Homepage

  • Na Tanzânia usar sacos de plástico pode dar prisão
    05 setembro 2019
    arrow
    arrow
  • É proibido a importação, exportação, manufactura, armazenamento e venda dos tradicionais sacos de plástico com asas.
  • Desde o passado dia 1 de Junho que a Tanzânia implementou a proibição total dos sacos de plástico com asas.

    O país africano promulgou leis que proíbem a importação, exportação, manufactura, armazenamento e venda dos tradicionais sacos de plástico com asas. A Tanzânia juntou-se assim a outros países do mesmo continente, como o Quénia e o Ruanda, que proíbem o uso e a fabricação de sacos de plástico. 

    Tudo para travar a poluição causada pelos resíduos não biodegradáveis e cumprir com as medidas aprovadas na Cimeira do Clima da Organização das Nações Unidas, que foi realizada em Dezembro de 2015.

    Como tal quem utilizar um saco de plástico está a incorrer num crime que poderá dar origem a uma pena que pode ir até aos sete dias de prisão. Caso estejamos a falar da produção deste tipo de sacos, os produtores podem ser punidos com penas até aos dois anos de cadeia e multas que podem chegar aos 400 mil dólares. 

    No passado mês de Maio, as autoridades da Tanzânia levaram a cabo uma campanha pelo país, onde o objetivo foi o de garantir a não existência de sacos de plástico no país.

    Mão pesada numa nação onde os produtos passaram a ser distribuídos em sacos de papel. Esta recente proibição levou igualmente a que diversas pessoas passassem a produzir e a vender os seus próprios sacos. 

    Apesar do todo este cenário, os sacos de plástico com asas ainda podem ser utilizados em actividades ligadas a serviços médicos, construção civil, processamento alimentar e gestão de resíduos, entre outros.

    Todo um quadro que já levantou vozes dissonantes na Tanzânia. À publicação espanhola 'El País' um líder de uma congregação religiosa da capital Dar-es-Salam referiu que a medida correcta a tomar pelo Governo seria a de lançar políticas ambientais educativas em vez de optar por uma posição extrema. 

    Quem também já sente os efeitos da medida que vigora desde o passado dia 1 de Junho são os turistas. Antes da chegada à Tanzânia, os mesmos são alertados pelas entidades competentes sobre os comportamentos a ter no país africano. 

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Mundo
  • África
  • Tanzânia
  • Meio Ambiente
  • Natureza
  • Cimeia do Clima
  • ONU
  • Ecossistema
  • Proibição
  • Sacos de Plástico
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
agosto 04
Grécia a escaldar: Temperatura na Acrópole atingiu os 55ºC
agosto 04
Baía do Funchal vai receber o Madeira Island SUP Challenge em setembro
agosto 04
Autoridade Marítima Nacional e DGS lançam campanha para um verão em segurança
agosto 04
Fernando Aguerre: 'Penso que o COI ficou satisfeito com a estreia olímpica do surf'
agosto 04
Vasco Ribeiro e Kika Veselko fizeram história na Allianz Triple Crown
agosto 04
Japonesas levam ouro e prata, Sky Brown fica com o bronze
agosto 04
MEO e Vissla vão dar nome à etapa portuguesa das Challenger Series