Homepage

  • A origem da alcunha Kikas, as ondas favoritas e muito mais
    06 novembro 2019
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Presidência da República
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O surfista português respondeu a diversas questões, por parte de jovens estudantes, durante a sua presença no Programa 'Desportistas no Palácio de Belém'.
  • Frederico Morais viveu, na passada terça-feira, uma tarde que certamente jamais irá esquecer. O surfista de 27 anos foi recebido pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém. 

    Frederico foi o convidado de honra do Programa 'Desportistas no Palácio de Belém', que arrancou no passado mês de outubro e prolonga-se até dezembro.

    Iniciativa da Presidência da República em colaboração com o Comité Olímpico de Portugal que tem como objetivo aprofundar o interesse dos jovens pelas diferentes modalidades desportivas, através de encontros e momentos de diálogo entre alunos e desportistas, cujo trabalho muito tem contribuído para a valorização social da prática desportiva e prestigiado o nosso país.

    Dentro deste contexto, Kikas respondeu, em plena Sala das Bicas, às questões dos alunos da Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste das Caldas das Rainha e da Escola Secundária José Régio em Vila do Conde. 

    Perguntas pertinentes e que não deixaram de colocar o surfista luso à prova. Em baixo exibimos algumas das questões que foram colocadas a Frederico Morais. 

    Origem da alcunha 'Kikas':

    "Não tem assim uma grande história por detrás. Tudo deve-se a uma prima, mais nova, que não conseguia dizer o nome Frederico. Assim, por alguma razão fiquei o Kikas. A partir desse momento todos me passaram a chamar por esse nome. Em casa sou o Kikas e não o Frederico. Esse é um nome que só é utilizado para os meios de comunicação social e mesmo assim já sou muitas vezes tratado por Kikas." 

    Ídolo:

    "Essa é fácil. O meu ídolo é o Cristiano Ronaldo." 

    Ondas preferidas em Portugal e além-fronteiras: 

    "Neste momento em Portugal tenho duas ondas preferidas. Praia dos Coxos (Ericeira) e a Praia de Espinho. Em termos internacionais a minha onda de eleição é em Jeffreys Bay na África do Sul. É, sem dúvida, uma onda incrível."

    Onda que mete maior respeito/receio:

    "Ainda hoje tenho medo de surfar algumas ondas. O medo é uma coisa complicada, mas cada um de nós arranja forma de ultrapassar esses obstáculos. Atualmente, por exemplo, existe uma onda pela qual tenho um respeito enorme e da qual ainda não me sinto à vontade para surfar. Falo da onda de Pipeline no Havai.

    Quando tinha 14 anos, altura em que estava a dar os primeiros passos no surf, apanhei um susto nesse local num dia de mar grande. Levei 15 pontos na cabeça mais 15 pontos num ombro. Isto foi com 14 anos, hoje em dia tenho 27 e se estiver mar grande, em Pipeline, ainda tenho receio. Há ali qualquer coisa que ainda me bloqueia.

    Para contornar esta situação, todos os anos tento sempre ir um pouco mais além nessa onda. Isto para ganhar o à vontade que sinto que necessito de ter para surfar em Pipeline. 

    O medo existe sempre e em diversas situações, mas cabe a nós ter força para superar essa situação."

    Quanto tempo de surf por dia: 

    "Depende das situações. Se o mar estiver num daqueles dias incríveis fico até sete horas dentro de água. É até os braços começarem a doer e as pessoas que estão na praia à minha espera começarem a refilar por causa do tempo que estou a demorar.

    Em dias normais, costumo surfar duas vezes por dia. Sessões com a duração entre uma hora a hora e meia. Depois, ao final da tarde, faço treino de ginásio. Pelo menos quatro vezes por semana. 

    Escolha do surf em detrimento do bodyboard:

    "Nem sei bem. A verdade é que comecei com uma prancha de bodyboard e estava sempre a tentar-me por de pé. Só que o choque do bodyboard não me deixava esticar. Houve então um verão, quando já estava mais crescido, que decidi pedir uma prancha de surf ao meu pai, pois queria surfar. E foi assim que tudo começou. Apesar de ter escolhido o surf, o bodyboard é um desporto que adoro e até costumo surfar muitas vezes com bodyboarders. Portugal tem atletas incríveis nesta disciplina."

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Praia
  • Mar
  • Surf
  • Portugal
  • Marcelo Rebelo de Sousa
  • Frederico Morais
  • Programa 'Desportistas no Palácio de Belém'
  • Palácio de Belém
  • Presidente da República
  • Fotografia
    Presidência da República
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
novembro 11
Nova ondulação grande deverá chegar à Nazaré esta semana
novembro 11
Big riders portugueses deram show em ilha Pancha
novembro 11
Praias do nordeste brasileiro já começaram a ser reabertas
novembro 11
Nova Gales do Sul em estado de emergência devido aos incêndios
novembro 11
Occy abre o jogo sobre droga, álcool e os 110 kg que chegou a ter
novembro 11
São Martinho cinzento e sem o famoso 'verão'
novembro 08
Diminuiu a reciclagem das embalagens de plástico em Portugal