Homepage

  • Longboard: Jovem açoriano conquista título nacional Sub-18  
    23 setembro 2019
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    PPSC
  • Fonte
    Press release
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Irmão mais novo do surfista Jácome Correia dá cartas nas “pranchas maiores”, conquistando o titulo no continente.
  • A Capital da Onda, Peniche, recebeu no passado dia 15 de setembro a 4ª Etapa da edição de 2019 do Circuito Nacional de Longboard da Federação Portuguesa de Surf.
    Os melhores e as melhores longboarders portugueses competiram na Praia do Pico da Mota.

    Sendo a penúltima etapa do circuito nacional e expectativa era muita, pois poderiam sagrar-se aqui os campeões nacionais nas categorias feminino e sub 18. Na categoria open existiam, à partida para este evento, vários candidatos ao título, mas dificilmente seria em Peniche que se conheceria o campeão nacional.

    As previsões apontavam para pouca ondulação e período baixo, pelo que cedo a organização apostou tudo no Pico da Mota que voltou a dar boas ondas e a revelar-se uma aposta ganha.

    A etapa teve cinquenta competidores, um recorde de inscritos nas etapas que já se realizaram no circuito de 2019, como alguém comentou, “a família está a crescer”.

    O dia começou com os trials de Open, categoria onde se disputariam as rondas 1 e quartos de final, entrando depois em cena as restantes categorias.

    Em Open Bruno Grandela sagrou-se vencedor da etapa, em que dominou da primeira à última bateria, obtendo a pontuação mais elevada do campeonato com uma onda de 8,83 pontos em 10 possíveis, surfada na final em que obteve uma pontuação total de 15,83 pontos em 20 possíveis, frente a Diogo Gonçalves (2º), João Gama (3º) e Ronaldo Matos (4º), que ficou em combinação pontual para o vencedor.

    O vencedor da etapa Bruno Grandela, diz que: “Esta etapa correu-me muito bem e agora estou com força para ser campeão outra vez. As condições do mar estavam ótimas. O mar tem estado a cair, mas a organização esteve 5 estrelas pela escolha do local de prova. Deram sempre ondas e durante todos os heats. Há cinco anos que não competia. Estou contente e se o trabalho permitir, no próximo ano vou competir, mas só a nível nacional”.

    O campeão nacional será conhecido na última etapa, que se realizará em S. Pedro do Estoril a 2 de novembro, sendo que o título será decidido entre Bruno Grandela, Diogo Gonçalves e João Gama.
     
    Na categoria de feminino a luta pelo título está ao rubro e ainda não foi em Peniche que o título se decidiu. Numa final emotiva, Raquel Bento levou de vencida a concorrência, mas não foi fácil. Kathleen Barrigão (2ª) e Inês Silva (3ª) deram luta e as três longboarders foram alternando a liderança da bateria, com Filipa Tavares a ficar com o último lugar do pódio. Inês Silva obteve a pontuação mais elevada na categoria, com uma onda de 7 pontos em 10 possíveis.

    “Estou muito contente por ter ganho esta etapa, pois assim continua a luta pelo título”, afirma Raquel Bento, que acrescentou “Estiveram boas ondas e um dia bom de praia. Toda a gente se divertiu!”

    Está tudo em aberto para a última etapa, com a disputa pelo título a ter duas protagonistas, Raquel Bento e Kathleen Barrigão que venceram duas etapas cada.
     
    António Dantas (que conseguiu obter a pontuação combinada com um total de 15,84 pontos em 20 possíveis nos quartos de final de Open), foi o grande vencedor da categoria de sub 18. A luta na final foi intensa. O jovem açoriano Nicolau Filipe, foi segundo, resultado que lhe permitiu sagar-se campeão nacional da categoria, tendo Frederico Mittermayer obtido o terceiro lugar e Filipe Ferreira quarto.

    Sobre a etapa, António Dantas afirmou “Acho muito bem o regresso do circuito a Peniche, tem altas ondas e sempre que venho aqui divirto-me muito e espero para o ano continuar a haver uma etapa cá.” Já sobre os planos futuros “Para o ano gostava de melhorar a minha prestação no Open e de competir no QS.”

    Nicolau Filipe, que se sagrou campeão de sub 18 no seu último ano nessa categoria, referiu que “o campeonato teve boas ondas. Esta quarta etapa correu bem e a organização está de parabéns”. Sobre o futuro, Nicolau diz que “Nestes dois últimos anos fiquei no Top 10 do Open e agora quero continuar a subir no ranking e, quem sabe, competir no europeu ou mundial que se realizam em Portugal”.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Nicolau Filipe
  • Açores
  • Peniche
  • Sub-18
  • longboard
  • Fotografia
    PPSC
  • Fonte
    Press release
pub
similar News
similar
março 30
Empresários de Cascais lançam iniciativa que pode ajudar as escolas de surf
março 30
COI mantém qualificação de Tóquio’2020 para 2021
março 30
Municípios de Albufeira e Loulé condicionam acesso às praias
março 30
Alex Botelho concede primeira entrevista após acidente na Nazaré
março 30
FPS à caça dos talentos do futuro
março 30
Semana começa chuvosa e fria
março 27
Está a chegar o horário de Verão!