Homepage

  • Miguel Blanco: 'Tomás Fernandes irá sentir mais pressão na luta pelo título'
    24 setembro 2019
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANSurfistas
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • A jogar em casa, seja no Guincho ou em Carcavelos, o atual campeão nacional de surf tentará revalidar o título conquistado em 2018.
  • O ano passado foi especial para Miguel Blanco, pois conseguiu carimbar o primeiro título nacional da Liga MEO Surf da sua carreira. Conquista que foi alcançada após ter vencido a última etapa da Liga MEO Surf de 2018, o Bom Petisco Cascais Pro.

    Agora, um ano volvido, Blanco chega novamente à mesma prova, que se realiza de 3 a 5 de outubro no Guincho ou em Carcavelos, com hipóteses de revalidar o título, embora tenha de recuperar terreno para Tomás Fernandes, atual líder do ranking Santander.

    Desta vez, Blanco não depende só dele próprio para ser campeão, uma vez que tem de esperar que Tomás não chegue à final desta etapa para poder continuar a sonhar com a renovação do título.

    A competir em casa, Blanco está, igualmente, obrigado a ir à final, esperando sempre pelo resultado do rival. Algo que não tira o sono ao campeão nacional em título. O surfista de Cascais mostra-se mesmo muito confiante para a quinta e última etapa da Liga MEO Surf de 2019.

    Apesar de partires em desvantagem pontual, acreditas que o facto de competires em casa e de já teres um título no currículo te dá alguma vantagem nesta luta pelo título nacional de 2019?

    Penso que sim. Mesmo estando em desvantagem, vamos competir em praias onde cresci como surfista, quer a prova se dispute no Guincho ou em Carcavelos. Cresci em São Pedro do Estoril e surfei a minha infância toda nessas praias, por isso conheço bastante bem as ondas. Sem dúvida que isso será uma vantagem.

    O facto de seres o campeão em título pode trazer pressão extra para o teu lado?

    Não sinto pressão alguma. Estou em desvantagem no ranking Santander, por isso é que tenho de alcançar alguma coisa. Nesse aspeto, penso que será o Tomás que irá sentir mais pressão. Da minha parte estou a sentir-me bem com o meu surf, estou com pranchas boas e sinto-me muito confiante. Dessa forma, acho que vai correr tudo pelo melhor nesta etapa.

    Sentes que estás totalmente preparado para o Bom Petisco Cascais Pro?

    Vou dar o meu melhor nesse fim-de-semana. Estarei sólido, focado e confiante. Não tenho nada a perder, só tenho a ganhar. É com essa mentalidade que vou entrar em prova.

    Depois de no ano passado terem chegado sete surfistas à última etapa com hipóteses de conquistar o título nacional, este ano a luta está reduzida a apenas dois nomes. Como vês essa situação?

    Realmente, é uma situação interessante e bem diferente em relação ao ano passado. O Tomás conseguiu duas vitórias ao longo do ano. Eu consegui uma, mas tive resultados regulares, alcançando também um segundo, um terceiro e um quinto lugar. Isso fez com que as contas ficassem restringidas apenas a dois surfistas. No entanto, apesar de não sermos tantos candidatos como no ano passado, penso que a luta pelo título não será menos interessante.

    Conquistar novamente o título, nesta fase da época, poderia servir de embalagem para uma reta final de ano em grande a nível internacional?

    Claro que sim. Hoje em dia o nível da Liga MEO Surf está altíssimo e acaba por dar-nos uma grande preparação e bagagem para os campeonatos internacionais. Ganhar novamente o título nacional e ser campeão da Liga MEO Surf seria muito importante. Significaria muito para mim e para a minha carreira.

    Cenários do título para Miguel Blanco:

    - Se Miguel Blanco não chegar à final (3.º ou pior), Tomás Fernandes é automaticamente campeão;

    - Se Miguel Blanco for 2.º classificado, tem de esperar que Tomás Fernandes não chegue aos quartos-de-final man-on-man (9.º ou pior);

    - Se Miguel Blanco vencer a etapa, tem ainda de esperar que Tomás Fernandes não chegue à final (3.º ou pior);

    - Caso Miguel Blanco vença a etapa e Tomás Fernandes seja 3.º classificado, ambos terminam empatados, mas o desempate é favorável a Blanco.

     

    Mais informações em www.ansurfistas.com.

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Praia
  • Mar
  • Surf
  • Portugal
  • Miguel Blanco
  • Tomás Fernandes
  • Liga MEO Surf
  • Federação Portuguesa de Surf
  • Associação Nacional de Surfistas
  • Fotografia
    Jorge Matreno/ANSurfistas
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
janeiro 23
Surf to Win apresenta equipa oficial para 2020
janeiro 24
Lewis Pugh é o primeiro humano a nadar sob camada de gelo na Antártida
janeiro 24
Gondomar retira das serras 3 toneladas de lixo por semana
janeiro 22
Tempestade Glória provoca ondulação inédita no Mediterrâneo
janeiro 23
Vem aí o Pacto Português para os Plásticos
janeiro 23
O ornitorrinco pode desaparecer devido à ocupação humana
janeiro 24
Austrália enfrenta praga de aranhas mortíferas