Homepage

  • Na Tanzânia usar sacos de plástico pode dar prisão
    05 setembro 2019
    arrow
    arrow
  • É proibido a importação, exportação, manufactura, armazenamento e venda dos tradicionais sacos de plástico com asas.
  • Desde o passado dia 1 de Junho que a Tanzânia implementou a proibição total dos sacos de plástico com asas.

    O país africano promulgou leis que proíbem a importação, exportação, manufactura, armazenamento e venda dos tradicionais sacos de plástico com asas. A Tanzânia juntou-se assim a outros países do mesmo continente, como o Quénia e o Ruanda, que proíbem o uso e a fabricação de sacos de plástico. 

    Tudo para travar a poluição causada pelos resíduos não biodegradáveis e cumprir com as medidas aprovadas na Cimeira do Clima da Organização das Nações Unidas, que foi realizada em Dezembro de 2015.

    Como tal quem utilizar um saco de plástico está a incorrer num crime que poderá dar origem a uma pena que pode ir até aos sete dias de prisão. Caso estejamos a falar da produção deste tipo de sacos, os produtores podem ser punidos com penas até aos dois anos de cadeia e multas que podem chegar aos 400 mil dólares. 

    No passado mês de Maio, as autoridades da Tanzânia levaram a cabo uma campanha pelo país, onde o objetivo foi o de garantir a não existência de sacos de plástico no país.

    Mão pesada numa nação onde os produtos passaram a ser distribuídos em sacos de papel. Esta recente proibição levou igualmente a que diversas pessoas passassem a produzir e a vender os seus próprios sacos. 

    Apesar do todo este cenário, os sacos de plástico com asas ainda podem ser utilizados em actividades ligadas a serviços médicos, construção civil, processamento alimentar e gestão de resíduos, entre outros.

    Todo um quadro que já levantou vozes dissonantes na Tanzânia. À publicação espanhola 'El País' um líder de uma congregação religiosa da capital Dar-es-Salam referiu que a medida correcta a tomar pelo Governo seria a de lançar políticas ambientais educativas em vez de optar por uma posição extrema. 

    Quem também já sente os efeitos da medida que vigora desde o passado dia 1 de Junho são os turistas. Antes da chegada à Tanzânia, os mesmos são alertados pelas entidades competentes sobre os comportamentos a ter no país africano. 

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Mundo
  • África
  • Tanzânia
  • Meio Ambiente
  • Natureza
  • Cimeia do Clima
  • ONU
  • Ecossistema
  • Proibição
  • Sacos de Plástico
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
junho 28
Surfrider Foundation Europe promove limpeza da foz do rio Trancão na quinta-feira
junho 29
Torneira gigante que despeja plásticos dá nas vistas no Parque das Nações
junho 28
Campeões do III São Vicente SUP Challenge coroados em Ponta Delgada
junho 28
Teresa Bonvalot fez o pleno de conquistas nos Açores
junho 28
Projeto 'Surf & Rescue' prestes a estrear-se em Viana do Castelo
junho 27
Frederico Morais fala em 'toque especial' na vitória nos Açores
junho 28
António Costa promete 30% das áreas marinhas nacionais classificadas até 2030