Homepage

  • Donald Trump taxa pranchas de surf importadas da China
    20 agosto 2019
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Para dinamizar o mercado local, o presidente norte-americano decidiu taxar em 10% a importação de pranchas de surf provenientes da China.
  • Com o intuito de arrastar novamente as fábricas de pranchas de surf para os Estados Unidos da América (EUA), o presidente da nação norte-americana decidiu agir e em 'modo guerra comercial' contra a China.

    Donald Trump aplicou uma taxa sobre pranchas de surf importadas da China. A taxa a aplicar é de 10%. Uma acção que surge na sequência da mudança geográfica, nas últimas décadas dos fabricantes de pranchas, do estado da Califórnia para a China.

    Um comportamento que deveu-se essencialmente ao alto custo da mão de obra local e às rigorosas políticas ambientais.

    Perante este cenário, em 2018, a China exportou 67% das pranchas que chegaram aos Estados Unidos. Percentagem que representa mais de 916 mil pranchas importadas. Para ter uma melhor ideia do como as importações têm galopado, por exemplo, em 2004 (ano em que começaram a ser registados estes dados) foram importadas 102.850 pranchas de surf do país asiático. 

    Apesar do objetivo com esta medida ser o de trazer de volta a atividade aos Estados Unidos, parece que as coisas não serão assim tão fáceis para Donald Trump e a sua administração.

    "Gostaríamos de ter a nossa produção dentro de um especto nacional. Contudo ainda existem muitos aspectos que necessitam de ser alterados antes de trazermos novamente emprego para os Estados Unidos", disse Sue Bowers, gerente da Southern California Sports. 

    Sue refere-se essencialmente ao alto custo da mão de obra nos EUA bem como às regras anti-poluição que são aplicadas às fábricas produtoras de pranchas de surf.

    Para além disso a nova taxa poderá levar ao deslocamento das fábricas de pranchas de surf para outros países asiáticos, onde a mão de obra é igualmente muito barata.

    A Tailândia e o Vietname são países onde o valor da mão de obra chega a ser 19 vezes inferior ao que é registado nos Estados Unidos da América. 

     

     

    Para usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Estados Unidos da América
  • Mundo
  • China
  • Donald Trump
  • Praia
  • Mar
  • Surf
  • Pranchas de Surf
  • Taxa
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
setembro 16
Estrelas do shape mundial de visita à Surf Out Portugal
setembro 16
David Raimundo: 'Temos de acreditar que é possível ser medalhado nos Jogos Olímpicos'
setembro 16
ASCC Super Groms 2020 adiado para Outubro
setembro 16
Frederico Morais: 'Espero que este apuramento olímpico impulsione o surf em Portugal'
setembro 13
Bodyboard: Miguel Ferreira e Joana Schenker nos 'quartos' do Sintra Pro
setembro 12
Frederico Morais e Miguel Blanco seguem fortes, Vasco Ribeiro eliminado
setembro 13
Frederico Morais: 'Estou mais perto do apuramento olímpico'