Homepage

  • Fotografia
    Tó Mané
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Os melhores surfistas da zona Norte foram colocados à prova em quatro categorias distintas.
  • No passado fim de semana decorreu a Crédito Agrícola Open & Masters Cup, competição que proporcionou um bom espetáculo de surf na Praia Internacional do Porto e colocou à prova os melhores atletas da zona Norte em quatro categorias.

    A prova ficou marcada por excelentes condições, ondas com tamanho ideal, e um ambiente de convívio entre a comunidade surfista do norte do país.

    Esta competição marca o regresso da 'Porto & Matosinhos Wave Series 2019' neste último trimestre, iniciativa que tem ainda mais um evento em agenda.

    Na categoria Open a competição esteve renhida. As boas prestações de Nuno Corte Real, Zema Bruschy, Tomás Arroja e Gonçalo Magalhães, ao longo do campeonato, levaram os quatro atletas até à final.

    As duas melhoras ondas de Nuno Corte Real (9.50 e 7.50 pts) levaram este a um resultado muito positivo e que possibilitou a conquista do título Open. Zema Bruschy sagrou-se vice-campeão (12,64 pts), enquanto Tomás Arroja e Gonçalo Magalhães terminaram na terceira e quarta posições, respetivamente.

    No setor feminino, Beatriz Costa destacou-se na final com ondas consistentes e somou 12 pontos em 20 possíveis. O segundo lugar foi ocupado por Raquel Otero com 11,13 pontos. Raquel Vale e Ana Reverendo ficaram com a terceira e quarta posições, respetivamente. 

    Também nos atletas com mais de 35 anos, se percebeu que o surf continua no sangue destes. Patrick Jongenelen surfou as suas melhores ondas na casa dos 6,33 e 5,80 pontos e acabou por se sagrar campeão da categoria Masters (+35).

    Francisco Carvalho ocupou a segunda posição com 11,43 pontos e não muito atrás ficaram Nuno Nora e João Lagos que terminaram na terceira e quarta posições, respetivamente.

    Os surfistas da categoria Kahuna (+45) também deram espetáculo nas ondas da Praia Internacional.

    Luís Botelho fez a melhor onda da bateria (6 pontos) que lhe valeu o primeiro lugar com 9,20 pontos. Paulo Sampaio e Patrick Jongenelen terminaram a prova na segunda e terceira posições, respetivamente, deixando Rui Homem Ribeiro na quarta posição desta categoria.

    A Crédito Agrícola Open & Masters Cup teve a organização da Onda Pura em colaboração com as Câmaras Municipais do Porto e de Matosinhos, tendo ainda o apoio institucional da Federação Portuguesa de Surf, da Associação Onda do Norte e do Turismo do Porto e Norte de Portugal. 

     

    Nota: Ao clicares na fotografia que ilustra o artigo, poderás ver um vídeo com os melhores momentos da Crédito Agrícola Open & Masters Cup. 

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Praia
  • Mar
  • Surf
  • Praia Internacional
  • Porto
  • Portugal
  • Norte
  • Crédito Agrícola Open & Masters Cup
  • Porto & Matosinhos Wave Series
  • Onda Pura
  • Fotografia
    Tó Mané
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
outubro 22
Bernardo Jerónimo avança mais uma ronda no Frontón King 2020
outubro 22
Bom Petisco Cascais Pro alimentado a 60% com energia solar
outubro 21
Costa da Morte, na Galiza, quer ser Reserva Mundial de Surf
outubro 21
Salvamentos aumentaram nas praias portuguesas na época balnear de 2020
outubro 21
Primeira ondulação grande da temporada deverá entrar na Nazaré a partir de domingo
outubro 21
Circuito Regional da Madeira SUP Race arrancou em grande estilo
outubro 21
Bodyboard: Título nacional feminino vai decidir-se na Póvoa de Varzim
pub