Homepage

  • Depois de sair da Hurley, Carissa Moore assina pela… Hurley
    27 fevereiro 2020
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Hurley
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Curiosamente, algumas notícias dão conta do facto de também o jovem havaiano Eli Hanneman ter sido “repescado”.
  • Carissa Moore foi um dos grandes nomes a ter deixado a Hurley nas últimas semanas, fruta da reestruturação sofrida pela marca com a entrada de novos donos. Foram várias as saídas de peso do team, incluído a da campeã mundial em título e a do bicampeão mundial John John Florence. Só que, agora, poucas semanas depois, foi anunciada a renovação de contrato da surfista havaiana.

    Ao que tudo indica, os novos donos da Hurley terão recuado na decisão de deixar sair Carissa do team, assegurando um novo contrato de vários anos com a tetracampeã mundial, que em 2020 tem presença assegurada nos Jogos Olímpicos de Tóquio’2020, mas que não vai competir no WWT depois de ter decidido fazer uma pausa de um ano.

    O anúncio desta contratação, que no fundo foi um regresso a uma casa de onde acabou por nunca sair, foi feito através de comunicado. “A Carissa Moore é um ser humano incrível”, começou por dizer Brandon Guilmette, Chief Marketing Officer da Hurley, que foi vendida no início do ano pela Nike à Bluestar Alliance.

    “Não poderíamos estar mais entusiasmados por continuar a tê-la connosco e mal podemos esperar para ver o que ela poderá alcançar em Tóquio’2020 e daí em diante”, frisou o responsável da marca, avaliando este movimento como uma “renovação” de contrato, embora tenha sido público que a surfista havaiana não ia continuar na marca.

    “Existiram muitas mudanças recentemente, mas estou otimista acerca do futuro e desta oportunidade para crescer. A marca ajudou-se a atingir o meu melhor dentro e fora de água. Espero contribuir da melhor forma para o processo da equipa em 2020 e daí em diante”, afirmou Carissa, de 27 anos.

    Esta notícia poderá indicar que Carissa tenha aceitado uma redução salarial em relação ao anterior acordo. Isto porque a nova estrutura da marca deu prioridade a essa reestruturação salarial, tendo sido por isso que John John Florence, que tinha o contrato mais alto da história do surf, rescindiu com a marcar.

    Curiosamente, algumas notícias dão conta do facto de também o jovem havaiano Eli Hanneman ter sido “repescado”, depois de a saída do team também ter sido anunciada no início do ano… Haverão mais surpresas a caminho!

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Carissa Moore
  • Hurley
  • Fotografia
    Hurley
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
janeiro 25
FPS e o futuro do Parque das Gerações: 'A destruição seria uma enorme perda para as comunidades do skate e do surf'
janeiro 25
Millennium BCP lança 'GO! Changer': um cartão ecológico e biodegradável
janeiro 26
Dr. Bernard Surf Center vai receber o 2º Curso de Treinadores de Surf Grau I
janeiro 24
Inscrições disponíveis para os primeiros cursos de Treinadores de Surfing Grau I da ASI Portugal em 2022
janeiro 24
Descoberto um dos maiores recifes de coral do mundo no Taiti
janeiro 24
Homem de 57 anos passa 27 horas consecutivas no Pacífico e sobrevive ao tsunami no Tonga
janeiro 24
Arranca este sábado curso de Treinadores de Nível 1 na Caparica