Homepage

  • Degelo do Ártico pode estar a afetar correntes marítimas
    27 fevereiro 2020
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Cientistas avaliaram de que forma esta corrente circular, chamada Corrente de Beaufort, contrabalançou, precariamente, uma intrusão de quantidades sem precedentes de água fria e doce.
  • A água doce libertada do Oceano Ártico para o Atlântico Norte, devido ao fenómeno cada vez mais acentuado do degelo, pode alterar a densidade das águas superficiais e, consequentemente, afetar as correntes marítimas. A informação surge através de um novo estudo feito pela NASA e até pode ser benéfica para regular o clima do planeta.

    Com base em 12 anos de dados por satélite, os cientistas avaliaram de que forma esta corrente circular, chamada Corrente de Beaufort, contrabalançou, precariamente, uma intrusão de quantidades sem precedentes de água fria e doce. Uma situação que poderá alterar as correntes no Oceano Atlântico e arrefecer o clima da Europa Ocidental.

    Esta corrente circula no sentido dos ponteiros do relógio em torno do Oceano Ártico até ao norte do Canadá e do Alasca, de onde retira água doce proveniente do degelo, do escoamento dos rios e da precipitação. Curiosamente, esta água doce é importante para o Ártico, pois flutua acima da água mais quente e salgada, ajudando assim a evitar o degelo dos icebergues que estão diretamente no mar, o que por sua vez, ajuda a regular o clima da Terra.

    A água doce é lentamente libertada para o Oceano Atlântico por um período de décadas, permitindo que as correntes do mesmo a transportem em pequenas quantidades. Estas correntes fazem parte da Circulação Meridional do Atlântico que ajuda a regular o clima do planeta, transportando o calor da água tropical para latitudes do norte como Europa e América do Norte.

    O estudo revela que, embora o aumento da turbulência tenha ajudado a manter o sistema equilibrado, a corrente de Beaufort tem a capacidade de levar a um degelo crescente, pois mistura as camadas de água fria e doce com água salgada relativamente quente. Os resultados mostram um equilíbrio delicado entre o vento e o oceano à medida que o gelo marinho recua devido às alterações climáticas.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Ártico
  • degelo
  • mar
  • temperaturas
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
março 30
Empresários de Cascais lançam iniciativa que pode ajudar as escolas de surf
março 30
COI mantém qualificação de Tóquio’2020 para 2021
março 30
Municípios de Albufeira e Loulé condicionam acesso às praias
março 30
Alex Botelho concede primeira entrevista após acidente na Nazaré
março 30
FPS à caça dos talentos do futuro
março 30
Semana começa chuvosa e fria
março 27
Está a chegar o horário de Verão!