Homepage

  • O microplástico já chegou ao Ártico
    22 agosto 2019
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Partículas foram encontradas por uma expedição científica que terminou no princípio de Agosto.
  • No mesmo dia em que noticiamos em que os microplásticos presentes na água potável ainda não representam um risco para a saúde humana, refere-se um outro episódio relacionado com microplásticos, mas que já não é tão simpático.

    A contaminação com microplásticos estendeu-se a toda o planeta Terra. Pela primeira vez foram encontradas partículas concentradas em amostras de gelo da Passagem do Noroeste, no Ártico Canadiano. Resultado de uma expedição científica, que foi realizada entre os dias 18 de Julho e 4 de Agosto.

    A descoberta da expedição, financiada pela National Science Foundation, dos Estados Unidos e pela Heising-Simons Foundation, está vertida num artigo publicado na revista 'Science Advances' e confirma a presença de microplásticos em oceanos, água potável, animais e regiões de todo o mundo.

    O grupo, liderado pelas pesquisadoras da URI Alessandra D’Angelo e Jacob Strock, perfurou o bloco de gelo em 18 pontos perto da Resolute, a comunidade mais setentrional do Canadá, e assim analisou o plâncton, micronutrientes do oceano que são uma das bases da cadeia alimentar da região.

    Após analises de microscópio ao conteúdo de cinco das 18 colunas de gelo produzidas com as perfurações, até dois metros e contendo gelo acumulado em anos diferentes, a equipa descobriu micropartículas de plástico, algumas de até um milímetro de tamanho, relatou.

    D’Angelo e Strock explicaram à agência noticiosa EFE que o gelo age como um filtro natural: a água do oceano circula pelos poros de gelo e o plâncton acumula-se nos seus cristais.

    Mas da mesma forma que retém o plâncton, o gelo filtra e acumula pequenas partículas de plástico que os investigadores acreditam estarem a ser transportadas pelas correntes marítimas do Atlântico e do Pacífico para as regiões árticas.

    D’Angelo acrescentou que toda a vida animal na região está a consumir plásticos, de peixes a aves marinhas e a animais maiores, como mamíferos marinhos.

    O que a equipa de pesquisadores também desconfia é que, embora as amostras de gelo sejam provenientes apenas da Passagem do Noroeste, perfurações semelhantes em outras regiões do Ártico encontrarão uma presença similar de microplásticos no gelo.

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Mundo
  • Plástico
  • Ártico
  • Meio Ambiente
  • Microplástico
  • Ecossistema
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
fevereiro 27
Degelo do Ártico pode estar a afetar correntes marítimas
fevereiro 27
Mar profundo dos Açores ameaçado pelas alterações climáticas
fevereiro 27
Coronavirus coloca estreia olímpica do surf em risco
fevereiro 27
Medina viaja para Marrocos acompanhado de surfista português
fevereiro 26
Foi-se o sol! Chuva chega no sábado e promete ficar
fevereiro 26
Baleia de seis metros removida de praia de Viana do Castelo
fevereiro 26
Sardenha vai cobrar entradas em praia invadida por turistas