Homepage

  • Açores: Furacão Lorenzo já causou estragos
    02 outubro 2019
    arrow
    arrow
  • A maior rajada de vento registada foi de 163 km/h e ocorreu no Aeroporto do Corvo.
  • De acordo com o que era apontado pelas previsões meteorológicas, chegou aos Açores, na última madrugada, aquele que já é considerado o mais forte furacão dos últimos 20 a 22 anos a atingir o arquipélago. 

    39 pessoas desalojadas, 61 estradas encerradas, 127 ocorrências (desde a queda de árvores a telhas caídas) e nenhum registo de mortes é este o balanço atual dos estragos causados pela passagem do furacão Lorenzo. A maior parte das ocorrências foram registadas na ilha do Faial.

    Porém na ilha das Flores, mais concretamente no Porto das Lajes das Flores, a passagem do furacão Lorenzo destruiu o único porto comercial, que desta forma está inoperacional.

    O período mais crítico da passagem do Lorenzo pelos Açores ocorreu entre as 4h00 da madrugada desta quarta-feira e prolongou-se até às 9h00, horas locais. 

    De acordo com o Instituto do Mar e da Atmosfera (IPMA), a maior rajada de vento registada foi de 163 quilómetros/hora, na ilha do Corvo. Tudo aconteceu às 8h25, hora local.

    A estação meteorológica que detetou a rajada situa-se no Aeroporto do Corvo, mas o IPMA assinala que, especialmente nas zonas mais altas das ilhas, é possível que tenha havido já rajadas de maior velocidade não detetadas, pela ausência de equipamentos.

    Presidente do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, Carlos Neves, indicou que já se começa a registar “alguma acalmia”, apesar da tempestade ainda não se ter afastado dos Açores. A principal preocupação atualmente, acrescenta, é a agitação marítima.

    Já esta manhã na sede da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), em Carnaxide, o primeiro-ministro António Costa passou uma mensagem de tranquilidade. 

    "Felizmente tudo indica que as coisas correram melhor do que se chegou a temer a certa altura. Acho que podemos começar a estar tranquilos”, disse o líder do Governo da República. 

    Ao início da manhã à agência noticiosa Lusa, a meteorologista do IPMA Vanda Costa explicou que o centro do furacão já passou a oeste da ilha das Flores, e encontra-se a caminho de norte/noroeste, “com tendência a afastar-se” progressivamente da ilha do grupo Ocidental.

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera mantém, até ao começo da tarde, o aviso vermelho nas ilhas das Flores e Corvo devido às previsões de ventos fortes e agitação marítima. 

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • IPMA
  • Meteorologia
  • Furacão
  • Furacão Lorenzo
  • Portugal
  • Açores
  • Agitação marítima
  • Vento
  • Vento forte
  • Chuva
  • Mar
  • ilha das Flores
  • Ilha do Corvo
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
fevereiro 19
A subida do mar irá afetar 150 mil portugueses!
fevereiro 19
Jovem é arrastado por onda e apanha grande susto na Praia do Norte
fevereiro 19
Laird Hamilton veio até à Nazaré surfar o swell da temporada (FOTOS E VÍDEO)
fevereiro 17
'Gringo' a voar como nunca em Carcavelos
fevereiro 18
Esqueces-te da prancha para surfar? No Rio de Janeiro não há problema
fevereiro 15
Miguel Blanco: “Vou apanhar boas ondas até final de Março” (Entrevista)
fevereiro 18
Inscrições abertas para curso de Nadador-Salvador Profissional em Sintra