Homepage

  • Bodyboard: El Frontón decide títulos mundiais de 2019
    10 outubro 2019
    arrow
    arrow
  • Entre os setores masculino e feminino são cinco os bodyboarders com hipóteses de fechar a época com o tão desejado ceptro mundial.
  • O Grand Canaria Fronton King, em El Frontón (Gáldar), será a etapa final da temporada de 2019 do Circuito Mundial de Bodyboard da Association of Professional Bodyboarders (APB World Tour) para os setores masculino e feminino.

    A jornada, que decorrerá numa das melhores ondas do mundo para a prática de bodyboard, terá um longo período de espera, de 12 a 26 de outubro, e vai definir quem serão os novos campeões do mundo de bodyboard.

    No setor masculino são três os nomes que lutam pelo tão desejado primeiro lugar. Pierre Louis Costes, Sammy Morretino e Tristan Roberts. Exactamente por esta ordem os três primeiros do campeonato.

    Louis Costes, francês radicado em Portugal há vários anos e bicampeão do mundo, chega às Canárias depois de uma precoce eliminação no Sintra Portugal Pro, competição que decorreu no passado mês de setembro na Praia Grande, outro local de culto da modalidade.

    Apesar do inesperado deslize, Pierre lidera o campeonato e já venceu três dos sete eventos disputados em 2019. Para cantar novamente vitória terá de superar a forte réplica de Sammy Morretino. O havaiano consagrou-se na Praia Grande como campeão do mundo de dropknee, título que obteve pelo terceiro ano consecutivo e que certamente confere um importante 'boost' para esta batalha final.

    Depois de jornada portuguesa, Morretino ficou por cá e treinou na Nazaré. Sem nenhuma vitória em 2019, tem sido a regularidade a colocar Sammy na luta pelo título.

    Tanto para Pierre Louis Costes como para Sammy Morretino as contas do título são simples. Aquele que ficar à frente do rival é o campeão do mundo.

    Já o sul-africano Tristan Roberts, que venceu a etapa do Brasil, para ser campeão do mundo necessita de vencer em El Frontón e esperar que os seus dois rivais sejam eliminados na fase inicial do evento. Tal como Sammy Morretino, também Roberts treinou em Portugal, concretamente na Nazaré e Peniche, para a tão aguardada decisão final.

    Quanto ao setor feminino a luta pelo campeonato está resumida a duas bodyboarders provenientes do Japão. Sari Ohhara, atual líder do campeonato e vencedora na Praia Grande, e Ayaka Suzuki, a atual campeã do mundo e a primeira classificada na etapa de Antofagasta (Chile).

    A matemática é muito simples neste duelo do país do sol nascente. A bodyboarder que superar a compatriota é a nova campeã do mundo.

    Fora desta discussão asiática, mas com um hipotético papel importante na definição da campeã do mundo teremos outras bodyboarders de grande nível.

    São o caso da portuguesa Joana Schenker, Isabela Sousa (recém-coroada campeã da Europa), a lendária Neymara Carvalho ou as locais Alexandra Rinder e Teresa Miranda.

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Praia
  • Mar
  • bodyboard
  • APB World Tour
  • Canárias
  • El Frontón
  • Circuito Mundial de Bodyboard
  • Gran Canaria Fronton King
  • Pierre-Louis Costes
  • Ayaka Suzuki
  • Sammy Morretino
  • Tristan Roberts
  • Sari Ohhara
  • Espanha
  • Fotografia
    APB Tour
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
outubro 19
Liga MEO Surf entrega prémios nos Portugal Surf Awards 2020
outubro 19
Japão abre novamente a porta ao despejo de água radioativa no Pacífico
outubro 19
IPMA eleva aviso: Lisboa e mais 4 distritos sob aviso vermelho na terça-feira devido à chuva forte
outubro 19
Chuva e vento forte vão deixar todo o continente sob aviso laranja
outubro 19
Pelo menos 19 baleias-piloto perderam a vida encalhadas na Nova Zelândia
outubro 19
Bernardo Jerónimo, o único português a competir no Frontón King, já está na 3ª ronda
outubro 19
Vasco Ribeiro: 'Este foi o ano em que provavelmente apresentei o meu melhor nível de surf'
pub