Homepage

  • Julho foi o mês mais quente alguma vez medido
    05 agosto 2019
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Temperatura ficou ligeiramente acima dos valores registados no mesmo mês de Julho, mas no ano de 2016.
  • Recentemente foi noticiado que o passado mês de Junho foi o mês mais quente na Terra desde que existem registos meteorológicos. Pois bem, parece que esses mesmos dados estavam errados, apesar da entidade que realizou os estudos ser agora a mesma. 

    Isto porque o último mês de Julho, que no continente europeu foi marcado por uma nova onda de calor e que levou mesmo alguns países a baterem recordes de temperaturas máximas, foi o mês mais quente alguma vez medido no planeta Terra desde que existem registos meteorológicos. 

    Quem o diz é o serviço de alterações climáticas do Programa Copernicus (C3S) da União Europeia. De acordo com este órgão foi batido em 0,04ºC o anterior recorde, que afinal data de Julho de 2016. Momento em que a elevação das temperaturas foi explicada pelo fenómeno 'El Niño'. 

    "O mês de Julho é geralmente o mês mais quente do ano no mundo, mas de acordo com os nossos dados [o mês de Julho de 2019] é também o mês mais quente alguma vez já medido", disse hoje, em comunicado, o responsável pelo Copernicus, Jean-Noël Thépaut.

    Apesar do novo recorde, Thépaut acredita que com a "continuação das emissões de gases de efeito de estufa e o impacto global das temperaturas, os recordes continuarão a ser batidos".

    O mesmo comunicado refere que a subida de temperatura, no passado mês de Julho, é tão pequena que é possível que outras organizações de referência, que recolhem e analisam dados com outros métodos, não cheguem à mesma conclusão. Por exemplo, a Agência Atmosférica dos Estados Unidos ainda não publicou as suas conclusões para o mês de Julho.

    De acordo com o Copernicus, a temperatura em Julho de 2019 foi 0,56º centigrados acima da média do período 1981-2000, quase 1,2º centigrados acima do nível pré-industrial, a linha de base dos especialistas em clima da Organização das Nações Unidas (ONU).

    O mesmo serviço refere que as temperaturas estão acima do normal no Alasca, Gronelândia,partes da Sibéria bem como na Ásia Central e partes da Antártida.

    Dados que levam a Organização Meteorológica Mundial a perspectivar que o presente ano de 2019 fique no top cinco dos anos mais quentes. 

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Mundo
  • Calor
  • Verão
  • Onda de calor
  • Ambiente
  • Ecossistema
  • Natureza
  • Meteorologia
  • Temperatura
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
setembro 22
Há uma nova onda na Indonésia: é gerada por um navio encalhado e repete história do século XX
setembro 20
Kanoa Igarashi, de vice-campeão mundial ISA à prata olímpica em casa
setembro 22
Abriram as inscrições para o Campeonato Nacional de Surf Esperanças Sub-14
setembro 22
Exposição Viva celebra 1ª edição do Programa Atlantis no Dia Nacional da Água
setembro 21
Época balnear em Espinho prolongada até 26 de setembro
setembro 22
Nível do mar continua a subir a um ritmo alarmante
setembro 22
Outono chega e traz o regresso da chuva