Homepage

  • Circuito de Bodyboard Ericeira 2019 fechou com boas ondas e muita competitividade
    29 janeiro 2020
    arrow
    arrow
  • Cinco categorias deram espetáculo na mítica esquerda da Pedra Branca.
  • André Alves, Filipa Broeiro, Rui Bonacho, Paulo Alexandre e Tomás Meca foram os vencedores da terceira e última etapa do Circuito Intersócios de Bodyboard do Ericeira Surf Clube - Dakine Ericeira 2019, by Grupo Norte. 

    A jornada decorreu no passado sábado na Pedra Branca, mítica esquerda da Reserva Mundial de Surf da Ericeira. 

    Tal como as previsões vinham anunciando ao longo da semana, esta última etapa, decorreu com ondas de cerca de 1 metro, acompanhadas com uma brisa de leste que proporcionou excelentes momentos de bodyboard ao muito público presente na praia.

    Quanto à prova, na categoria Open, com a ausência por lesão do líder do ranking Nicolas Rosner e com a precoce eliminação do vice-líder, João Guedes, a luta pela vitória na etapa poderia significar a vitória no circuito.

    André Alves, André Rodrigues e Mauro Bandeiras perfilaram-se como os mais sérios candidatos. Com André Rodrigues a ficar pelas meias finais, Mauro Bandeira e André Alves necessitavam de vencer a etapa para poderem chegar ao título.

    Na final, toda ela composta por atletas do Ericeira Surf Clube, André Alves foi o autor da melhor onda do dia (9,00) e com um score total de 14,83 pontos, venceu a etapa e o Circuito. André deixou a grande revelação da etapa, Gonçalo Plácido (11,67) em segundo, Pedro Grácio (11,24) em terceiro e o big rider Mauro Bandeiras (10,60) em quarto.

    Entre os Masters, a luta pela vitória final do Circuito estava em aberto, com Paulo Alexandre, Sérgio Reis e Bruno Câmara muito bem posicionados para poderem sagrar-se os vencedores.

    Com a precoce eliminação nas meias finais de Bruno Câmara, a discussão ficou entre Paulo Alexandre e Sérgio Reis, com este a ter de terminar a etapa à frente, para poder sagrar-se novamente vencedor do circuito.

    Na final, a luta entre ambos foi bastante intensa, tendo, no entanto, a primeira onda (6,83) de Paulo Alexandre, feito toda a diferença, vencendo a etapa com todo o mérito, obtendo um score total de 12,16 pontos. Em segundo, quedou-se Sérgio Reis (8,33), em terceiro o regressado Tiago Maçãs (7,83) e em quarto o estreante em finais Manuel Nascimento (5,67).

    No Dropknee, com o Nicolas Rosner também ausente nesta categoria, bastava a Tiago Pimentão garantir um lugar na final para se sagrar campeão do circuito.

    Na final, os velhos conhecidos Rui Bonacho e o Tiago Pimentão foram os principais protagonistas. Rui foi o primeiro a registar o seu score com as duas primeiras ondas (12,00), deixando antever que não iria deixar fugir esta vitória.

    Em segundo ficou o campeão nacional de 2014, nesta categoria, Tiago Pimentão (7,57). Na posição seguinte ficou o estreante neste circuito, Matthew Davies (6,63). Já no quarto lugar e com apenas uma tentativa de onda ficou Tiago Maçãs que, apoquentado por várias cãibras, teve de sair da água no início da final.

    Na categoria destinada às Senhoras apenas marcaram presença Filipa Broeiro e Mafalda Martinho. Na final, Filipa ao arrancar com um 7,50 praticamente garantiu a terceira vitória consecutiva nesta categoria. Fez um score total de 12,00 pontos. Mafalda Martinho com 7,50 pts teve de contentar-se com o segundo posto. 

    Entre os Sub-18, com o Martim Carrasco ausente em Marrocos a competir num evento da Qualifying Series e com o Gustavo Jakobsson a contas com uma lesão, o caminho ficou mais fácil para Tomás Meca cantar vitória. Na final venceu com um score final de 11,26 pts. 

    Tomás deixou em segundo o estreante Vasco Correia (6,76), enquanto Gonçalo Ferreira, o atleta mais novo em prova, foi terceiro. 

    No final da etapa procedeu-se à entrega de prémios, em que foram distribuídos prémios oferecidos pela Dakine, Ericeira Surf & Skate, Boardculture, Mothersurf, e Quinta da Boa Esperança.

    Durante a próxima semana serão oficialmente anunciados os vários vencedores dos Circuitos do Ericeira Surf Clube e o local para a festa anual de encerramento e entrega de prémios.

    Classificações: 

    Open

    1º André Alves

    2º Gonçalo Plácido

    3º Pedro Grácio

    4º Mauro Bandeiras

    Masters

    1º Paulo Alexandre

    2º Sérgio Reis

    3º Tiago Maçãs

    4º Manuel Nascimento

    Dropknee

    1º Rui Bonacho

    2º Tiago Pimentão

    3º Matthew Davies

    4º Tiago Maçãs

    Feminino

    1ª Filipa Broeiro

    2ª Mafalda Martinho

    Sub-18

    1º Tomás Meca

    2º Vasco Correia

    3º Gonçalo Ferreira

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Praia
  • Mar
  • Ericeira
  • Portugal
  • Pedra Branca
  • Ericeira Surf Clube
  • Inverno
  • Janeiro
  • Competição
  • Tomás Meca
  • André Alves
  • Rui Bonacho
  • Paulo Alexandre
  • Filipa Broeiro
  • Reserva Mundial de Surf
  • Circuito de Bodyboard Dakine Ericeira 2019
  • bodyboard
  • Fotografia
    Pedro Broeiro/ESC
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
setembro 29
Investigadores de Coimbra querem drones a recolher lixo das praias após 2022
setembro 29
Matosinhos recebe derradeira formação 'Surf & Rescue'
setembro 29
Tomás Lacerda e Verónica Silva são campeões nacionais de SUP Race Técnico
setembro 29
Tomás Lacerda e Ângela Fernandes vencem o Nacional de SUP Wave
setembro 29
Presença de Alex Botelho marcou segunda formação 'Surf & Rescue'
setembro 29
Rodrigo Chaves sagra-se campeão nacional de surf Esperanças Sub-16
setembro 29
MEO Portugal Cup of Surfing está ON em Ribeira d’Ilhas
pub