Homepage

  • Australiano concebe drone para evitar ataques de tubarões a surfistas
    19 agosto 2019
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • A ideia está a ser difundida ao máximo, de modo a chegar ao conhecimento da comunidade surfista.
  • Esta é uma história que tem como principal protagonista, Adam Fitzroy. Um operador de drone australiano, que tem por hábito comandar o seu aparelho para avistar animais marinhos na Costa Leste da Austrália.

    Porém, após travar contacto com diversos tubarões e em praias que são frequentadas por surfistas, Adam tirou o máximo partido da tecnologia que tem à sua disposição e decidiu criar um 'esquema'. Tudo com o propósito de ajudar os surfistas a não serem atacados pelos temidos predadores. 

    A ideia de Fitzroy passa então por ter um alarme incorporado no seu drone, que quando detecta a presença de tubarões dá o respetivo sinal de alerta para os surfistas. 

    O conceito de Adam Fitzroy, que está já em processo de patentear a sua ideia, está a ser difundido pelas redes sociais e os tradicionais meios de comunicação social. Naturalmente que o objetivo é difundir ao máximo esta ideia à comunidade surfista.

     

     

    Para usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Austrália
  • Tubarão
  • Praia
  • Mar
  • Surf
  • Surfistas
  • Segurança
  • Mundo
  • Ataque de tubarão
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
janeiro 23
Surf to Win apresenta equipa oficial para 2020
janeiro 24
Lewis Pugh é o primeiro humano a nadar sob camada de gelo na Antártida
janeiro 24
Gondomar retira das serras 3 toneladas de lixo por semana
janeiro 22
Tempestade Glória provoca ondulação inédita no Mediterrâneo
janeiro 23
Vem aí o Pacto Português para os Plásticos
janeiro 23
O ornitorrinco pode desaparecer devido à ocupação humana
janeiro 24
Austrália enfrenta praga de aranhas mortíferas