Homepage

  • O peixe-espátula chinês deixou de existir no planeta Terra
    14 janeiro 2020
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O último destes peixes havia sido visto em 2003 e agora a espécie foi dada como extinta.
  • Ainda nem estão ultrapassados os primeiros 15 dias de 2020 e já é conhecida a primeira espécie extinta do ano.

    Trata-se do peixe-espátula chinês, considerado o 'rei das espécies de água doce' e no qual as suas origens remontam há 200 milhões de anos atrás, de acordo com a 'National Geographic'.

    Segundo os cientistas o motivo para este desaparecimento do animal pode estar relacionado com o aquecimento global. "É uma perda irreparável", afirmou o cientista Qiwei Wei, da Academia Chinesa das Ciências dos Peixes. 

    Também conhecido como Psephurus gladius, este podia atingir os sete metros de comprimento e habitava sobretudo nas margens do rio Yangtzé, na China. Segundo os investigadores a espécie ficou funcionalmente extinta em 1993, sendo que foi em 2003 que foi visto o últimos destes peixes.

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Extinção
  • Peixe
  • Ásia
  • China
  • Peixe-espátulo chinês
  • Mundo
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
janeiro 17
Comunidade do longboard ajuda os animais vítimas dos fogos na Austrália
janeiro 17
Agitação marítima arrasta duas pessoas na Califórnia (Vídeo)
janeiro 17
Nestlé investe 1,86 mil milhões de euros na reciclagem de plásticos
janeiro 17
Os jovens são fundamentais para a defesa dos oceanos
janeiro 10
Interferência no Canhão? João de Macedo e Everaldo Pato mostram o contrário
janeiro 16
Projeto da 'praia' ecológica no Tejo deverá ser conhecido este ano
janeiro 12
Lisboa terá uma 'praia' em pleno rio Tejo