Homepage

  • Tomás vs Blanco: a batalha final com condições épicas
    02 outubro 2019
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANS
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Face à ondulação de Oeste, graças à influência do ciclone Lorenzo, e ao vento que irá soprar de Norte (Offshore), é provável que nos dois primeiros dias de competição se assista a condições tubulares.
  • É já amanhã! O Bom Petisco Cascais Pro, derradeira etapa da Liga MEO Surf 2019, vai ter a primeira chamada pelas 7H30 desta quinta-feira, com Carcavelos a ser o palco de todas as decisões. Com o título feminino já entregue a Yolanda Sequeira, todas as atenções vão estar centradas em Tomás Fernandes e Miguel Blanco, que são os únicos surfistas com possibilidade de conseguirem o título nacional masculino.

    Com as previsões a apontarem para a entrada de uma grande ondulação, que reúne todos os condimentos para oferecer condições incríveis de surf, parecem assim reunidos todos os condimentos para uma última etapa emocionante. Face à ondulação que chega de Oeste, graças à influência do ciclone Lorenzo, e ao vento que irá soprar de Norte (Offshore), é bem provável que nos dois primeiros dias de competição se assista a condições tubulares.

    Caso Tomás e Blanco avancem até às rondas finais da prova cascalense é bem provável que o título seja decidido apenas no último dia de prova, no sábado, com ondas mais pequenas. Tomás Fernandes parte na frente, uma vez que lidera o ranking com 160 pontos de vantagem. Mas Miguel Blanco é o campeão em título e vai competir em casa.

    Contudo, as contas são claras: se Tomás chegar à final é automaticamente campeão nacional pela primeira vez na carreira. Se Miguel Blanco não conseguir chegar à final também entrega o título ao rival.

    Eis os cenários para a disputa do título masculino:

    – Se chegar à final Tomás Fernandes é automaticamente campeão;
    - Se Miguel Blanco não chegar à final, Tomás Fernandes é automaticamente campeão;
    – Se Tomás Fernandes ficar no 3.º ou 5.º posto, para ser campeão tem de esperar que Miguel Blanco não vença o evento*;
    – Se Tomás Fernandes ficar no 9.º posto ou pior, para ser campeão tem de esperar que Miguel Blanco não chegue à final;

    *Caso Miguel Blanco vença a etapa e Tomás Fernandes seja 3.º classificado, ambos terminam empatados, mas o desempate é favorável a Blanco.

    Pontos a favor de Tomás Fernandes:

    - Parte na frente em termos pontuais;

    - Tem sido o surfista em melhor forma ao longo da temporada na Liga;  

    - Ambição de chegar ao primeiro título nacional

    Pontos a favor de Miguel Blanco:

    - Compete em “casa”;

    - Já tem a experiência de ter conquistado o título no ano passado;

    - É melhor em condições pesadas e tubulares.

    Além desta emocionante luta pelo título, há ainda a possibilidade do campeão nacional garantir uma vaga para a etapa do WCT em Peniche, conforme já aconteceu em anos anteriores. Algo que apimenta ainda mais esta disputa. Está tudo a postos! E a festa promete ser grande já a partir de amanhã.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • liga meo surf 2019
  • Bom Petisco Cascais Pro
  • Tubos
  • Carcavelos
  • Tomás Fernandes
  • Miguel Blanco
  • título nacional
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANS
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
março 31
Kelly Slater aproveita isolamento para cantar (Vídeo)
março 31
Campeão mundial espanhol de surf adaptado está infetado com coronavírus
março 31
Em quarentena, campeã olímpica treina em piscina insuflável (Vídeo)
março 31
Escola de Surf da Figueira contorna quarentena com aulas online
março 30
Erupção do vulcão Merapi lança cinzas a 5 mil metros de altura
março 31
ISA World Surfing Games adiados por tempo indeterminado
março 31
Multas para surfistas chegaram a J-Bay