Homepage

  • Homem morre ao cair de falésia em Lagos
    30 setembro 2019
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Para já são desconhecidas as causas que terão originado a queda.
  • Um homem de 48 anos, de nacionalidade checa, morreu esta segunda-feira ao cair de uma falésia com cerca de 30 metros de altura, na Praia do Canavial (Lagos), disse à agência noticiosa Lusa fonte da Proteção Civil.

    De acordo com o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Faro, são desconhecidas as causas que estiveram na origem da queda da vítima mortal.

    Segundo a mesma fonte, o acidente ocorreu ao início da manhã desta segunda-feira, tendo o homem caído da falésia para o areal da praia. As equipas de socorro encontraram a "vítima já cadáver”.

    Nas operações de socorro estiveram envolvidos 10 operacionais dos bombeiros de Lagos, da Polícia Marítima, do Instituto Nacional de Emergência Médica e do Instituto Nacional de Socorros a Náufragos, apoiados por quatro veículos e uma embarcação.

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Praia
  • Mar
  • Queda
  • Falésia
  • Lagos
  • Portugal
  • Algarve
  • Praia do Canavial
  • Morte
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
janeiro 22
Costa Este americana vai receber nova piscina de ondas
janeiro 22
Inscrições abertas para o fecho do Circuito de Bodyboard do Ericeira Surf Clube
janeiro 22
Kikas recebe homenagem na Gala do Desporto de Cascais
janeiro 21
Potente gás com efeito de estufa está a aumentar na atmosfera
janeiro 21
Portugueses desenvolvem tecnologia para detetar lixo marinho
janeiro 21
Vila Real quer plantar um milhão de árvores em 2020
janeiro 21
China vai proibir os sacos de plástico nas principais cidades