegaram a J-Bay